Música & Badalo

“Saúde mental é importante. Precisamos falar sobre depressão”, diz Tico Santa Cruz que vai estar no Rock in Rio

O vocalista do Detonautas falou sobre a importância da canção "Ilumina o mundo" como forma de prevenção ao suicídio e ainda nos contou todos os detalhes do show que a banda está preparando para o Rock In Rio

Publicado em 12/08/2019 | Por Heloisa Tolipan

O cantor falou sobre valorização da vida, saúde mental e combate à depressão na canção “Ilumina o Mundo” (Foto: Fabiano Santos)

*Por Iron Ferreira

Tico Santa Cruz, vocalista do Detonautas, esteve presente no evento “Tod+s Por Um Mundo Melhor”, promovido pela organização do Rock In Rio. Durante a cerimônia, o artista conversou com o Site Heloisa Tolipan e falou sobre o lançamento da canção “Ilumina o Mundo”, parceria com Pelé MilFlows que fala sobre saúde mental. O cantor reafirmou o seu compromisso artístico com o assunto e ressaltou a necessidade de debater os efeitos da depressão. Segundo ele, é necessário estimular campanhas que previnam o suicídio: “Acabamos de lançar a canção “Ilumina o Mundo”, que fala sobre a prevenção ao suicídio. Saúde mental é muito importante. Precisamos falar sobre os riscos da depressão. Lançamos, também, o clipe em parceria com o Centro de Valorização da Vida para ressaltar os problemas em torno da depressão e estimular o conhecimento sobre o assunto”.

Leia aqui – CVV e Detonautas em união para fala sobre depressão, solidão e ajuda: “Ninguém está livre de se sentir solitário”

Assista:

Confirmado para subir ao Palco Sunset no dia 28 de setembro, junto com o conjunto Pavilhão 9, o cantor disse que o público e os fãs podem esperar um show completo e nostálgico: “O Detonautas vai fazer um show para relembrar as duas participações que tivemos no festival. Convidamos o Pavilhão 9, uma banda de São Paulo que mistura o rap com o rock. Essa apresentação virá com bastante força”.

Durante o evento, ele foi convidado pelo diretor criativo do Palco Sunset, Zé Ricardo, a participar de uma ação interativa proposta pela organização do festival, em parceria com a Natura, com o intuito de engajar o público através das redes sociais. A ação consiste em 21 desafios, realizados durante sete dias, com os seguintes temas: desafie o seu eu, conecte-se com o outro e abrace o seu planeta. Filmando as missões, os participantes deverão postar os vídeos em suas redes sociais. A equipe do Rock In Rio irá selecionar os melhores, que serão exibidos no telão do Palco Mundo. “Eu fico muito feliz em poder participar dos eventos ligados ao Rock In Rio. Não é só um show, são inúmeras ações que permeiam o festival. Estou sempre disponível para me juntar a eles e aos seus ideais. Estamos sempre alinhados. Acho muito bacana essa necessidade que eles têm de criar uma consciência coletiva em relação a temas tão importantes. Participar desse desafio e motivar outras pessoas a participarem é muito legal”, revelou.

Leia Mais: “A gente só lança projetos com início, meio e fim e as nossas árvores estão sendo plantadas”, diz Roberta Medina

Zé Ricardo, Tico Santa Cruz, Lellê e Roberta Medina, vice-presidente do festival (Foto: Daniel Pinheiro/AgNews)

Tico Santa Cruz comentou ainda sobre a valorização aos artistas provenientes de regiões menos favorecidas. Segundo ele, o festival consegue mostrar para a sociedade a efervescência criativa e cultural que existe nas comunidades. Sem esse espaço, muitos artistas, de diferentes expressões culturais, não conseguiriam alcançar o grande público. “O papel de um festival desse porte é abrir as portas para lugares e pessoas que a sociedade não costuma olhar. A arte tem o poder de transformar. Como o Rock In Rio não é apenas um festival de música, mas de outras atividades tão relevantes, é importante desempenhar essa função. A cultura da favela, da periferia e das pessoas que não possuem recursos para entrar em uma gravadora precisa de um espaço para poder se comunicar com o mundo, e o Rock In Rio é esse amplificador”, afirmou.

Pesquisas relacionadas