Gente & Comportamento

#SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli com Anna Elisa de Castro, criadora da N.O.S. Escola

A escola, especializada em aulas de alimentação saudável, agora se expande até Portugal, onde Anna Elisa foi morar para tentar um novo passo na empresa

Publicado em 12/09/2018 | Por Junior de Paula

*Por Helen Pomposelli
Coach de imagem e terapeuta energética vibracional (@helenpomposelli)

Natural, orgânica e saudável… quem escuta isso parece que a “coisa” é nova, nem tanto… Para a chef Anna Elisa de Castro, criadora da N.O.S Escola, essas palavras estão em seu DNA desde criança. A chef, especializada em alimentação saudável pela The Natural Gourmet Institute em Nova Iorque, foi a segunda brasileira a se formar nesse instituto e também a abrir, no Brasil, um local que ensina a usar técnicas de culinária saudável. Hoje, Anna está trocando de país e se mudando para Portugal por um período, para realizar um sonho que é levar a N.O.S. Escola, especializada em aulas de alimentação saudável, para outros lugares e formar mais células propagadoras de saúde.

Leia também: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli com Paula Costa e sua arte em flores

Mas por que Portugal? “Desde que abri a N.O.S. Escola no Rio, comecei a receber emails para levar para Portugal. Uma professora do grupo se mudou para lá e eu fiquei com isso na cabeça. Certo dia, tomando um chopp com meu marido, surgiu a idéia de tentar a Europa. Fazer um novo plano de vida para a família e expandir a empresa. A escola está nascendo do zero, não temos dinheiro para aplicar, viemos com a cara e coragem, assim como foi a do Rio. Primeiro visitamos o lugar, fizemos uma palestra para falar da escola, que no primeiro dia tinha 80 pessoas, e tivemos que abrir até a terceira turma”, explica a chef.

Aos 18 anos, Anna já tinha um lado empreendedor, e já dava aula de jazz e era bailarina. Tinha 100 alunos e montava espetáculos todo final de ano. “Era na escola Notre Dame que eu dava aula de dança na educação física e assumi um curso extra. A dança, eu sabia que não era para vida, era um hobby, pois eu gostava de estar no palco, mas não era profissão de futuro. Nessa época, eu também fazia estágio no Banco do Brasil, na agência Copacabana, por dois anos, durante a minha formação em administração. Eu trabalhava com investimentos”, enumera.

Leia Também: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli apresenta o multifacetado Iogue Antonio Tigre

E foi lá que tudo mudou… “Comecei vendendo comida no banco. Sempre gostei de cozinhar. Vendia lanchinhos e até que um dia me pediram ajuda pra fazer um café da manhã com o objetivo de receber gerentes de outras agências, aí fiz o tradicional e famoso pão a metro. Estava super na moda! No início, fiz para 50 gerentes. E nesse café da manhã, pediram cartão para eu fazer nas outras agências. Eu não tinha um buffet real! Anotei meu telefone no guardanapo e apelidei de Buffet Girassol. Daí comecei a ser chamada para fazer em todas as agências do Banco do Brasil”, relembra.

Anos mais tarde, a chef foi levada pelo namorado na época, que era remador, a mudar o seu estilo de vida e alimentação. Anna descobriu ali como virar peso-leve de forma saudável. “Dessa forma, eu me interessei ainda mais e comecei a comer melhor por interesse pessoal. Aos 19 anos já cozinhava! Minhas especialidades naturebas eram o Bobó de shitake, quiches integrais. Anos mais tarde, me juntei com uma amiga, montamos o curso de como viver melhor e ensinava feijoada vegetariana e até queijo de castanha”.

Leia também: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli contra a trajetória de iluminação da yogini Kirtika

Anna teve seu despertar desde a infância, na fazenda da avó em Teresópolis, onde passava férias e finais de semana. Anna ganhou de presente uma casa de boneca com cozinha e sala, sonho de toda criança! “Eu tinha uma horta e criava meus animais. Minha convivência com a natureza era desde matar porco, tirar leite da vaca. Meu aprendizado desde o inicio não era de forma industrial, eu sabia de onde vinham as comidas”.

Anna, diz qual o seu maior desafio? “Parar de inventar coisas (risos)…são tantos os horizontes, muita idéia e tornar essas idéias possíveis. Boas idéias em boas ações! Desafio bom! E ter gente conectada com o meu propósito e que tenha essa mesma visão”
Conselho Saia da Caixa? “Se juntar com pessoas que pensam da mesma forma que você. Ativar grupos de pessoas que pensam que nem você. Isso dá uma força! Porque sozinho você não consegue. O segredo é você se conectar com pessoas que pensem da mesma forma e colocar na prática. Nem que você comece pequeno, que o seu negócio cresce!”

Leia também: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli com a meditação de Guanatita

Pesquisas relacionadas