Cinema & TV

Do ator de sucesso no YouTube para protagonista da Globo, João Vicente de Castro comentou a expectativa com a estreia de Espelho da Vida

Às vésperas da estreia da nova novela das 6, o artista comentou sobre o que espera desta nova empreitada e falou tudo que precisou fazer para viver este papel. "Estou encarando este trabalho como um desafio e me esforçando para dar o meu melhor", informou

Publicado em 25/09/2018 | Por Ana Clara Xavier

Ele fez história no mundo do humor on-line, sendo integrante há seis anos do Porta dos Fundos, o maior portal de esquetes do planeta. Da internet paras as telonas, ele fez sucesso, em 2016, ao fazer parte de Rock Story. Os resultados positivos de sua atuação geraram frutos que hoje se consolidam no protagonismo do rapaz na nova novela das 6, Espelho da Vida. João Vicente de Castro vai dividir a sua agenda pelos próximos meses entre Rio de Janeiro e São Paulo para viver Alain, na Globo, e apresentar o Papo de Segunda, no GNT. “Para dar conta de tudo, não estou dormindo. Esta foi a escolha que fiz”, brincou. Com vários projetos na manga, o artista prova que, mais do que nunca, chegou para ficar e vem mostrando o seu potencial na cena nacional. “O momento certo da vida é a gente que faz. Estou encarando este trabalho como um desafio e me esforçando para dar o meu melhor. Não sei se vai dar certo ou errado, mas estou lutando bastante. Não temos que mirar no sucesso e prêmios, mas em acordar e fazer daquele dia o melhor possível. É assim que se ganha o jogo da vida”, comentou. Em papo com o site HT, o humorista falou sobre as preparações e os receios em viver o seu primeiro protagonista da TV aberta.

Mais do que nunca, João Vicente vai ter a oportunidade de mostrar que suas qualidades vão muito além do lado comediante. O papel do rapaz faz parte do núcleo principal da trama e ainda conta com pitadas de suspense no enredo. Embora exista, sim, espaço para a diversão, o drama acaba imperando. “O Alain é um cara problemático. Se fosse um amigo, diria para ir à terapia. Ele é solar, mas se depara com a criptonita dele e acaba perdendo todos os poderes. Ele é essencialmente um homem bom, mas, dadas as circunstâncias, está fraco em contato com a maior dificuldade da sua vida”, salientou João. Na narrativa, o ator interpreta um cineasta com uma carreira em ascensão e com um namoro estável com uma atriz de teatro, vivida por Vitória Strada. No entanto, tudo muda quando precisa retornar para a sua cidade natal, Rosa Branca, ao ser informado que seu avô está prestes a morrer. Mesmo contra a sua vontade, acaba continuando no local para realizar um desejo do falecido que é fazer um filme sobre uma espécie de lenda do lugar. Juntamente com este cenário, veremos a personagem de Vitória descobrindo o que ocorreu na sua última encarnação e na de seus colegas.

Saiba: Nova novela das 6, Espelho da Vida mistura atores maduros com nova geração da internet em trama sobre reencarnação 

João Vicente de Castro é o diretor de cinema Alain Dutra, na próxima trama das 6 (Foto: João Miguel Júnior/ TV Globo)

Somente pela descrição, a gente já consegue perceber que este rapaz tem tudo para ser o mocinho, mas a influência do lugar promete instigar aquilo que ele possui de pior dentro de si. “Quando o texto é bom, os personagens têm várias facetas. Nós temos a nossa ética, porém podemos estar em um mau dia e a gente sai do sério. Neste caso, o Alain é amoroso e ético, mas o contato com o passado o transforma um pouco. Será uma grande luta a novela inteira para ele não se perder. É um ser humano”, analisou. O artista preferiu não rotular o protagonista na leva de mocinhos por achar que esta nomenclatura pode limitar as diversas nuances do papel. “Acho que este conceito está cada vez mais diluído. Tem mocinhos com atitudes de vilões e vice-versa. A gente ainda tem esta definição por causa dos filmes de super-heróis, onde o malvado quer acabar com o mundo. Para que? Vai morar aonde depois? Isto está mudando”, rebateu.

O grande calcanhar de Aquiles do protagonista pode ser resumido a apenas uma pessoa: Isabel, interpretada por Alinne Moraes. “É uma presença muito desagradável para o Alain, porém também se faz muito presente. Ela o quer de volta de qualquer forma. Quer dominá-lo. E ele a despreza e odeia. Ao mesmo tempo em que sente raiva, também cultiva sentimentos por ela. Esta mulher mexe com ele e tem noção do seu poder. É inteligente e sedutora”, comentou. Apesar de João Vicente não gostar muito de rótulos, Alinne definiu a figura como uma clássica vilã de folhetins, em papo com o site HT que você vai conferir logo mais. Com uma relação cheia de altos e baixos, Isabel tem tudo para ser o grande motivo da derrota deste protagonista. “Esta paixão não é alimentada por ele, na verdade, ele sofre com isto. Mas ele sofre e a esqueceria se pudesse. Não queria se despedir do avô exatamente pelo desespero de reencontrá-la. Não é apaixonado pela Isabel, mas tem alguma conexão”, salientou. Esta dominação de Isabel sob Alain deve ser explicada com os acontecimentos de sua vida passada que vão ser desvendados pela personagem de Vitória Strada.

Fazer parte de uma trama de Elizabeth Jhin não é uma tarefa fácil. Todo mundo sabe que ela é fã de trabalhos que desafiam a racionalidade, trazendo sempre uma boa noção sobre a doutrina espírita. Em Espelho da Vida, isto se intensificou. Agora, as noções de espaço e tempo são cada vez mais insignificantes, o que significa que duas realidades, a dos anos 1930 e 2018, convivem em pé de igualdade. Exatamente por isto que veremos João Vicente passar de um cineasta para um rapaz que vive em uma cidadezinha rural no início do século XX em apenas um capítulo. Isto torna a atuação do ator ainda mais trabalhosa e, até mesmo, esquizofrênica, tendo que viver várias realidades por dia.

“A minha carreira estava estável e, com este papel, tudo mudou. Estou com um misto de pânico e excitação o dia inteiro. Geralmente, seleciono os meus trabalhos pelo roteiro e o elenco. O ambiente desta novela é parecido com o de Rock Story, sendo um clima bem familiar com gente que sente afeto e nos estimula a produzir. Admiro o fotógrafo, os câmeras… Tudo. Estou muito bem cercado. Se continuarmos assim, o resultado será positivo”, comentou João. De acordo com ele, nada disso seria possível sem a sua participação em Rock Story. Foi esta trama que o mostrou o que era fazer novela na televisão brasileira, ganhando experiência suficiente para lidar com uma atuação tão complicada. “A Globo produz conteúdo como poucas empresas no mundo. Possui muita gente boa no seu time, não tendo estrela e subalterno. Aprendi que todos são igualmente necessários para que uma trama dê certo. Sem um câmera bom, também não tem a qualidade, por exemplo. Não dá pensar no glamour da televisão. Temos que ter pé no chão e se esforçar para entregar algo bacana. O grande segredo do sucesso é não se deslumbrar”, avisou.

Alinne Moraes, João Vicente de Castro e Vitória Strada compõe o núcleo de protagonistas da trama (Foto: João Miguel Júnior/ TV Globo)

Aliado ao preparo psicológico, ele também precisou mudar um pouco a sua rotina de exercícios para viver Alain. “Gosto de esporte desde os meus 15 anos, mas intensifiquei. Luto boxe há algum tempo, mas precisei apelar para o levantamento de peso olímpico para chegar ao resultado que quero. Só bebo duas vezes por semana, que era algo que eu fazia com mais frequência e a minha gordice, atualmente, está na salada e no brócolis. Só como verduras de cima da terra e estou recebendo acompanhamento médico. Se sinto fome de madrugada, vou comer um balde de salada e uso a gelatina para saciar a vontade do doce. A vida não é perfeita, temos que escolher as nossas batalhas”, comentou. O resultado foi a perda de cerca de 12 quilos em comparação ao seu peso em Rock Story. “Meu corpo está como eu quero. Não trabalho em cima da perfeição, porque sei que é impossível de alcançar”, comemorou. Para ajudar na criação do Alain, ele ainda emprestou algumas roupas para a figurinista já que ambos possuem estilos parecidos.

João Vicente de Castro marcou presença na festa de lançamento da nova novela das 6 (Foto: Artur Meninea/Gshow)

Por estar se doando tanto para entregar algo de qualidade em seu primeiro protagonista, João Vicente afirma que isto o leva a exigir muito de si mesmo. Se dependesse dele, repetiria as cenas diversas vezes em busca da perfeição pessoal. “Sou muito perfeccionista. Não considero isto um defeito já que não deixo me travar. Sei que errar é bom, afinal, só temos o sucesso depois de falhar. Mas é claro que isto me atrapalha um pouco quando tenho quero repetir as cenas. No entanto, aprendi que o diretor sabe mais do que o ator, afinal, é ele quem está vendo de fora. A cena é um conjunto, tem cenografia e vários outros atores, mas nós acabamos olhando somente para nós. Aprendi que sempre vou ficar angustiado e sofrer. Existe uma máquina girando na Globo. Não dá para ficar repetindo, senão vou atrapalhar os outros”, lamentou.

A animação para a chegada do primeiro capítulo é enorme. De acordo com João Vicente, existe muita expectativa pessoal em torno do sucesso desta novela. Ele espera ver bons resultados logo nas redes sociais. “Espero que shippem o casal. O Alain é completamente louco pela Cris, é a luz dos olhos dele. Tem uma questão muito séria em relação à confiança, acredita nela. É o amor da vida dele, indiscutivelmente. Os dois se gostam demais, mas ele vai errar muito”, antecipou.

Pesquisas relacionadas