Música & Badalo

A música transformando vidas: Ortobom apoia o projeto Tapera das Artes, no Ceará, referência nacional na educação pela arte para crianças e adolescentes

Segundo o presidente da Taperas das Artes, Magno Miranda de Souza, o grande princípio é ampliar o horizonte da população local através da arte. “Nós fazemos um trabalho social proporcionando um universo de opções educacionais de amplo alcance profissionalizante. Temos vários médicos e advogados formados que integraram os nossos projetos e tiveram a música como embasamento para desbravar novos mundos"

Publicado em 17/09/2018 | Por Ana Clara Xavier

A arte pode mudar vidas, criar pontes e formar pessoas de bem. Com esta filosofia, a Tapera das Artes, no município de Aquiraz, a 32 quilômetros de Fortaleza, no Ceará, ganhou destaque nacional com suas ações educativas e artísticas voltadas para o desenvolvimento de crianças e adolescentes de baixa renda. Com diversos projetos destinados ao processo de musicalização, a instituição faz da melodia uma potência na vida de 500 crianças e adolescentes, em sua maioria filhos de comerciantes, caseiros, pescadores e rendeiras domiciliados nas adjacências do distrito de Tapera. Desde cursos profissionalizantes e aulas de música até a participação de nomes renomados da música junto a estes jovens, o instituto incentiva a busca pelo conhecimento.

Segundo o presidente da Taperas das Artes, Magno Miranda de Souza, o grande princípio é ampliar o horizonte da população local através da arte. “Nós fazemos um trabalho social para que estes jovens não se envolvam com as drogas, por exemplo, diante da alta criminalidade no nosso país, proporcionando um universo de opções educacionais de amplo alcance profissionalizante. Temos vários médicos e advogados formados que integraram os nossos projetos e tiveram a música como embasamento para desbravar novos mundos. Com isso, sabemos que o nosso processo de musicalização consegue encaminhar o cidadão para um futuro melhor. Nós prezamos pela qualidade”, comentou Magno de Souza. Com 35 anos de história, a Tapera das Artes possui uma orquestra própria com o apoio do renomado maestro João Carlos Martins, organiza um festival e ainda promove um encontro mensal dos aprendizes com grandes músicos.

Juntos fazemos a diferença no mundo: Ortobom apoia a Casa Ronald Mcdonald que acolhe crianças e adolescentes portadores de câncer junto com seus familiares

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Tapera das Artes conta com apoio de várias empresas e colaboradores que acreditam nos projetos da instituição. Não é por acaso que, por exemplo, vários estudantes se tornaram, posteriormente, profissionais da própria equipe da Tapera, como é o caso do presidente, Magno de Souza. Ele teve aulas de percussão e fez parte da primeira formação musical do local. Já na iniciativa privada, por exemplo, a Ortobom é uma das empresas que incentiva a instituição. “Para nós, é muito importante saber que as empresas valorizem o nosso projeto. Esta relação engrandece tanto as marcas quanto esta ação de transformação da vida das pessoas”, comentou Magno de Souza.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Ortobom doou colchões para a residência da Tapera da Artes, onde músicos, professores e aprendizes se reúnem durante uma semana para vivenciar a musicalidade e trocar conhecimentos, através da iniciativa Encontro Mestre Aprendiz. “A Ortobom reconheceu a importância desta união. Ter uma residência trouxe a possibilidade de jovens de localidades mais distantes do município participarem do encontro mensal, além de podermos hospedar os próprios músicos. A Ortobom acreditou na mudança de vida destas crianças e adolescentes e já estamos na terceira edição do projeto Encontro Mestre Aprendiz”, comentou o presidente da Tapera das Artes.

Magno Miranda de Souza é o presidente da Taperas das Artes e também já foi aluno (Foto: Divulgação)

A construção deste espaço, no qual o aluno se reúne com grandes personalidades da nossa música brasileira, foi viabilizada a partir de um prêmio que a Tapera recebeu no Criança Esperança. Desde então, três edições do Encontro Mestre Aprendiz já foram realizados com quase 30 encontros. Em dezembro, inclusive, o músico Toquinho será o grande homenageado.  “A troca de experiências é muito bacana, pois vemos os estudantes que vivem da música interagindo com os seus ídolos. Sem dúvida é um momento significativo na vida destas pessoas”, comentou Magno de Souza. Como parte deste projeto, inclusive, existe a possibilidade dos adolescentes gravarem um DVD com o maestro João Carlos Martins.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na Tapera das Artes, todas as iniciativas se complementam e a prova disto é que tudo acaba convergindo para a Orquestra Bachiana Jovem de Aquiraz. Principal programa da instituição, a orquestra transforma em grandes músicos crianças e adolescentes da rede pública de ensino municipal e estadual. É um projeto pedagógico de musicalização, no qual o maestro João Carlos Martins – que, inclusive, inspirou o filme João, o maestro, lançado no ano passado – se tornou o grande patrono. “Nós conhecemos o João Carlos Martins em 2014 e, nesta época, ele tinha um sonho de formar 1.000 orquestras em todo o Brasil, sendo 100 delas no Ceará. Tivemos a oportunidade de dar o start”, explicou Magno de Souza. Todos os aprendizes recebem um instrumento da casa que será deles durante a sua jornada pela instituição.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além deste projeto sólido e contínuo, a Tapera das Artes sempre concorre a editais para desenvolver ações mais pontuais como cursos profissionalizantes e aulas para outras localidades do município. “Temos o Festival 7 Sóis e Sete Luas, que faz um intercâmbio com a América Latina. Já se encontra em sua nona edição e é realizado em novembro”, comentou Magno de Souza. Durante toda a sua trajetória, a Tapera já ofereceu cursos de audiovisual, fotografia e muito mais. “A instituição tem a ideia muito forte de tornar os alunos protagonistas”, concluiu o presidente.

Pesquisas relacionadas