Cinema & TV

Marina Moschen comenta sobre os altos e baixos de Deus Salve o Rei: “Sinto que ainda temos muita história para contar”, afirmou

A atriz faz a guerreira Selena que foi a primeira mulher a querer entrar para a Academia Militar de Montemor, o que a faz enfrentar muitos preconceitos, inclusive, contemporâneos. Além de todos os conflitos, a personagem também é uma bruxa

Publicado em 30/04/2018 | Por Ana Clara Xavier

A personagem de Marina Moschen em Deus Salve o Rei vem dando o que falar na trama. A atriz interpreta uma mulher guerreira que sempre sonhou em treinar militarmente, mas sofre muito preconceito por seu gênero. Mesmo assim, foi adiante e desde então tem trazido muitas discussões pertinentes e contemporâneas para a trama. “A Selena está começando a entrar em outros núcleos que eu não tinha contracenado antes como é o caso dos protagonistas e das pessoas da Academia Militar de Montemor. Além disso, tem este novo lado que a estamos descobrindo da personagem pelo fato de ser bruxa. Sinto que ainda temos muita história para contar. Estou muito feliz com isto. Tenho gravado bastante, mas é uma novela incrível com papéis sensacionais”, comemorou.

Marina Moschen interpreta a primeira mulher a entrar para uma academia militar em Montemor (Foto: Artur Meninea)

A novela tem sido um sucesso não só pela qualidade do elenco como pelo tipo diferenciado de narrativa e o nível de investimento tecnológico da emissora. Mesmo assim, existe algumas oscilações no ibope da trama. Apesar disso, a atriz afirmou que não é uma preocupação na Globo. “Não estamos conversando sobre os níveis de audiência da trama. Nós fazemos a novela com muito amor e cada um dá tudo o que pode para o sucesso do seu personagem. Isto é o mais importante. Estamos a fim de fazer, acreditamos no projeto e estamos nos empenhando da melhor forma possível. Não temos que nos preocupar com isto”, informou.

Além de enfrentar preconceitos por ser mulher, a personagem também é uma bruxa (Foto: Artur Meninea)

Ainda sobre esta ideia, foi divulgado no início do mês que Ricardo Linhares assumiu a supervisão de texto de Deus Salve o Rei. A mudança visa acertar o tom e o enredo da personagem de Bruna Marquezine, concentrar a ação no núcleo principal e agilizar a história, de acordo com a coluna de Patricia Kogut. De acordo com Marina, não existe motivos para causar polêmica a partir desta informação. “Adoro o escritor Daniel Adjafre, ele é muito querido e um autor muito bom. Não conheço o Ricardo ainda, mas fiquei sabendo que ele entrou. Acho que isto acontece. Já rolou esta inclusão de novos roteiristas em outras tramas. É algo normal, são ideias novas que vão acrescentar mais elementos para a narrativa”, explicou.

A atriz comentou que prefere peças que básicas no seu guarda-roupa (Foto: Divulgação)

A atriz está trabalhando muito, mas mesmo assim arrumou tempo para prestigiar os colegas. Ela marcou presença no lançamento da linha de roupas de Marina Ruy Barbosa, protagonista de Deus Salve o Rei, com a Colcci. “Nunca pensei em fazer uma coleção de roupas, mas talvez faça, sim, um dia. Acho que deve ser legal poder colocar a sua identidade nas peças juntamente com uma marca que seja a sua cara. É bacana pegar um pouco da sua personalidade para fazer uma parceria para as pessoas que seguem o seu trabalho”, comentou. No evento, ela apareceu com um look que resumia bem o seu armário: um vestido preto e branco. “O meu estilo é bem básico no dia a dia, tenho muitas peças pretas e brancas no guarda-roupa. Uso muita calça jeans, blusinha t-shirt, vestido soltinho, sandália e tênis. Tenho algumas peças chaves como um vestido mais arrumado ou macacão que mantenho comigo para usar em determinados eventos. Só peço a ajuda de stylist quando tenho ocasiões nas quais preciso ir mais elaborada”, informou.

 

Pesquisas relacionadas