Cinema & TV

Do Video Show para o mundo, Marcela Monteiro enfatiza: “É um sonho realizado”

Conversamos com a apresentadora sobre a vida e a trajetória até chegar ao programa da TV Globo

Publicado em 12/12/2018 | Por Bárbara Tenório

Quando menina ela queria entender como funcionava os bastidores das novelas e programas da televisão. Foi essa vontade que levou a apresentadora Marcela Monteiro a estudar e se preparar para a atual profissão. Hoje aos 32 anos, ela é da equipe do Vídeo Show, da TV Globo, e, além de fazer entrevistas diárias, ela também é responsável há cinco anos e meio pelos links ao vivo do programa. “Quando criança era o que eu mais gostava de assistir, queria entender como funcionava tudo por trás das câmeras. Trabalhar no Vídeo Show é um sonho realizado, é um programa que eu cresci assistindo, que eu acredito. Então, fazer parte disso é maravilhoso. Quando eu entrei, torcia para ficar um ano pelo menos e hoje estou aqui ainda”, conta Marcela em uma conversa exclusiva com a gente.

Marcela Monteiro (Foto: Henrique Falci)

Mas antes de estar onde sempre quis, a apresentadora, que é formada em jornalismo pela PUC-Rio, fez muitos cursos de interpretação para se familiarizar com as câmeras e acabou se apaixonando pela atuação. Marcela atuou em nove peças infantis e nas novelas ‘Malhação’ e ‘Sete Pecados’. E deu vida à personagem Dóris, na novela ‘O Profeta’, da Globo. Entretanto, o mundo dos personagens ficou para trás. “Não pretendo voltar a atuar, eu estou muito focada na minha carreira agora. Talvez um trabalho pontual, uma participação, porque eu não gosto de fechar portas, mas apenas se eu puder conciliar com a minha carreira de apresentadora, porque é aonde eu me realizo”, completa. Marcela conta que foi muito feliz atuando, mas que nunca foi o seu objetivo final. “Foi uma forma que eu encontrei de me desenvolver e conhecer pessoas da área, porque eu não fazia parte desse mundo da arte”, conclui a apresentadora.

A rotina de gravações é pesada e variada, pois depende dos horários da programação da emissora. Mas essa flexibilidade de destinos e assuntos é a parte preferida da jovem apresentadora. Ela conta: “Têm dias que é dentro do estúdio, invadindo uma novela, têm dias que é na rua mesmo. Eu posso estar no Rio, posso estar em São Paulo ou em Salvador. Às vezes com uma pauta um pouco mais jornalística, outras mais descontraídas. Meu trabalho me possibilita tantas coisas, porque eu estou cada dia em um lugar e conversando com uma pessoa diferente.” O que, segundo Marcela, é um crescimento diário.

Marcela Monteiro (Foto: Henrique Falci)

A primeira aparição como apresentadora foi em 2010 na TV Vanguarda, afiliada da Globo do interior de São Paulo, no programa Vanguarda Mix. O comunicador Tiago Leifert também passou por lá. “Eu tinha acabado de me formar em jornalismo, mandei meu currículo, me chamaram para uma entrevista e depois fui para São José dos Campos para fazer os testes. Acabei entrando para apresentar esse programa de entretenimento”, relembra Marcela. A repórter permaneceu na filial paulista por dois anos e admite que quase tudo que aprendeu da profissão foi no primeiro emprego. Logo depois, Marcela veio ao Rio para cobrir as férias de uma repórter do programa Mais Você e, a partir daí, não saiu mais do ar.

Enquanto alguns acham gravar ao vivo a parte mais difícil e desafiadora da profissão, Marcela Monteiro queria poder fazer isso todos os dias. Essa adrenalina é uma das paixões da jovem. “Fica todo mundo um pouco mais alerta, porque não têm cortes e eu acho também mais espontâneo. As matérias eu já gravo como se fosse ao vivo, começo a gravar e vou direto, só se der um problema técnico mesmo”, diz. Além da espontaneidade, esse modelo de gravação permite uma maior aproximação com o telespectador, numa relação de igual para igual, segundo Marcela. “Já rolou abelha, mosquinha quase entrando na boca, eu já cai numa matéria sobre patins. Essa última foi gravada, mas eu falei que podia deixar no ar”, afirma a jornalista.

Marcela Monteiro (Foto: Henrique Falci)

Das aulas de ballet, a apresentadora leva consigo a disciplina e a postura, dos cursos de teatro, a facilidade da improvisação e do raciocínio rápido. E ainda tem muito o que aprender, segundo ela, com inspirações da televisão como a americana Oprah Winfrey, o apresentador do programa dominical, Fausto Silva e com Otaviano Costa com quem chegou a trabalhar durante o Vídeo Show. “A luta é grande, o caminho é longo e não foi fácil, mas eu já me sinto privilegiada de poder ter feito algumas coisas na minha carreira. Ainda quero fazer mais, mas já tive boas oportunidades e o que eu faço é tentar retribuir da melhor forma possível, estudando e me dedicando ao máximo”, anuncia.

Pesquisas relacionadas