Cinema & TV

Ela está de volta! Christine Fernandes fala sobre seu retorno à televisão como antagonista: “Estou soltinha em cena.”

A atriz contou o que andou fazendo nesse tempo afastada e comemora o retorno as tramas televisivas.

Publicado em 22/03/2017 | Por Rodrigo Cohen

(Foto: Danilo Borges)

Já fazia um tempo que ela estava sumida dos televisores de todo o Brasil, mas já podemos nos deliciar vendo Christine Fernandes todos os dias em ação. A atriz assumiu o papel da antagonista Sammu-Ramat na nova novela religiosa da Record “O Rico e O Lázaro”. Se você pensa quem esse tempo afastado das telinhas eram férias está muito enganado! Ela contou ao HT tudo que andou fazendo nesses cinco anos em que deixou saudades para os fãs que gostam de acompanhar seu trabalho diariamente.

“Eu fiz muito cinema, três longas como atriz e um documentário como diretora. Nesse ínterim, fiz um curso de documentário na Academia Internacional de Cinema, algo que sempre desejei fazer. Tenho vontade de contar minhas próprias histórias e continuo me habilitando para tal. Não houve fuga. Apenas não tive nenhum convite de TV que me desafiasse como atriz. Enquanto isso não pintava, fui melhorando meus instrumentos…sempre estudando. O tempo é nosso melhor aliado. Ficamos mais sábios com o passar dos anos, menos ansiosos e mais interessantes, isso é fato. Me sinto muito mais completa como pessoa e consequentemente como atriz para alçar voos mais arriscados”, desabafou.

(Foto: Danilo Borges)

E parece que Sammu-Ramat e Christine Fernandes foram feitas uma para a outra! O diretor do folhetim Edgard Miranda convidou a atriz e contou com uma ajuda do destino para que a participação se concretizasse. “Adorei de cara a personagem na sinopse, mas estava em outro trabalho já. Daí não pude aceitar. Coincidência do destino, o outro trabalho atrasou e fui reconvidada. Acredito que a personagem chama o ator. Nesse caso, foi cirúrgico. Sammu estava escrita para ser minha”, contou a carioca nascida nos EUA. Ela ainda acredita que tenham outros aspectos da sua vida que façam com que ela se conecte com a vilã: “Sou muito espiritualizada. Creio que essa minha faceta me dá subsídios para entender a cabeça de uma sacerdotisa”.

O saudosismo de fazer uma novela também habitava o coração da atriz e ela comemora o retorno: “Vou pela personagem, se me encanta, se me desafia, quero. Adoro fazer TV. Você se refina no trabalho diário e industrial que a TV te permite, fora o alcance. Além disso, nessa novela tem a possibilidade do streaming pelo Netflix, que é como eu atualmente mais vejo TV. Creio ser o futuro. Muitos colegas que estão virando amigos, parceiros maravilhosos de trabalho e fazendo uma personagem que sempre desejei”.

Depois de trabalhos como “Viver a Vida”, “Avenida Brasil”, “Cheias de Charme” e “A Favorita”, a atriz falou sobre as diferenças do trabalho de agora. Christine falou sobre sua entrega completa a composição dessa personagem.“Estou soltinha em cena. Disponível 100% para viver essa personagem. Sem vaidades e sem travas. Livre, leve e solta. E me divertindo horrores. Ela tem tudo que eu sempre desejei fazer. Ela tem um pouco de santa, pervertida, louca, genial, apaixonada, intensa, sendo naturalmente sensual”, revelou. O seu maior desejo com a vilã? Conquistar o coração dos espectadores: “Eu quero fazer o público esperar a próxima aparição da Sammu com ansiedade e expectativa”.

Pesquisas relacionadas