Teatro & Pensata

Relações efêmeras e brasileiros que deixam o país permeiam a peça ‘Isso que você chama de lugar’

Em cartaz no Teatro Laura Alvim, a montagem se detém à incomunicabilidade das relações contemporâneas com forte influência do teatro do absurdo e aborda a questão dos inúmeros brasileiros que foram viver na Europa

Publicado em 14/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Iron Ferreira

Diante dos grandes avanços tecnológicos na sociedade, experimentamos uma realidade cada vez mais artificial e efêmera, onde as relações interpessoais estão inconsistentes e o medo da solidão fica mais presente. Esse é o tema principal da peça “Isso Que Você Chama de Lugar”, que está em cartaz no Teatro Laura Alvim. Dirigida e concebida por Daniel Herz, a montagem ficará em exibição até dia 30. “A inspiração principal veio da insatisfação das pessoas com a atual situação do Brasil onde muitos já pensaram em deixar o país. Eu fiquei angustiado com essa sensação de perda. O ponto zero é a possível ideia de que todos estavam pulando fora do barco e a dúvida sobre onde encontrar a sua felicidade, seja no país de origem ou em algum outro lugar. A partir disso, desenvolvemos uma linguagem para falar sobre a questão. São quatro histórias que acontecem ao mesmo tempo, de forma concomitante. É possível ter uma experiência incrível”, frisa Daniel.

Segundo o diretor, os brasileiros que estão deixando o país serviram de  inspiração para a peça (Foto: Dalton Valério)

São quatro histórias distintas, interpretadas pelos atores Carol Santaroni, Clarissa Pinheiro, Roberta Brisson e Tiago Herz. Daniel falou ainda sobre a importância da participação do público para a construção do espetáculo: “Por serem quatro histórias paralelas, as pessoas precisam estar atentas ao espetáculo. O que é dito pelos atores, por meio de texto ou de movimentação, é compreendido através da interpretação de cada indivíduo e a sua reação. A platéia não pode ficar completamente passiva nessa história. Precisamos dela para completar a narrativa que está sendo encenada”.

Daniel Herz, Carol Santaroni, Clarissa Pinheiro, Roberta Brisson e Tiago Herz (Foto: Dalton Valério)

O diretor ainda comentou sobre como a instantaneidade provocada pela urgência da atualidade e como pode ser utilizada para ajudar na sua construção teatral: “Atualmente, a nossa atitude está pulverizada para fazer mais de uma ação ao mesmo tempo. É isso que exploramos em cena. Não é uma única peça, são quatro ao mesmo tempo. Por isso o trabalho de participação da plateia é importante para a compreensão final do texto. O objetivo é tirar o espectador da zona de conforto, não somente em relação ao tema, mas também quanto à forma de contar essas histórias, brincando com o que parece e o que de fato é”.

O espetáculo utiliza características do teatro do absurdo (Foto: Dalton Valério)

Com referências ao teatro do absurdo, movimento artístico iniciado na Europa nos anos 50, “Isso Que Você Chama de Lugar” utiliza as diferenças de linguagem para estabelecer uma conexão com quem a assiste. “Um dos temas que esse gênero explora é a ideia da incomunicabilidade. Através disso, buscamos dimensionar as diferenças de linguagem entre os personagens para que o público entenda o diálogo. É a comunicabilidade através da incomunicabilidade. Esse é o principal ponto de intercessão com o teatro do absurdo”, afirmou.

SERVIÇO:

Temporada:

07 a 30 de Junho

Horários:

Sexta-feira e Sábado – 20h

Domingo – 19h

Local:

Teatro Laura Alvim

Av. Vieira Souto, 176 – Ipanema

Tel.: (21) 2332-2015

Ingressos:

R$ 50 (inteira) R$ 25 (meia-entrada)

Bilheteria: Terça a sexta – 16h às 21h / Sábado – 15h às 21h / Domingo – 15h às 20h

Duração: 70 minutos

Classificação: 12 anos

Pesquisas relacionadas