Música & Badalo

Guilherme Schwab, que estará no Rock in Rio, lança single “Hora e Lugar” e fala sobre novos rumos da carreira

O artista já foi integrante da banda Suricato no programa Superstar e hoje segue carreira solo já com muitos lançamentos e expectativas futuras

Publicado em 28/08/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Domênica Soares

Guilherme Schwab é cantor, compositor e multi-instrumentista. Em 2014, estreou no programa Superstar da Globo e, desde então, segue ganhando destaque e fazendo sucesso no mundo da música. O artista lança seu primeiro single “Hora e Lugar”, do álbum “Tempo dos Sonhos”. A música é autobiográfica, na qual conta a história de seu encontro com sua mulher. “Os desencontros e encontros de nos conhecermos ainda bebês. Cada um percorreu seus caminhos e apesar de termos convivido durante toda vida, o momento do mágico encontro, a hora e lugar só aconteceram muito depois. Frases como ‘A vida toda tão perto e só agora somos eu e você’ resumem bem toda história”.

Guilherme Schwab estará no palco do Rock in Rio neste ano (Foto: Pedro Luz)

O álbum “Tempo dos Sonhos” foi o primeiro depois da banda, mas já estava em construção antes mesmo do artista entrar para o grupo. A essência do novo trabalho do músico tem como base o conceito artístico e sonoridade, que em determinado momento se mistura com sua identidade. Ele conta que esse disco fala muito sobre sua história  e que vários aspectos do som vêm de muitos anos de estudo e pesquisa com os instrumentos que sempre utilizou. “Mesmo com instrumentos inusitados, ter um resultado final soando pop foi uma premissa deste trabalho. Ser multi-instrumentalista pode ser uma faca de dois gumes e uma grande preocupação minha e do produtor Juliano Cortuah foi a de não usarmos qualquer instrumento gratuitamente, tudo respeitou a canção. Ela sempre falou mais alto na confecção de todos os arranjos. Muitos esperavam de mim um disco de guitarra, instrumental ou com músicas que mostrassem virtuosismo, e esse é um disco de canções”, conta sobre o processo criativo do álbum e de suas preocupações na trajetória como artista.

Guilherme relata que começou sua carreira solo antes de entrar para a banda, mas não deixa de dizer que é eternamente grato a tudo que passou. Segundo ele, o Superstar foi um grande aprendizado, uma verdadeira escola e também um divisor de águas na carreira de todos que viveram aquele momento. Ele diz que quando há participação em um reality show existe muita exposição, experiências diferentes em um curto espaço de tempo. “Saí de lá muito mais maduro. Sou eternamente grato ao programa e a toda direção e produção, que foram incríveis o tempo todo. Foi uma oportunidade enorme para todos mostrarem seus talentos individuais e coletivos”.

O artista lança seu primeiro single “Hora e Lugar”, do álbum “Tempo dos Sonhos”. (Foto: Pedro Luz)

O artista explica que nessa nova produção musical as palavras de ordem foram amor, cuidado, excelência e, principalmente, verdade. Diz que para a produção de seu novo disco buscou os melhores profissionais com os quais se identificava artisticamente e pessoalmente. Dessa forma, ele mostra que o sucesso está sempre o acompanhando e pôde-se perceber isso pelo fato dele já ter participado do Rock in Rio três vezes. Em 2013, na Rock Street com Dan Torres, em 2015 com Suricato e Raul Midón no Palco Sunset e em 2017 com George Israel no palco Rock District. Neste ano, ele marca sua quarta vez em um dos maiores festivais de música do mundo.

Em entrevista ao site Heloisa Tolipan, o artista que já carrega consigo muita bagagem faz uma breve análise do mercado da música atual e afirma que sempre haverá tendências de mercado e pessoas usando fórmulas, mas dá uma atenção especial à internet que em sua opinião foi capaz de dar espaço a quem não tinha. Segundo ele, todo artista pode encontrar seu público, e este, por sua vez, também tem toda liberdade para ouvir e clicar no que mais lhe agrada. “É claro que os meios de comunicação tradicionais são muito fortes e muito importantes para consolidar a carreira de qualquer artista, mas a internet deu visibilidade a produtos que dificilmente poderiam ter tal repercussão anos atrás. Já trabalhei muito como músico de estúdio, e diversas vezes ao chegar numa sessão de gravação para uma gravadora ou produtor fui solicitado a fazer como alguém. ‘Quero o som do fulano nesta gravação’. Acho engraçado porque acaba que as pessoas não procuram o próprio som, a própria identidade. Acho que essa busca por algo novo e por reinventar-se, deve ser elemento intrínseco do artista”.

Ele conta que suas maiores inspirações vêm de momentos que vive, lê ou ouve falar. Pensando que o compositor é uma antena pronta para captar boas histórias a qualquer momento e que é necessário estar atento a ter um olhar sensível para o mundo e todo esse processo, em sua opinião, é muito divertido. Guilherme é um daqueles apaixonados pela música e que carregam seus sonhos junto com ela. Ele diz que quer ter muita saúde para ficar velhinho tocando, cantando e fazendo um som com seu filho. “O disco que vem aí se chama ‘Tempo dos sonhos‘, essa expressão, na mitologia aborígene, corresponde a origem, o início de tudo, o tempo da criação. É onde estão todas as respostas. Acessamos esse lugar quando meditamos. E é lá onde eu me refaço e me renovo para continuar criando e sonhando”.

Pesquisas relacionadas