Música & Badalo

Do Brasil para o mundo: Anitta lança “Solo”, o primeiro EP de sua carreira em 3 idiomas

A artista lançou hoje “Solo”, composto por três músicas e clipes, cada um em um idioma. A produção gigante é fruto de meses de trabalho, foi divulgado com mistério e já está fazendo sucesso nas redes. Vem ouvir!

Publicado em 09/11/2018 | Por Anna Castro

De 2012 para 2018, a vida e carreira de Anitta mudou completamente. Hoje, com uma audiência mundial e um alcance nas redes sociais e nas plataformas de streaming de causar inveja, já surpreendeu ao público com suas estratégias de divulgação e parcerias incríveis com J Balvin, Maluma, Wesley Safadão e Simone e Simaria. Mas a novidade desta sexta-feira é o primeiro EP inteiramente seu, composto por três músicas e clipes inéditos. Misturando sua carreira nacional com a internacional, as músicas são em inglês, espanhol e português. Os vídeos têm direção de João Papa e já estão disponíveis em seu canal do YouTube. “Eu estou muito feliz com os resultados. A ideia é que esse EP pudesse me aproximar de certa forma de todos os meus fãs, no Brasil e fora dele”, conta ela. Para este trabalho, a cantora optou por não ter colaborações vocais, por isso o nome “Solo”. Fica ligado nas curiosidades de cada produção dos clipes e das músicas:

Porque Yo Soy Tu Veneno

“Veneno”, canção em espanhol, é a primeira música do EP. Logo nas primeiras cenas do clipe, Anitta aparece envolvida por dezenas de cobras. “É como brincar com fogo: é perigoso, mas atraente”, explica a cantora. Nele, a cantora domina e encanta as serpentes da mesma forma que o veneno faz com o corpo de uma pessoa. O jogo de palavras faz referência a um jogo amoroso.

Para o vídeo, a artista precisou vencer um dos seus maiores medos. Foram usadas diversas espécies de cobras, que resultaram em 29 animais no final. Todas já estavam acostumadas a interagir com humanos. O que não se esperava era o real envolvimento delas com Anitta, o que permitiu cenas únicas, como o take que a cantora estende a mão e a serpente vem ao seu encontro. “No fim, elas e Anitta já eram melhores amigas (risos). Foi bem bonito ver a conexão dela com as serpentes. Isso acabou gerando algumas imagens que são impossíveis de planejar ou de fazer mais de uma vez”, revela o diretor Papa. Segundo ele, uma das referências usadas foi Luz Del Fuego, a dançarinafamosa por suas apresentações com cobras.

Um dos maiores medos de Anitta é cobra, mas a cantora conseguiu fazer as cenas e se conectar com os animais (Foto: Eduardo Bravin)

A pele de Anitta também recebeu uma preparação especial para o clipe. Siva Rama Terra foi a responsável por testar e criar uma técnica que deixasse a pele com aparência e textura de escamas. “Fiz três experiências até chegar no resultado que desejávamos. No dia, levamos três horas para pintar o corpo dela. E só fomos rápidos assim porque testamos várias vezes em outras pessoas antes”, explica Terra. Além das cobras, em outras cenas, a cantora aparece envolta em lama, com diversas pessoas também enlameadas ao seu redor, formando uma unidade. “Por incrível que pareça, essa foi a parte mais difícil para mim. Eu não sabia que não gostava de lama. Mas o resultado desse take ficou incrível, valeu a pena”, conta Anitta. Como característica da artista, sempre pensa nos detalhes que fazem parte do conceito do clipe.

Não Perco Meu Tempo Mais

“Não Perco Meu Tempo”, canção em português, é a segunda música do EP. A letra fala sobre relacionamentos, autoestima e sobre pessoas que não valem a pena. No clipe, vemos mais de uma Anitta, que interage com ela mesma durante os momentos e discute sobre não saber o que fazer e o que seria certo e errado. Ela não segue seus próprios conselhos e, nos vídeos, beija 24 pessoas de diferentes gêneros, sexualidades, alturas, pesos, cores e estilos, sempre terminando sozinha. No fim, até mesmo a sua “consciência” a abandona.

Para a artista, as cenas foram encaradas com naturalidade. “Foi uma experiência diferente de tudo que já fiz. Fiquei hesitante no início, mas depois ficou mais tranquilo. Todos que participaram cooperaram muito. É claro que foi algo inédito para mim, mas aquela ali não é a Larissa, é como se fosse uma personagem”, conta a cantora.

O clipe possui um consulto de misturar diferentes Anittas que discutem suas decisões amorosas (Foto: João Arraes)

“A ideia foi dela mesma. O briefing que recebi da Anitta dizia que ela queria um clipe moderno, com movimento circular e muitos beijos. Pensamos em uma sala de concreto, sem portas ou janelas e que passasse uma frieza emocional”, explica o diretor. Ele ainda conta que, nas filmagens, utilizou um equipamento chamado “motion control”, um robô que reproduz os mesmos movimentos de câmera com perfeição, quantas vezes forem necessárias. Segundo João, a tecnologia foi a responsável pelas imagens que aparentam ser em plano sequência mesmo com as Anittas duplicadas. Além disso, o robô utilizado nas filmagens de “Não Perco Meu Tempo” é 100% nacional, produzido no Brasil e único no mundo.

Para os figurinos, a regra era seguir o padrão minimalista e impessoal. “Tivemos cuidado com cores e texturas. Escolhemos um look marrom porque é uma cor que fica chique nela e, ao mesmo tempo, combinava perfeitamente com a estética e luz do vídeo. A roupa preta foi pensada para passar a ideia de neutralidade causar essa confusão entre as personalidades da Anitta”, revela André Philipe, stylist da cantora.

Shine, the rest of the stars are watching

Terceira e última música de “Solo”, “Goals” fecha o EP. A música foi produzida por Pharrel Williams e fala sobre autoestima, brilho e amor próprio. “É uma letra linda, me apaixonei no momento que ouvi e me inspirei nela para ter a ideia do clipe. Quis fazer algo que tivesse um grande efeito visual, com muitas luzes e estrelas. É um vídeo extremamente lindo e, ao mesmo tempo, simples. É um dos trabalhos mais bonitos que já fiz”, se orgulha a artista. A ideia inicial do clipe era gravar em um céu real, mas não existe tecnologia no mundo que permita gravar estrelas e pessoas em movimento, com qualidade, ao mesmo tempo. Então, “Goals” foi gravado em um dos maiores estúdios do Brasil. Isso foi necessário para que coubessem os 49 metros de Chroma Key utilizados, sendo necessários 6 pintores para conseguir deixar o verde pronto em dois dias.

O briefing para o look, segundo André, era focado no brilho. “Precisávamos de peças que reluzissem e que, ao mesmo tempo, não refletissem as cores do chroma. Também não podia ser nada que prendesse os movimentos da artista, ela precisava ficar livre para dançar no chão, na água e pelo estúdio”, conta ele. A beleza da cantora também chama a atenção. O responsável pelo cabelo e maquiagem da cantora em todos os clipes é Henrique Martins. “Esse é um trabalho feito em muitas mãos: eu, a Anitta, o André e a direção. Tudo precisa ornar e realçar a beleza natural dela”, explica o profissional.

Goals, música final do EP de Anitta, fala sobre autoestima e amor próprio (Foto: João Arraes)

Nas imagens, vemos Anitta cercada de estrelas e de um espelho d’água enquanto dança, interage com a câmera e faz um jogo de luzes e sombras com o seu corpo. O fundo estrelado segue a cartela de azul, rosa e lilás. A escolha dessas cores, segundo João Papa, é a beleza e a semelhança deles com o anoitecer. “Esse é o trabalho mais complexo que eu já fiz. A nossa vontade era filmar o clipe com céu real refletido em um piso de espelho d’água, mas isso era impossível. Não existe uma câmera com essa tecnologia. Fizemos em estúdio e com um fundo de chroma key. Foi um desafio técnico imenso que só foi possível porque trabalhamos com os melhores profissionais do Brasil”, conta o diretor.

O Mistério

Reconhecida pelo suspense de seus lançamentos, a cantora gerou expectativa acerca da divulgação de “Solo”. A cantora iniciou sua estratégia na semana anterior à estreia alterando a foto do perfil das suas redes sociais para quatro personagens do clipe de “Não Perco Meu Tempo”, uma a cada dia. A troca fez o público se questionar sobre quem seriam essas pessoas e qual seu envolvimento com o EP.

A capa do EP é do clipe Goals, que fecha com chave de ouro a trilogia das músicas (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias, os posts no instagram da artista foram voltados para a divulgação de “Solo”. A cada dia era anunciada uma nova pista do que viria pela frente, com fotos, boomerangs e vídeos. Até que, na semana do lançamento, Anitta revelou o nome do EP e de suas músicas. “Eu gosto de criar essas expectativas e ver a repercussão. É muito legal saber que as pessoas criam teorias e se perguntam o que aconteceu. E os memes são a melhor parte. Até acharam que eu tinha sido hackeada”, se diverte a cantora. Vamos continuar acompanhando Anitta, os mistérios e novidades que a cantora traz ao mundo da música. Ela ainda vai longe!

Pesquisas relacionadas