Música & Badalo

Coluna da Véia: a sexta chegou e com ela o caldeirão de referências de Zé Pedro. Tem Mallu Magalhães, prêmio da música brasileira, Brad Pitt, Anitta e mais!

Nosso colunista referencial ainda mostra os novos remixes da MPB, a nova exposição de Balenciaga em Londres, a fracassada tentativa de ver o novo Twin Peaks, música e muito bom humor

Publicado em 26/05/2017 | Por Junior de Paula

*Por Zé Pedro

Sim. Mallu Magalhães foi o assunto estilo meu bem, mal das timelines dessa semana. Lançando uma música preview espetacular de seu próximo álbum chamada “Você Não Presta“, ela ainda nos brindou com um videoclipe da canção que, em questão de minutos, explodiu em views e comentários. Uma multidão ressentida, afoita por fogueiras e outros malefícios, partiu pra cima atacando Mallu de racista, oportunista e talvez o mais “fofo” a chamou de distraída.

Eu não quero me posicionar, só relatar e lembrar a vocês que muitos desses ataques tem acontecido a pessoas e fatos na internet e logo após são desmentidos ou esclarecidos mas, como em toda contestação, sem a repercussão incontivel do ataque. Cuidado, Brasil. Esse país ja matou Simonal na base do telefone sem fio, dos papos de bar mal apurados e hoje em dia com essa rede social as coisas podem ser bem mais levianas e perigosas. Leia aqui o relato de Mallu em seu Facebook:

 

Não. O Prêmio da Música Brasileira não pode acabar. Para nós, povo do som, é uma noite de reconhecimento e fraternidade, um tapete vermelho anual reconfortante em tempos de mercado na base do agoniza mas não morre. Zé Mauricio Machline é um bandeirante incessante desde meus tempos de menino e tenho certeza vai conseguir levar mais uma vez ao palco do Teatro Municipal essa legião de artistas para celebrar Ney Matogrosso, o grande homenageado desse ano e tantos jovens talentos que precisam desse prêmio para seguirem em frente com suas (utópicas?) carreiras.

Assunto sério #vaiterprêmiodamúsica @premiomusicabr #neymatogrosso @oficial_neymatogrosso

Uma publicação compartilhada por Zé Mauricio Machline (@zemauriciomachline) em

Talvez. Como todo cinéfilo compulsivo dos anos 80, eu também corri para ver o primeiro episódio da nova temporada de “Twin Peaks“. E dormi. Kkkkkkkkkkk. Acordei pensando: teria o mundo ficado tão simplista e urgente que o papo cabeção de David Lynch se tornou boring? Será que mais uma vez a maldição de reviver um clássico dará em fracasso? Vou tomar um café preto e tentar de novo.

Delay. Se é tarde me perdoa mas ainda estou completamente apaixonado pelas fotos do Brad Pitt feitas por Ryan McGinley para GQ Style desse mês. Imprevisíveis, deslumbrantes e reveladoras estão gerando polêmica (lá vem bullying de novo kkkkkkkk) e aplausos pelo mundo. Editor querido dessa coluna que vos fala, coloca umas fotinhos aqui para os meus amados leitores. Agradecido!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Tá com dinheirinho? Então pegue um aviãozinho até Londres e vá direto para o Victoria and Albert Museum, porque neste sábado, dia 27, começa a exposição do legado de Cristóbal Balenciaga, o costureiro espanhol que revolucionou o mundo. Eu fico por aqui, com meu casaquinho vermelho da última coleção, observando de longe kkkkkkkk.

Só digo uma coisa: Anitta vem aí. A mulher mais importante do Brasil que acabou de quebrar a internet com Iggy Azalea e seu novo single “Switch”, já prepara outra bomba relógio vinda lá de Nova York. Tenho minhas fontes (eu sou jornalista? Kkkkkkkkk)

Como vai você, remix MPB?
Tem ótimas novidades acontecendo, ouve aqui:

E comecei com Mallu, termino com ela:

Vem, eu não tenho mistério, não
Eu guardo as minhas cicatrizes
Mantenho as minhas diretrizes
Não, eu não tenho segredo, não
Mas tenho o meu império interior
Meu mundo solitário

Eu convido todo mundo para a minha festa
Só não convido você porque você não presta

Quem sabe demais
Quem nunca chorou
Quem nunca perdeu tudo
Nunca viu o carnaval

Quem pensa demais
Quem nunca falhou
Quem nunca ficou louco
Não fugiu pro carnaval

Você se faz de louca
Mas tô sacando o seu veneno
Não vem n a minha sopa
Não vem no meu terreno

* Zé Pedro é um artista dedicado à Música Popular Brasileira. Apesar de ser conhecido com um DJ que toca vários estilos musicais, é considerado uma enciclopédia da MPB. Nessa área, ele atua em qualquer esfera de produção de remixes, a publicação de um livro e a inauguração do selo Jóia Moderna, em 2011, que já conta com mais de 20 discos lançados até agora, resgatando o trabalho de cantoras de outras gerações, criando tributos a grandes compositores e lançando novos talentos do pop brasileiro. Zé também criou o Canal da Véia (como ele se refere a todo mundo e a si mesmo) no YouTube, que é um sucesso.

Pesquisas relacionadas