Gente & Comportamento

Sophie Charlotte analisa personagem de Ilha de Ferro sob gatilho feminista: “Ela mostra que a opressão pode originar problemas emocionais”, afirmou

A atriz interpreta Leona, uma figura completamente fora da caixinha. Na trama, ela é a mulher de Dante, interpretado por Cauã Reymond, mas o trai com o irmão do rapaz, vivido por Klebber Toledo

Publicado em 10/12/2018 | Por Ana Clara Xavier

Sophie Charlotte interpreta Leona na série Ilha de Ferro. Na foto, ela aparece na coletiva de lançamento da série (Foto: AGNEWS)

Incompreendida e altamente criticada. Assim é a personagem de Sophie Charlotte em Ilha de Ferro. Na nova série da Globoplay, a atriz cultiva uma parceria com o ator Cauã Reymond ao interpretar a sua esposa. Logo no primeiro episódio, Leona já aparece traindo o protagonista com o irmão do marido, vivido por Klebber Toledo, criando um triângulo amoroso doentio. Enquanto a dramaturgia é repleta de ação, a personagem de Sophie traz um contraponto a isto, dando lugar para cenas mais introspectivas de dramas psicológicos e, até mesmo, psicodélicos. “Me interessa muito como atriz e artista aquilo que não entendo e a Leona é o exemplo de uma personagem complicada de compreender. A partir disso, foi um processo de criação muito rico de aprendizado e descobertas como ser humano. Acho interessante o contraponto que ela faz entre o mar e a terra. Apesar de estar em um lugar mais comum na sociedade, carrega toda a loucura com ela, enquanto a plataforma passa a ser o ambiente menos hostil”, resumiu a artista. Embora não entre nas –já confirmadas- segunda e terceira temporada de Ilha de Ferro, Leona exerce um papel central e fundamental para a trama.

Leia: Inovadora, a série Ilha De Ferro instiga a reflexão sobre a não-privatização, feminismo e nepotismo

Sophie Charlotte ao lado de Cauã Reymond nos bastidores de Ilha de Ferro (Foto: João Miguel Júnior/TV Globo)

A personagem de Sophie Charlotte é completamente fora da caixinha. Embora seja apaixonada por Dante, interpretado por Cauã Reymond, o trai várias vezes e chega a cogitar matar o irmão do engenheiro. De acordo com a própria atriz, as atitudes duvidosas da protagonista são uma válvula de escape para conseguir se libertar da relação doentia que compartilha com o marido. “Alguns anos atrás, eu a colocaria em um lugar da loucura, mas, hoje, consigo perceber que inúmeras situações precisaram acontecer para ela se tornar quem é. Ela mostra que a opressão sob uma mulher pode originar problemas emocionais”, analisou. É um produto do meio em que vive. Leona, na verdade, é um fio desencapado sob o qual a série tenta tocar em temas delicados como a submissão feminina. “Esta personagem é quase uma denúncia do que muitas mulheres podem sofrer ao creditar o amor à doença”, salientou Sophie. Sob o gatilho de desequilíbrio emocional e relação de dependência, o papel toca em temas delicados.

Saiba mais:  Sophie Charlotte fala sobre Ilha De Ferro, ausência nas novelas e política: “Em vez de ficar com preguiça, precisamos nos inteirar dos assuntos e das decisões que são tomadas”, comentou

Exatamente por possuir ações fora do padrão e um visual mais hipster, a personagem instiga diversos preconceitos que, ao longo da dramaturgia, serão desconstruídos. “Estamos em um momento no qual é comum julgar o outro e a minha personagem oferece esta possibilidade de crítica logo de cara. No entanto, a narrativa vai mostrar que ela não é aquilo. Vivi uma situação muito forte com relação a estas críticas antecipadas. A Leona foi categorizada por prostituta em uma das primeiras fotos que disponibilizamos da personagem na internet. Isto é um exemplo de como as pessoas são julgadas, seja pela roupa que usam ou pelo corte de cabelo”, lamentou Sophie.

Leia mais: Cauã Reymond comemora sucesso de Ilha de Ferro: “Cheguei a negar personagens muito interessantes em veículos fortes e potentes para estar aqui”, afirmou

Leona é completamente diferente de Sophie Charlotte. Interpretar uma personagem tão adversa levou a atriz em um extenso processo de descoberta, traçando uma verdadeira colcha de retalhos para montar esta mulher incompreendida. “Para me ajudar neste mergulho, contei com a ajuda da Ana Kfouri, que já tinha sido minha mestra em outros momentos. Ela me instruiu a trazer mais o corpo, a potência e as possibilidades que esta personagem me oferecia. Sair do espaço das ideias e trazer para o mundo real”, salientou a artista.

Sophie Charlotte ao lado de Klebber Toledo em cena. Os dois tem um caso amoroso, embora ela seja mulher e ele irmão do personagem de Cauã Reymond (Foto: Divulgação)

A sua personagem não foi a única figura incompreendida na mídia. A atriz afirmou que também sofre com críticas constantemente nas redes sociais. Estes julgamentos apenas se intensificaram, de acordo com a mesma, na época das eleições. “Estamos em um momento complicado, inclusive, não sabemos se os haters são pessoas reais ou simplesmente um robô. Nunca tive o objetivo de agradar todo mundo, só quero fazer o meu trabalho. É muito mais fácil apontar para os outros do que olhar para si mesmo com sinceridade. As pessoas preferem se desligar do mundo real para mergulhar no virtual e esquecer os seus problemas. Cada um tem questões a serem trabalhadas. De qualquer forma, consigo lidar com as críticas de maneira sã, porque tenho uma família maravilhosa para me mostrar que a realidade é muito mais potente”, garantiu. Super pé no chão, a atriz acredita ser mais positivo deixar de lado estas mensagens negativas, fechar a telinha do computador e ir viver a sua própria vida no mundo real. Maravilhosa.

Pesquisas relacionadas