Gente & Comportamento

Sophie Charlotte fala sobre Ilha de Ferro, ausência nas novelas e política: “Em vez de ficar com preguiça, precisamos nos inteirar dos assuntos e das decisões que são tomadas”, comentou

A atriz faz parte do elenco de Ilha de Ferro, a nova série da Globo, que se passa dentro de uma plataforma de petróleo. No entanto, garantiu que não tem previsão para voltar a atuar em teledramaturgias. Atualmente, está de férias e aproveitando o tempo livre para curtir o filho, Otto, e o marido, Daniel Oliveira

Publicado em 25/05/2018 | Por Ana Clara Xavier

Sophie Charlotte embarcou no mundo das séries e não parou mais. O próximo lançamento da atriz na área será a trama Ilha de Ferro, da Globo. Na história, ela interpreta a esposa do protagonista, Cauã Reymond, que trabalha em uma petrolífera. A montagem gerou muita expectativa do público pela utilização de muitas tecnologias avançadas, já que a maioria das cenas acontece dentro de uma plataforma de petróleo. “Estas ideias vieram do nosso cineasta Afonso Poyart, que está acostumado a usar vários aparelhos técnicos no set de filmagens. Cheguei a gravar com uma câmera que parece um robô e com outros recursos do gênero que não conhecia ainda. Foi muito interessante”, comentou a atriz. A sua personagem é uma das poucas que não sobe à “ilha de ferro”, o que acabou sendo um contraponto muito interessante.

Sophie e Cauã nos bastidores de Ilha de Ferro (Foto: João Miguel Júnior/TV Globo)

A atriz confessou que não possui nenhuma novela em vista. Ela não trabalha neste formato desde 2015, quando fez Babilônia. Apesar de sentir muita saudade, contou que está gostando do campo atual. “Gostos dos dois gênero, mas está acontecendo de fazer mais séries e estou muito feliz, porque me identifico com o produto. Quando estamos fazendo um folhetim sempre tem aquele momento que as coisas ficam mais corridas pelas mudanças, por isso é bacana conhecer por inteiro o seu personagem”, explicou.

Atualmente, a atriz já está dentro de outra série, mas preferiu não se aprofundar no assunto para não atrapalhar o lançamento desta. “No momento, estou tentando curtir as minhas férias, mas adoro a minha profissão então sempre acabo olhando, estudando e namorando um pouco do que vem por aí. Mas meu objetivo agora é descansar e curtir o meu filho. O Otto já não está mais tão pequenininho, já é um rapaz. Fez dois anos agora e fala muito. O tempo passa muito rápido”, afirmou. O pequeno é fruto do amor de Sophie com o ator e marido Daniel Oliveira.

Sophie Charlotte no lançamento de Aos Teus Olhos ao lado do marido e protagonista do longa, Daniel Oliveira (Foto: AGNEWS)

Apesar de estar buscando relaxar, Sophie Charlotte continua se mostrando muito ativa nas redes sociais. A atriz não deixa passar a oportunidade de expressar as suas opiniões. Recentemente, ela publicou uma foto, sem legenda, sobre a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva, no qual o ex-presidente está no centro e várias pessoas se encontram ao seu redor, tentando apertar a sua mão ou falar com o mesmo. “Muita gente compartilhou nas redes sociais. É uma fotografia muito emblemática feita por um jovem fotógrafo. Às vezes, uma imagem é mais forte do que qualquer palavra e eu achei esta muito marcante”, informou.

A partir de todo este cenário turbulento da política nacional, a atriz está confiante para as próximas eleições. “Tenho um filho de 2 anos, se eu não tiver esperança no futuro significa que a coisa está grave. Este é um momento decisivo. Mais do que nunca temos que nos empoderar sobre as questões que rolam no nosso país, estado, cidade, bairro e etc. É um movimento de pesquisa que não vai mais parar, o que acho muito positivo. Em vez de ficar com preguiça, precisamos nos inteirar dos assuntos políticos e de todas as decisões que são tomadas. Vejo uma geração mais nova que a minha muito antenada. Este despertar me deixa esperançosa”, contou.

Mesmo achando necessário o acesso à informação, Sophie lembrou da importância de pesquisar somente em site confiáveis na busca da verdade para não cair na realidade das fake news que podem ser potencializadas nas eleições deste ano. “Estamos em um momento muito complicado, porque todo mundo ganhou voz. No entanto, acho que a reflexão e o comprometimento com a notícia se perderam. A responsabilidade passa por todo mundo, todos os veículos de comunicação, redes sociais e cada indivíduo. Do micro ao macro, chegou um momento da gente falar sobre estas correntes de falsas matérias”, considerou.

Pesquisas relacionadas