Gente & Comportamento

#SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli: Enzo Celulari fala da Dadivar, que tem o objetivo de fomentar a cultura de doação no Brasil

Fundada no início de 2017, junto dos sócios, Alejandro Diaz, Danilo Tiisel e Lucas Fox, a Dadivar aposta no Marketing Relacionado a Causas

Publicado em 31/10/2018 | Por Junior de Paula

*Por Helen Pomposelli
Coach de imagem, auto-conhecimento e comunicação

(Foto: Miguel Moraes)

O Saia da Caixa conversou com Enzo Motta Raia Celulari, filho de Claudia Raia e Edson Celulari, que, com apenas 21 anos de idade, já tem muita história para contar… Nascido no Rio de Janeiro, Enzo mora em São Paulo, onde cursa Administração de Empresas na FAAP. Apaixonado por música, Enzo toca bateria desde os seus 10 anos e, atualmente, se reúne, semanalmente, com grupos de ensaios para fazer um som. “Por pouco não cursei universidade de música no exterior. Mas aí eu percebi que eu poderia ser músico independente da profissão que eu escolhesse. Dito e feito. Sigo tocando, praticando e me encantando com o mundo da música”, explicou. Mas a vocação de Enzo não se resume a música e estudos, pois atualmente é sócio da empresa Dadivar, uma organização sem fins lucrativos, criada com o objetivo de fomentar a cultura da doação no Brasil, que aposta no Marketing Relacionado a Causas, e que foi fundada no início de 2017, junto dos sócios, Alejandro Diaz, Danilo Tiisel e Lucas Fox. “Pretendo seguir com este trabalho, sempre buscando novos horizontes e conquistas. Meu objetivo é fazer com que o grupo caminhe cada vez mais com as próprias pernas e que possamos gerar cada vez mais impacto social relevante para fazer a diferença no nosso país”, celebrou.

Leia Mais: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli apresenta a revolução pessoal e energética de Bruna Savaget

(Foto: Miguel Moraes)

Enzo diz que é uma pessoa que preza, mais do que nunca, pelo bem maior e pretende ajudar aqueles que mais precisam, pois é isso o que o move e alimenta constantemente. “Não desisto facilmente. Costumo ser dedicado e insistente para alcançar os meus objetivos. Através da Dadivar, tenho como foco unir marcas, sejam elas institucionais ou pessoais, à sua essência social, acreditando que todos tem uma causa que gostariam de apoiar. Posso dizer também que o Enzo profissional busca constantemente a geração de impacto social em seus negócios. Na minha cabeça não faz sentido apenas fazer por fazer, e sim fazer por um propósito”, contou.

Leia Mais: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli com a artista visual e estilista Stephanie Sartori

(Foto: Miguel Moraes)

Durante a entrevista,o empresário lembrou de algumas passagens na infância que o fizeram construir a sua essência de generosidade. “Tive uma infância linda. Não posso reclamar. Meus pais foram sempre extremamente presentes apesar de terem agendas profissionais bastante tumultuadas. Uma lembrança interessante eram as minhas idas às creches com a minha mãe. Ela me levava de uma a duas vezes por mês para passar o dia com as crianças. Eu adorava… Sempre doava as minhas roupas e brinquedos. Mas desde pequeno eu sentia que as horas em que eu passava na creche eram muito especiais. Aquelas crianças, na verdade, precisavam não só de roupas ou brinquedos. Elas precisavam de amor! Posso afirmar que experiências como essas que vivi durante a minha infância refletem o Enzo que sou hoje”, lembrou.

Leia Também: #SaiaDaCaixa com Helen Pomposelli apresenta Anna Elisa de Castro, criadora da N.O.S. Escola

(Foto: Miguel Moraes)

“Lançamos recentemente uma nova campanha com a Anitta em prol da sua essência social, a Educação para a Vida. Seguindo o padrão de nossas campanhas, todos aqueles que colaborarem com a iniciativa, concorrem a uma participação do novo clipe da cantora no Brasil. Outra campanha bacana é o acordo comercial entre empresas e o Dadivar, que utilizam o poder de suas marcas para mobilizar a sociedade em prol de uma causa. Já estão em operação parcerias com a rede Paris 6, que conta com 12 restaurantes no Brasil,  com o restaurante Aragon, de São Paulo, e com a clínica Connect Care, do Rio de Janeiro”, anunciou.

No acordo com o Bistrô Paris 6, R$1 de cada “Almoço Parisiense” vendido, o prato executivo da casa, é doado para o Fundo Social Dadivar. No restaurante Aragon, R$2 da sobremesa “churros com doce de leite”, carro chefe entre os doces da casa, é revertido ao Fundo. Na clínica Connect Care,  são incluídos R$5 na cobrança de todos os exames e atendimentos, e o cliente opta por pagar ou não este valor a mais. O Fundo Social Dadivar gerencia o valor doado para o apoio de organizações sem fins lucrativos que atuam em áreas sociais e/ou ambientais.

Leia Mais: #SaiaDaCaixa de Helen Pomposelli traz um outro lado de Giovanna Antonelli, o de criadora de moda: “me dediquei a estudar”

(Foto: Miguel Moraes)

No caso do Bistrô Paris 6, a cada mês uma ONG é beneficiada com o valor arrecadado. O Instituto Oncoguia, que cuida de pacientes com câncer, a ONG Cidadão Pró-Mundo, que promove a igualdade por meio do ensino voluntário de inglês, e a ONG Vagalume, de empoderamento de crianças da Amazônia, são algumas das instituições beneficiadas pela iniciativa. “Posso dizer que um dos meus maiores desafios foi mostrar para todo mundo que optei por não seguir a mesma carreira dos meus pais. Quando eu era mais novo, existia essa pressão natural das pessoas para que eu seguisse os mesmos passos do meu pai e da minha mãe. Por outro lado, os dois sempre me encorajaram a seguir os meus próprios sonhos”, disse.

Conselho “ Saia da Caixa”? “Não se acomode em sua zona de conforto. Busque inovar constantemente, corra atrás de um propósito e pergunte sempre a si mesmo: qual é o impacto que eu quero gerar no mundo?”, finalizou.

Adorei, Enzo!

Pesquisas relacionadas