Gente & Comportamento

Saia da Caixa de Helen Pomposelli com André Carvalhal: “A nossa consciência que vai transformar o mercado do consumo”

Com uma passagem por 10 anos na Farm como diretor criativo marketing e estilo, André deu uma reviravolta em sua trajetória ao passar um tempo na India, escrever livros repensando o universo da moda, e, mais recentemente, se associou à Reserva no projeto Ahlma, que é mais do que um espaço de moda no Leblon. Trata-se de um propósito e estilo de vida. Vem entender!

Publicado em 19/07/2017 | Por Junior de Paula

Andre Carvalhal por Miguel Moraes

*Por Helen Pomposelli

“A nossa consciência que vai transformar o mercado do consumo”. É com essa frase inspiradora que nos faz pensar no nosso guarda-roupa, que abro o “Saia da Caixa” de hoje com o querido André Carvalhal, de 36 anos e 12 anos no mercado de moda carioca. Segundo André, a moda consciente é uma definição para quem está buscando modificar uma prática tradicional, que prejudica o planeta de alguma forma, como o consumo exacerbado. Assim, na sua mudança de vida, inclui só trabalhar com recursos e procedimentos que não fazem impacto ambiental. Desde pequeno, André foi tratado com homeopatia e, jovem, já não comia carne vermelha. André cresceu num ambiente criativo dentro de casa, principalmente por parte da sua mãe, dona de casa que criava e fazia festinhas infantis. O tempo passou e os doces de sua mãe ainda fazem parte das comemorações de sua vida.

Andre Carvalhal por Miguel Moraes

Com uma passagem por 10 anos na Farm como diretor criativo marketing e estilo, no início da sua carreira pensou  em fazer faculdade de arquitetura e medicina, mas a comunicação que fez na FACHA, fez com que aos 18 anos fizesse estagiário na agência Salles, depois trabalhou por 7 anos na agência Thompson. Cansado da rotina estressante e dos poucos desafios, André saiu do mercado de agência e recebeu a oportunidade de recomeçar um novo caminho na área de marketing, desta vez no campo da moda, na empresa carioca Farm. Escritor, criador, publicitário, uma de suas transformações veio através da criação do seu segundo livro, Moda e propósito, que fala justamente das diferenças entre a moda sustentável e a moda consciente, além dos seus valores que passam pelo processo de produção, sem prejudicar o meio ambiente e os animais.

Andre Carvalhal por Miguel Moraes

Em 2015, infeliz com a rotina e o pouco tempo para pensar em sim mesmo e no seu eu interior,  André foi à India, onde começou a sua busca pelo auto-conhecimento, por aquilo que realmente queria trabalhar para a sua vida. Lá conheceu o mestre espiritual brasileiro, Sri Prem Baba, hospedou-se no Ashram e participou das rotinas como os cantos com mantras, yoga, meditação e práticas dos serviços voluntários. Quando retornou ao Brasil, André fez uma especialização em design e sustentabilidade na Gaia Educacion e assim, teve uma visão clara da relação do estilo de vida que queria ter com a sua continuidade na terra.

Andre Carvalhal por Miguel Moraes

“A moda extrai muito mais do ambiente, é a segunda indústria que mais polui, apesar de muitas coisas positivas. Eu não quero mais compactuar com isso, então pedi demissão da Farm e resolvi escrever, dar aulas e palestras. Desde então a moda não tinha mais sentido pra mim se fosse para continuar da maneira que eu fazia, como por exemplo pensar em moda para pessoas que só compram por comprar”, explica Carvalhal, que, ao fazer  diferente usando a sua influência para falar de coisas positivas da moda,  aceitou o convite de ser CO-Fundador da Malha, um espaço colaborativo, situado em São Cristóvão, que serve como uma plataforma para estilistas, jornalistas, fotógrafos, stylists dentro da sustentabilidade e tecnologia. “ A Malha é um espaço de coworking e cosewing, uma plataforma de colaboração onde oferecemos um laboratório de experimentação”. Diz.

Detalhes da Ahlma por Miguel Moraes

Mas André não parou por aí, há meses que está envolvido num projeto bacana tem tudo a ver com seus novos conceitos, que a marca carioca Reserva o convidou a se associar, a Ahlma, mais que um espaço de moda no Leblon, um propósito e estilo de vida. “A Ahlma é um lugar de consumo consciente, não apenas para comprar, mas para experimentar. Um espaço para pensar nas escolhas que você faz na sua vida. Está tudo conectado!”, explica André, que hoje medita e pratica yoga, seduzido por um estilo de vida mais leve. Na Ahlma,  o pensamento que nos motiva é o além da compra, uma nova forma de se relacionar com a roupa como a assinatura da sua própria peça través de customização e lavagens diferenciadas, uma nova relação com as roupas de assinatura sustentável e o pensamento de gerar menor impacto negativo. A idéia é criar coleções colaborativas com consciência na matéria prima reciclada como o jeans reciclado.

Andre Carvalhal por Miguel Moraes

“Foi tudo uma transformação interna para que pudesse se transformar em algo concreto pra mim. Eu tive crise de pânico, fiquei doente e entrei num quase processo de depressão, quando comecei a questionar tudo que eu estava sendo na minha vida. Não foi fácil. Naquela época, fiquei um bom tempo sem sair de casa, querendo ficar sozinho e pensando em tudo. Foi o meu processo de transformação”, diz André , que hoje ministra aulas no IED, ESPM E na EFGV.

Conselho para pensar fora da caixa? “Tenha uma crença forte! Uma das grandes causas do caos do mundo é não se ter amor e nem propósito no que se realiza. Direcionar seus valores sem perder a gratidão. E principalmente realizar o movimento de se auto-conhecer,  sinceridade consigo mesmo e se encontrar”.  Bacana, né?

Leia Mais: “Saia da Caixa”: Helen Pomposelli assina nova coluna do site HT e abre espaço para quem pensa e age diferente. Saiba mais!

Leia Mais: Saia da Caixa de Helen Pomposelli apresenta Daniel Chor: o nome por trás do Bazzah, que vem dando o que falar no universo virtual – e real

Leia Mais: Saia da Caixa de Helen Pomposelli conta a história de Nina Corrêa, criadora da Bordu, marca na qual ela borda com linha, monogramas, palavras e símbolos em algodão cru

Leia Mais: Saia da Caixa de Helen Pomposelli apresenta Chloé d’Archemont: Que tal descobrir uma maneira de viver melhor experimentando um “Detox de Alma”? 

Leia Mais: Saia da Caixa de Helen Pomposelli com Tati Lund, a chef que fez da natureza arte gastronômica 

Pesquisas relacionadas