Arte & Literatura

Resultado do mergulho em suas origens, a exposição “Geometria/Flor”, de Wanda Pimentel, traz obras que celebram todas as séries já realizadas pela artista

Em cartaz na Anita Schwartz Galeria até o dia 17 de outubro, os trabalhos misturam geometria e natureza em tons de branco, vermelho e dourado

Publicado em 12/10/2015 | Por Karina Kuperman

Quem ainda não conferiu de perto 35 obras inéditas da artista Wanda Pimentel tem tempo. A exposição “Geometria/Flor” ficará em cartaz na Anita Schwartz Galeria até o dia 17 de outubro e, como não poderia deixar de ser, é marcada por formas geométricas e as famosas escadas que sempre tiveram presentes no trabalho de Wanda. “Uma série sempre carrega elementos das outras e essa exposição é como se fosse uma celebração de todas as séries que fiz desde a década de 1960”, explica a artista, que, a partir do dia 14, mostrará nove pinturas produzidas em 1960 na Frieze Masters, no Regent’s Park, em Londres, uma feira que reúne mestres da da arte contemporânea.

Wanda Pimentel at Anita Scwhartz Galeria 2015

O trabalho de Wanda Pimentel exposto na Anita Schwartz Galeria (Foto: Pat Kilgore)

Wanda Pimentel é dona de uma importante e reconhecida trajetória artística e, em sua nova exposição, apresenta obras iniciadas há dois anos, mas que se relacionam com o processo de rever o passado em que está mergulhada desde 2011. Para isso, Wanda partiu em busca de lembranças do pai, um açoriano reservado que faleceu quando ela tinha 12 anos. “Esses trabalhos têm um tom dramático, têm a ver com as minhas memórias, mas, ao mesmo tempo, é uma saudação à vida, rompendo com tudo que já fiz. Vou dissecando lembranças e construindo novas memórias”, diz a artista. “É um momento de homenagem ao trabalho e à trajetória da Wanda Pimentel”, declara Anita Schwartz.

wanda2

As obras são uma celebração de todas as séries de Wanda (Foto: Divulgação)

No salão térreo da charmosa galeria localizada na Gávea, cada uma das pinturas tem uma moldura diferente integrando o trabalho que, como o próprio nome já diz, é uma mistura de flores e formas geométricas. “Introduzi nos trabalhos atuais um novo elemento: flores, em tons de branco, vermelho e dourado. Ao olhar, você percebe que há um embate entre geometria e natureza, por mais paradoxal que seja”, afirma Wanda, explicando que o fato de ter incluído o dourado nas obras está diretamente relacionado à procura por suas origens. “O manuseio com o dourado é muito difícil. A condução da cor deve seguir uma trajetória do não efeito fácil. O dourado da série relaciono com Portugal, pois é uma cor presente no Barroco, lembrando a celebração da vida”.

Wanda Pimentel at Anita Scwhartz Galeria 2015

A exposição “Geometria/Flor” fica até o dia 17 de outubro na Galeria (Foto: Pat Kilgore)

O terceiro andar da Anita Schwartz Galeria está tomado pelas ideias iniciais dessa fase, em uma série que a artista batizou de “Memória”. Além das três caixas de acrílico de 97cm x 33cm com desenhos e objetos que representam o mergulho de Wanda Pimentel por suas origens, os visitantes poderão contemplar quatro obras de 1965, época em que a artista era aluna do premiado pintor e desenhista, Ivan Serpa, um dos primeiros abstrato-geométricos do Brasil. Os desenhos, nunca expostos antes, foram criados em caneta esferográfica e folhas de papel ofício e Wanda afirma que são importantes reflexos de suas obras. “Nunca mostrei esses desenhos, mas eles falam muito sobre o meu trabalho”.

O público é brindado, ainda, com o poema “O último sortilégio”, de Fernando Pessoa, que Wanda Pimentel encontrou durante o processo de produção das obras e fez questão de incluir no catálogo que será lançado ao longo da exposição. “O poema tem muito a ver com esses trabalhos. Queria algo sensível, por isso escolhi esta poesia. O português de Portugal é muito denso, muito bonito quando escrito. E meu pai gostava muito de Fernando Pessoa”, conta. Veja mais fotos do resultado, que pode ser conferido ao vivo na galeria, abaixo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Serviço:
Anita Schwartz Galeria de Arte, Rio
Exposição: 9 de setembro a 17 de outubro de 2015
Entrada Franca
Anita Schwartz Galeria de Arte
Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, 22470-100, Rio de Janeiro
Telefones: 21.2274.3873 e 2540.6446
Horário: 10h às 20h, de segunda a sexta, e das 12h às 18h, aos sábados
Entrada franca
galeria@anitaschwartz.com.br
www.anitaschwartz.com.br

Pesquisas relacionadas