Arte & Literatura

Exposição “Red Velvet Collection” saracoteia os Estados Unidos com fotos raras – e nuas – de Marilyn Monroe. Aos detalhes!

Além de fotos pouco conhecidas e outras nunca vistas, a mostra também trará vídeos sobre a vida da estrela e materiais que fizeram parte do acervo de Marilyn.

Publicado em 05/08/2015 | Por Lucas Rezende

Uns diziam que Marilyn Monroe era o ideal de “prafrentex” na década de 50 – quando encenou seus principais filmes -, enquanto outros relatam uma Marilyn tímida, insegura. Na moda, dez anos antes, foi um dos rostos mais desejados em shootings para editorias de moda quando ainda assinava a alcunha de Norma Jeane. Pelo sim, pelo não, Marilyn Monroe ficou marcada pela cena de “The Seven Year Itch” em que sua saia está sendo assoprada em plena em Lexington Avenue com Rua 52, em Nova York. Uma mulher à frente do seu tempo e que, acima de tudo, era ousada. E como são muitas as impressões acerca de uma única personalidade, a exposição Red Velvet Collection, promovida pela plataforma Limited Runs nos EUA, chega para mostrar um lado B de Marilyn.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A exposição vai apresentar fotos jamais vistas da atriz, vídeos sobre a carreira e materiais do acervo particular buscando abordar um lado até então esquecido pela mídia: o humano e divertido. E como se trata de Marilyn Monroe não poderia faltar polêmica. Uma boa parte dessas fotos serão as do famoso calendário que ela fotografou para Tom Kelly aos 22 anos de idade. Ainda não famosa, cobrou apenas US$ 50 pelo trabalho em que ficou to-da nua. O tempo passou, e vendo que Marilyn estava caminhando para o estrelado, Tom tratou de vender os cliques para a Revista Playboy com uma pequena inflação: US$ 500. À época, os cliques resultaram no estouro de vendas da publicação masculina, algo girando em torno de 50 mil exemplares.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“Marlyn Monroe: Red Velvet Collection”, que já passou pelo Strauss Studios em Los Angeles, inaugura nesta quarta-feira (05) na Sarah Stocking Gallery, em São Francisco. Las Vegas, Chicago e Nova York ainda vão receber a exposição até o final do mês de setembro. Ah, gostou das fotos de Marilyn como veio ao mundo? É só clicar aqui e encomendar a sua. Uma loja especializada em pôsteres vintage não perdeu tempo e já pegou carona na cauda do cometa…

Pesquisas relacionadas