Arte & Literatura

Espaço de coworking brasileiro ganha, em Amsterdam, Prêmio Internacional de Design de Interiores ‘Frame’ na categoria Voto Popular

O UFO Space, assinado pelo escritório gaúcho MOV.IN Arquitetos, dos sócios Francisco Tubino, Guilherme Sabedotti Busin e Matheus Stringuini em parceria com Lucas Dutra e colaboração de Letícia Jacobsen, é totalmente inovador ao imprimir uma identidade nada convencional do espaço sideral e do imaginário extraterrestre. Conquistou o 'Frame Awards' pelo voto dos internautas concorrendo com coworkings de Melbourne (Austrália), Seattle (Estados Unidos), Kamakura (Japão) e Madri (Espanha)

Publicado em 21/02/2019 | Por Bárbara Tenório

* Com Jeff Lessa

O UFO Space, coworking brasileiro criado pelos jovens arquitetos do escritório MOV.IN, de Porto Alegre, acaba de receber o prêmio do júri popular da revista holandesa “Frame”, dedicada inteiramente à arquitetura de interiores. O projeto dos dos sócios Francisco Tubino, Guilherme Sabedotti Busin e Matheus Stringuini em parceria com Lucas Dutra e colaboração de Letícia Jacobsen também ficou entre os cinco finalistas ao Frame Awards, na categoria Coworking Space of the Year. Os outros espaços concorrentes eram de Melbourne (Austrália), Seattle (Estados Unidos), Kamakura (Japão) e Madri (Espanha). O projeto brasileiro obteve 6,09 pontos, enquanto o segundo colocado, de Seattle, ficou com 4,84. Os prêmios foram entregues na quarta-feira à noite, durante um jantar em Amsterdam.

Os três sócios da MOV.IN Arquitetos comemoram a premiação em Amsterdam (Foto: Instagram/Divulgação)

A revista “Frame” foi fundada em 1997 por Robert Thiemann e logo ganhou destaque mundial. No ano passado, ele resolveu criar a premiação para celebrar os interiores mais interessantes e bonitos do planeta. Três quesitos são julgados: função, inovação e criatividade. Em seu segundo ano, o prêmio atraiu mais de mil inscrições de vários países. Os trabalhos são avaliados por designers de interior, arquitetos, representantes de marcas conhecidas, profissionais da área de hospitalidade, diretores de instituições culturais e educadores, abrangendo, assim, todo o espectro de interiores. Ao todo são 34 categorias. O Frame Awards é o primeiro e único prêmio global de design de interiores com uma abordagem verdadeiramente holística. Os prêmios identificam e honram os melhores projetos de interiores do mundo, mas também as pessoas por trás deles.

Os jovens arquitetos em frente ao local da premiação do Frame Awards 2019 (Foto: Instagram/Divulgação)

O coworking está localizado no Park Shopping, na cidade de Canoas (RS). De acordo com o arquiteto Guilherme Busin, 27 anos, um dos sócios do MOV.IN, a cidade vem crescendo muito – e rapidamente – e, por isso, foi escolhida como “sede” deste projeto piloto.

– Teremos muitas novidades chegando. O grau de conectividade será muito grande.

Saiba mais sobre o UFO Space: https://heloisatolipan.com.br/arte/projeto-de-coworking-brasileiro-e-finalista-do-premio-internacional-de-design-de-interiores-frame/

O Frame Awards 2019 premiou os melhores projetos de interiores do mundo (Foto: Instagram/Divulgação)

Como contamos aqui, o UFO Space está ressignificando o conceito de ambiente de trabalho por conta de suas características práticas, do uso de tecnologia de ponta e muita criatividade no design com pedras flutuantes, luminárias circulares que lembram OVNIs, muita luz natural e uma atmosfera onírica fascinante.

Em seus 600 metros quadrados de área, o UFO Space oferece escritórios, mini auditórios, espaço para eventos com arquibancada, mesas para trabalho individual e espaço gourmet. Também há lugares reservados para quem quer trabalhar sozinho. Nas “conchas acústicas” pode-se conversar com privacidade total em meio ao movimento. Os nomes das salas de reunião (Milky Way, Andromeda), por sua vez, fazem referência ao UFO. Quando utilizado em sua plena capacidade, abriga entre 120 e 130 pessoas nas onze salas privadas e no centro de inteligência coletiva.

A ideia, agora, dos arquitetos é viajar pela Europa para conhecer e se inspirar em novos espaços arquitetônicos.

– Vamos conhecer muitos coworkings. Selecionei dez lugares para visitar em Amsterdam e também vamos a Paris e a Bruxelas. A cidade que mais me empolga, porém, é Roterdam. Dizem que os espaços de lá são incríveis – conta Guilherme Busin.

Então, até a volta. E parabéns pela premiação mais que merecida.

Os jovens arquitetos andaram pela capital se inspirando em coworkings holandeses (Foto: Instagram/Divulgação)Confira o projeto ganhador do voto popular do Frame Awards:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas