Arte & Literatura

Agenda cultural: Marco Nanini volta aos palcos, exposição traz grandes nomes da arte nacional e festa “Infame” adiciona irreverência à noite carioca

E mais: Festival de Inverno agita o Beco das Garrafas, em Copacabana, enquanto o Festival Arte Leblon leva filme sobre Oscar Niemeyer para exibição gratuita no bairro

Publicado em 24/07/2015 | Por João Ker

Do Festival Arte Leblon e sua exibição do filme “A Luta é Longa”, sobre Oscar Niemeyer, à festa “Infame” que promete trazer a irreverência de Berlim para o Clube dos Democráticos e o Festival de Inverno que chega para agitar ainda mais o Beco das Garrafas, em Copacabana, o que não falta no Rio durante o fim de semana são opções ecléticas e baratas para curtir a cidade. Na nossa agenda cultural, você ainda vê outros destaques, como a volta de Marco Nanini aos palcos com a peça “Beije minha lápide”, a exposição que reúne de Cândido Portinari a Anita Malfatti e o show de Mumuzinho no Citibank Hall. Vem com a gente:

Marco Nanini volta aos palcos com "Beije minha lápide", "Visões Cotidianas do Brasil Moderno" traz grandes nomes da arte nacional e "Infame" adiciona irreverência à noite carioca

Marco Nanini volta aos palcos com “Beije minha lápide”, “Visões Cotidianas do Brasil Moderno” traz grandes nomes da arte nacional e “Infame” adiciona irreverência à noite carioca

Cinema:

“A Luta é Longa”Festival Arte Leblon: como contamos na semana passada, o Festival Arte Leblon tem invadido as ruas e estabelecimentos do bairro, comemorando seus 95 anos com muita arte ao ar livre. Um dos destaques da programação é a exibição gratuita do filme “A Luta é Longa”, dirigido por Bernardo Pinheiro da Mota, que conta os dois últimos anos de vida de Oscar Niemeyer. A exibição acontece às 19h desta sexta, no Pontão do Leblon.

“Pixels”: o filme mais criticado de Adam Sandler chega aos cinemas com a proposta de uma espécie de apocalipse comandada por alienígenas que pretendem destruir o planeta através de videogames dos anos 1980 revoltados. Realmente, assim fica até difícil defender.

“Carrossel – O Filme”: a novela e febre infantil liderada por Maísa Silva chega aos cinemas em meio às férias de julho, pronta para ser uma atração para as crianças e pré-adolescentes que não conseguem se desligar do programa.

“A Forca”: depois de ter criado uma espécie de viral com o jogo sobrenatural do “Charlie Charlie”, o terror com ares documentais de “Atividade Paranormal” chega às telonas reforçando ainda mais a tendência do gênero, que já fez outros sucessos como “REC” e “As Bruxas de Blair”.

Shows:

Festival de Inverno, Beco das Garrafas: o icônico Beco das garrafas recebe a primeira edição do Festival de Inverno que promete movimentar ainda mais a boemia da Rua Duvivier, criando uma espécie de “Baixo Copacabana”. O evento vai até setembro e, neste fim de semana, recebe apresentações de Luisa Lacerda, Pedro Franco, João Sabiá, Max de Castro, Bena Lobo, Lan Lahn & Sambê, Tárcio e Téo Lima, além das festas YA’YA HIGH-FI e Brasileirinhas.

Lan Lahn e Sambê se apresentam na primeira edição do Festival de Inverno do Beco das Garrafas (foto: Divulgação)

Lan Lahn e Sambê se apresentam na primeira edição do Festival de Inverno do Beco das Garrafas (foto: Divulgação)

WebFestiValda, Fundição Progresso: o concurso de bandas independentes traz para o palco da Fundição shows de ConeCrewDiretoria e Emicida (sexta-feira), além de Nando Reis e Suricato (sábado). O público ainda terá a chance de conhece os novos talentos que têm agitado o país afora, algo que é sempre bom ficar de olho.

Mumuzinho, Citibank Hall: no sábado, o cantor de pagode que tem invadido as casas dos brasileiros aos domingos agora chega para apresentar o repertório de seu segundo disco, “Fala meu nome aí”, o mesmo que traz participações com Zeca Pagodinho e Carolina Dieckmann.

Mumuzinho apresenta seu segundo disco neste sábado, no Citibank Hall (foto: Divulgação)

Mumuzinho apresenta seu segundo disco neste sábado, no Citibank Hall (foto: Divulgação)

Nação Zumbi, Circo Voador: com Jorge dü Peixe no vocal e todo o suingue do Manguebeat, o grupo apresenta o repertório cheio de sucessos, incluindo o disco mais recente e homônimo, lançado no ano passado.  A noite ainda terá dois Live PAs da Frente Bolivaritsa, um selo carioca que investe em novos talento da música eletrônica com influências dos sons latino-americanos.

Festas:

“Infame”, Clube dos Democráticos: a festa inspirada na irreverência da década de 1930 de Berlim chega à sua segunda edição nesta sexta, com clima de cabaré, decoração de ponta, atrações performáticas e música boa estourando pelas caixas de som. O mega time de produtores já avisa: o que acontece na Infame, fica na Infame. Leia aqui a nossa entrevista com Suzana Trajano, uma das responsáveis pelo badalo, falando um pouco mais do conceito da festa, como surgiu a ideia e as particularidades da noite carioca.

Festa "Infame" promete trazer o clima de Berlim para sua segunda edição, ainda mais irreverente que a primeira (Foto: Derek Mangabeira)

Festa “Infame” promete trazer o clima de Berlim para sua segunda edição, ainda mais irreverente que a primeira (Foto: Derek Mangabeira)

“Do Leme ao Pontal”, Jockey Club Brasileiro: durante todo o fim de semana, o Jockey Club recebe o festival que mistura a gastronomia dos FoodTrucks e a novidade dos DrinkTrucks, performances artísticas e exposições, tirolesa e atrações musicais que vão de MC Marcinho à Banda Vitória Régia, a mesma que acompanhava Tim Maia durante sua carreira.

“Rebu”, Casa Daros: O DJ norte-americano Tim Sweeney, responsável pelo programa de música eletrônica underground Beats In Space, toca ao lado de Badenov, Diogo Reis (da Moo), Filipe Mustache, Dani Souto, Felipe Sá e Yugo na estreia da festa que ocupará o restaurante Mira!, neste domingo.

“Rebola Mel”, Rua do Ouvidor: o Centro do Rio recebe neste sábado uma das melhores festas da cidade ao ar livre, na encruzilhada entre a Rua do Ouvidor e a Rua do Mercado. Com “baixa costura” como traje sugerido, mais a mistura de ritmos e tribos, o evento promete ser insano.

 

Teatro:

“Beije Minha Lápide”, Oi Casa Grande: Marco Nanini volta à peça que lhe rendeu o “Prêmio ATPR de Melhor Ator Protagonista” para apenas seis apresentações. Com direção de Bel Garcia, o ator vive o escritor Bala, um fã acalorado de Oscar Wilde, enquanto o texto levanta várias questões importantes como a repressão e a homofobia.

Marco Nanini volta aos palcos com "Beije Minha Lápide" (Foto: Divulgação)

Marco Nanini volta aos palcos com “Beije Minha Lápide” (Foto: Divulgação)

“Godspell”, Teatro Ipanema: a remontagem do clássico da Broadway assinada pelos alunos do Centro de Estudos e Formação em Teatro Musical traz uma nova remessa de jovens talentos do palco, sob a direção de João Fonseca. Leia aqui a nossa crítica, assinada por Rodrigo Monteiro.

“Passando Batom”, Sala Municipal Baden Powell: Jane Di Castro volta aos palcos, sob a direção de Ney Latorraca, para reviver um clássico dos anos 1980 de maneira atual e não menos irreverente. Aqui, um papo delicioso de Jane com HT, falando sobre luta gay e a nova empreitada.

“Santa”, Espaço Tom Jobim: Ângela Vieira mostra todo o fôlego e boa forma nesse espetáculo que mistura dança e atuação, tudo dirigido por Guilherme Leme Garcia, que também vive nos palcos a antiga paixão da atriz.

 

Arte:

“Visões Cotidianas do Brasil Moderno”, Centro Cultural dos Correios: Com nomes como Di Cavalcanti, Cândido Portinari, Djanira, Iberê Camargo, Guignard, Anita Malfatti, Cícero Dias, Carybé e Goeldi, a exposição com curadoria de Marcus de Lontra Costa está em cartaz no Centro Cultural dos Correios, em Niterói, até outubro, e reúne aproximadamente 60 obras de grandes nomes do cenário artístico nacional.

"Embarcações com índios", de Carybé, integra a exposição "Visões Cotidianas do Brasil Moderno", em cartaz no Centro Cultural dos Correios (Foto: Reprodução)

“Embarcações com índios”, de Carybé, integra a exposição “Visões Cotidianas do Brasil Moderno”, em cartaz no Centro Cultural dos Correios (Foto: Reprodução)

“Marc Chagall, Fábulas de La Fontaine”, Centro Cultural dos Correios: enquanto Niterói recebe os maiores nomes do cenário nacional, o Rio ganha as ilustrações feitas pelo artista russo para as fábulas de Jean de La Fontaine entre os anos de 1927 e 1930, sob a curadoria de Enock Sacramento.

“O Rio de Mário, Rubem e João”, Arte Sesc: alguns dos cronistas mais importantes da capital fluminense são relembrados na exposição que traz de volta imagens do trio, no clima de Ipanema, Lapa e Copacabana, onde os escritores moravam.

Pesquisas relacionadas