ToliBlog

Ministério Público acolhe queixas de agressão sofrida por Luiza Brunet e ex-namorado vira réu: “Denunciar a violência doméstica é o melhor caminho”

O empresário bilionário passa a ser réu em processo por crime de lesão corporal contra a ex-companheira. "Ele vira réu em processo por lesão corporal e a pena, em eventual condenação, é endurecida nos termos da Lei Maria da Penha", disse o promotor Carlos Bruno Gaya da Costa

Publicado em 29/07/2016 | Por Leonardo Rocha

Após denunciar o ex-namorado Lírio Parisotto por agressão física, Luiza Brunet segue confiante na condenação do empresário gaúcho, com quem teve um relacionamento de cinco anos. Recentemente, o Ministério Público acatou as denúncias dos dois ataques sofrido pela da ex-modelo e atriz que, através de seu advogado, Pedro Fonseca Neto, divulgou nota comentando a decisão jurídica. “Em relação à justa e fundamentada decisão da Juíza de Direito que acolheu a denúncia feita pelo Ministério Público do Estado de São Paulo, o advogado da modelo e atriz Luiza Brunet esclarece que o processo corre em segredo de justiça e que ela vai se resguardar para prestar declaração na Vara de Violência Doméstica. Luiza confia no Ministério Público, na Justiça e na condenação do culpado. Denunciar a violência doméstica é sempre o melhor caminho”, escreveu.

Luíza Brunet (Foto: Divulgação)

Luiza Brunet (Foto: Divulgação)

Parisotto é acusado de agredir Luiza em maio deste ano durante uma viagem do casal aos Estados Unidos e em dezembro de 2015. As duas lesões foram confirmadas por laudos do Instituto Médico Legal (IML). De acordo com o promotor Carlos Bruno Gaya da Costa, o bilionário passa a ser réu em processo por crime de lesão corporal contra a ex-companheira. “Ele vira réu em processo por lesão corporal e a pena, em eventual condenação, é endurecida nos termos da Lei Maria da Penha”, explicou. Na ocasião, Brunet contou que o então companheiro lhe deu um soco no olho e chutes que quebraram quatro de suas costelas. A outra agressão é de dezembro de 2015 quando, segundo o promotor, o empresário quebrou um dedo da atriz em São Paulo. O caso ganhou tanta repercussão, que Luiza ganhou o apoio da maior parte das mulheres, que, de certa forma, se viram representadas.

Lírio Parisotto e Luiza Brunet

Lírio Parisotto e Luiza Brunet

Nesta quinta-feira, Lírio se tornou réu no processo de agressão e, segundo a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, não há mais detalhes sobre o caso, já que o processo segue em segredo. Já de acordo com o MP, se condenado, o empresário está sujeito a pena de reclusão (prisão) de 3 meses a 3 anos, por lesão corporal leve, e a pena de 1 a 5 anos, por lesão corporal grave.

Pesquisas relacionadas