ToliBlog

Financiamento coletivo para ajudar família de Christina Grimm após sua morte já ultrapassa meta e anota quase R$ 300 mil

Os únicos rendimentos da mãe e do irmão da cantora estavam condicionados à carreira dela

Publicado em 12/06/2016 | Por Lucas Rezende

Logo após Christina Grimmie, ex-“The Voice”, ser morta a tiros após um show em Orlando, nos Estados Unidos, há um dia, seu empresário, Brian Teefey, criou uma página na internet de financiamento coletivo para que fãs (um fandom conhecido como Grimms) pudessem ajudar a família da cantora. É que desde que ela começou a galgar um espaço na indústria fonográfica e no showbiz, seu irmão e sua mãe passaram a se dedicar a ajudar Christina. Ou seja: seus únicos rendimentos estavam condicionados à carreira dela. A meta inicial do financiamento era de US$ 4 mil “nesse momento de necessidade”. O mais bacana: até o fechamento dessa nota, as doações já chegavam quase a marca de US$ 80 mil, cerca de R$ 272 mil – divididos em cerca de 3.500 doações.

Christina Grimmie (Foto: Reprodução)

Christina Grimmie (Foto: Reprodução)

Em tempo: a polícia de Orlando identificou ontem Kevin James Loibl como o suspeito de atirar e matar Christina. Ele entrou no local do show com duas armas carregadas, mais dois pentes de munição, além de uma faca grande de caça. No momento do crime, algo como 23h30 de Brasília, a cantora dava autógrafos após terminar o show. Cerca de 100 pessoas assistiram à apresentação, mas poucas restavam no local no momento do crime, afirmou a France Press.

Pesquisas relacionadas