ToliBlog

Disputa no SATED/RJ: Justiça concede à chapa de Paulo Betti as imagens da eleição por alegação de “indícios de irregularidade”

No mês passado, a disputa já tinha virado notícia na mídia por conta de uma acusação de racismo. Milton Gonçalves chegou a entrar com um processo contra o rival, Betti

Publicado em 19/07/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Karina Kuperman

Após grandes polêmicas durante campanha, a chapa de Jorge Coutinho e Milton Gonçalves saiu vencedora na eleição do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (SATED RJ). No mês passado, a eleição virou notícia depois que Coutinho e Gonçalves entraram com processo de injúria contra Paulo Betti – da chapa adversária, acusando-o de racismo.

Milton Gonçalves entrou com um processo contra Paulo Betti (Foto: Reprodução)

No começo do mês, a SATED divulgou a vitória da chapa de Milton e Jorge. “Após longas horas de trabalho de apuração das urnas das eleições SATED/RJ 2019, informamos que foram apurados 476 votos válidos, sendo 5 votos nulos, 1 voto em branco, 308 votos para a chapa 1 e 162 votos para a chapa 2, tendo sido declarado pela comissão eleitoral como eleita a chapa 1-União e Determinação”, disse o SATED, em comunicado. Agora, porém, o caso sofre uma reviravolta. A 81ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro concedeu liminar para que gravações de câmeras de segurança da sede do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (SATED/RJ), e de outras localidades, sejam disponibilizadas à chapa encabeçada pelo ator Paulo Betti.

“As eleições para diretoria do SATED continuam no plano jurídico. O Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversões do Estado do Rio de Janeiro e sua atual diretoria foram notificados para cumprir limitar que determina a disponibilização das gravações de câmeras de segurança da sede do sindicato e localidades próximas, a fim de averiguar abuso de poder econômico na eleição do SATED ocorrida nesse ano. Cabe destacar que a diretoria reeleita para o triênio 2019/2022 já se perpetua no poder há pelo menos 12 anos, ou seja, 4 mandatos ininterruptos. Por vislumbrar indícios de irregularidades nas eleições, a partir de provas apresentadas em processo, a juíza do caso decidiu determinar o fornecimento das gravações solicitadas. A Chapa 2 continua sua luta por um SATED transparente e democrático”, diz um comunicado postado por Paulo Betti nas redes sociais.

“Lamentamos e repudiamos as irregularidades e confiamos plenamente em sua apuração pela Justiça. Aguardando os próximos passos da ação em andamento, nos comprometemos a manter o público informado”, continua. Procurado pela reportagem, Paulo Betti limitou-se a dizer que “o que está no comunicado é tudo que podemos dizer”. Denominada “Renovação e Transparência”, a chapa criada por Betti para fazer frente a Milton Gonçalves foi composta por Tonico Pereira, Zezé Polessa, entre outros. A chapa vencedora, União e Determinação é composta por nomes como Milton Gonçalves, Ruth Souza e Carlos Vereza.

O comunicado oficial da chapa 2, de Paulo Betti

Vale lembrar, também, que a ação movida por Milton e Coutinho segue na 33ª Vara Criminal do Rio de Janeiro. Segundo os autos do processo, divulgados na Folha de São Paulo, Betti teria publicado a seguinte mensagem em um grupo de WhatsApp: “A atual diretoria do sindicato está lá há muito tempo e tem uma forte representação negra com Jorge Coutinho e o grande Milton Gonçalves, além do querido Cosme. Isso complica bastante a luta, pois pode confundir as coisas”. A ação diz que a fala gera interpretação “imprópria e infeliz” e faz “distinção entre negros e brancos”.

Leia também: Ex-mulher de Paulo Betti, Maria Ribeiro defende o ator da acusação de racismo: “Esses senhores estão confusos sobre seu real inimigo”

Pesquisas relacionadas