Quotes

Responsável pelas bem-sucedidas ‘biopics’ Freddie Mercury e Elton John, Dexter Fletcher quer filmar a vida de Madonna

Diva do pop, que repudiou projeto da Universal de fazer um longa sobre sua trajetória, foi tema de documentário que investigou seus passos entre 1979 e 1982

Publicado em 01/06/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Jeff Lessa

Dexter Fletcher não parece preocupado com o risco de ganhar fama de monotemático. Responsável por duas biopics de sucesso (dirigiu o que faltava da cinebio de Freddie Mercury, “Bohemian Rhapsody”, depois da demissão de Bryan Singer, e está colhendo os louros por “Rocketman”, em que conta a trajetória de Sir Elton John), o cineasta inglês de 53 anos mostra que tem fôlego para encarar outra cinebiografia de astro da música. Perguntado pela revista “Entertainment Weekly” sobre que ícone gay mais gostaria de biografar para o cinema, mandou na lata: “Madonna”.

Depois das 'biopics' de Freddie Mercury e Elton John, Dexter Fletcher diz que gostaria de levar a vida de Madonna para a tela

Depois das ‘biopics’ de Freddie Mercury e Elton John, Dexter Fletcher diz que gostaria de levar a vida de Madonna para a tela

Em inglês, a resposta soa bem mais engraçada. “I’d do Madonna!” quer dizer, claro, que ele faria um filme sobre Madonna. Mas também significa “eu traçaria Madonna”. Intencionalmente ou não, a frase tem conotação sexual no idioma daquele outro Sir – no caso, o Bardo, William Shakespeare. Corta! O diretor acrescentou que o filme seria “como uma volta na montanha-russa”. E demonstrou sua admiração pela Material Girl: “Se eu fosse abordar outro ícone gay desse porte, seria ela. É extraordinária”.

Madonna não parece disposta a aceitar ser retratada no cinema por diretor que não seja ela própria

Madonna não parece disposta a aceitar ser retratada no cinema por diretor que não seja ela própria

Fletcher afirmou que não sabe se a Rainha do Pop gostaria de ter sua vida devassada no cinema, mas que “atacaria” sua história com muito gosto. “Não sei se ela ficaria feliz com isso. Mas que filme fantástico essa vida daria”.

A gente explica para você, Dexter: Madonna de-tes-ta-ri-a ver sua trajetória escancarada para o mundo na telona do cinema. Simplesmente odiaria. Em 2017, ela desaprovou – não, “desaprovou” é delicado demais, ela repudiou – o roteiro de Elyse Hollander para “Blonde Ambition”, filme que contaria a história de sua ascensão para a fama no começo da década de 1980. Ao saber que a Universal estava desenvolvendo o projeto, a diva disparou no Instagram:

“Ninguém sabe o que eu sei ou viu o que eu vi. Sé eu posso contar a minha história. Qualquer outro que tentar é um charlatão e um tolo em busca de gratificação instantânea por algo que não fez. Essa é uma doença da nossa sociedade.”

Cartaz do docudrama 'Madonna and the Breakfast Club', que relata a vida da diva entre 1979 e 1982

Cartaz do docudrama ‘Madonna and the Breakfast Club’, que relata a vida da diva entre 1979 e 1982

O fato é que o filme da Universal sobre a deusa pop ainda não chegou a um cinema perto de você. O que realmente chegou ao público foi o docudrama “Madonna and the Breakfast Club”, mistura de documentário com ficção que narra a vida da diva antes, muito antes da fama mundial. Para quem não sabe, entre 1979 e 1982 ela fez parte de duas bandas. Na primeira, a Breakfast Club do título do doc, foi baterista. Na segunda, que se chamava Emmy And The Emmys, atuou como vocalista. Em agosto de 82 começou a carreira solo. O resto… o resto é história.

Será que o sucesso de Mr. Fletcher não convence Madonna Louise Veronica Ciccone a permitir que seus súditos dêem uma espiada em sua vida através do cinema? Talento para fazer isso o cineasta já mostrou que tem. Disposição para biografar também. Em 2016, pouco antes de se lançar nos projetos com os astros da música, ele contou a história do campeão de salto de esqui Michael Edwards no longa “Voando Alto” (“Eddie The Eagle”). Em 1988, Edwards tornou-se o primeiro atleta a representar a Grã-Bretanha na modalidade desde 1928.

Em tempo: sabe quem interpretou o atleta no filme? Taron Egerton, talk of the town do momento por sua irretocável atuação como Sir Elton John. Será que o ator também vai emendar uma biografia na outra? Que será, será.

Sir Elton John, o cinebiografado do momento, se encontra com Taron Egerton, o ator da hora

Sir Elton John, o cinebiografado do momento, se encontra com Taron Egerton, o ator da hora

Pesquisas relacionadas