Quotes

Festinha Pré São Jorge, promovida pelo estilista Beto Neves, no domingo (31), na Lapa, marca os 25 anos da Complexo B

Evento faz parte de uma série de baladas temáticas que acontecem em datas como os dias de Cosme e Damião e de Iemanjá

Publicado em 27/03/2019 | Por Heloisa Tolipan

Beto Neves, criador da Complexo B, em pleno clima de celebração na Lapa

*Por Jeff Lessa

O estilista Beto Neves não para quieto. Que bom: é por causa de gente assim que nós podemos curtir um lado bem-humorado e descontraído do Rio de Janeiro que se recusa a naufragar. Criador da grife Complexo B, que completa 25 anos neste 2019, Beto também celebra os oito anos de suas festas. Conhecidas por poucos, são um dos melhores programas que a cidade tem a oferecer atualmente.

O evento já nasceu apadrinhado pelo humor. Em 2011, quando a cidade só falava da Rio+20 (a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que aconteceu entre 13 e 22 de junho de 2012), Beto resolveu lançar uma coleção chamada Suburban, para servir como contraponto ao megaevento que parecia voltar-se apenas para a parte da cidade localizada mais ao sul no mapa. (E era isso mesmo.) A festa de lançamento da coleção criou uma tradição.

– Fiz camisetas com inscrições como Jacare Zinho e I Love Meyer, entre outras. Foi um sucesso, virou até estandarte da Portela, pois naquele ano o enredo era sobre Madureira. No começo era só feijoada, mas já teve baião de dois, angu à baiana e muito mais – conta Beto.

No próximo domingo (31) vai rolar mais uma dessas deliciosas misturas de gastronomia, música, moda e gente divertida e do bem. Será a Festinha Pré São Jorge e vai acontecer no bonito sobrado que serve de ateliê, residência, fábrica e espaço para workshops. (Para quem não está ligando o nome à pessoa, a Complexo B tornou-se instantaneamente conhecida em meados dos anos 1990 por conta de seu símbolo, São Jorge montado em seu cavalo derrotando o dragão. O Santo Guerreiro na versão da marca tornou-se objeto de desejo e virou mania entre os cariocas.)

Complexo B

– Essas festas têm o objetivo de reunir amigos e clientes. São despojadas e espontâneas como a marca e sempre rolam no domingo à tarde. Antes eu fazia no galpão, em São Cristóvão. Agora acontece aqui na Lapa e se espalha pela Mem de Sá, que fica fechada como área de lazer – conta o estilista. – Elas são sempre temáticas. Tem Junina, de Iemanjá, do Preto Velho, de São Cosme e São Damião. Mas a dedicada a São Jorge é a mais bombada.

São Jorge na Av. Mem de Sá, na Lapa, ‘participando’ de uma das festas de Beto Neves

A Complexo B surgiu em 1994, quando Beto Neves se estabeleceu no Rio, vindo de Niterói. Seu primeiro desfile rolou cinco anos depois, na Babilônia Feira Hype, que também estava em seus primórdios (a primeira edição tinha acontecido em 1996). Em 2003, a grife é convidada a participar do Fashion Rio, na época um dos eventos de moda mais importante do Brasil. Em 2009, a Complexo B contou com a ilustríssima presença do ator Milton Gonçalves interpretando Madame Satã em plena passarela, aos 70 anos de idade. Uma tragédia pessoal deixou marcas no estilista: há seis anos, sua mãe e sua sobrinha foram assassinadas em casa.

Em 2015 Beto fechou suas lojas e deixou de vender em lojas multimarcas.

– Sempre fui meio cult. Montei um ateliê onde dou cursos e consultoria para novas marcas. Também é a fábrica e o lugar onde moro com o Miguel, meu cachorro. Tenho a loja virtual e uso as mídias sociais. É assim que me mantenho de pé.

A gente se vê no domingo. Eu vou.

Sobrado da Complexo B na Mem de Sá é casa, fábrica, ateliê, local para festas e sala de aula

 

SERVIÇO

Festinha Pré São Jorge

Apresentação do Mini Trio Soul do Rio de Janeiro, comandado por William Vorhees

Comes e bebes a cargo de Angurmê, Batuque na Cozinha e Acarajé da Tina

Av. Mem de Sá 203, Lapa

Domingo, do meio-dia às 18h

Pesquisas relacionadas