Moda & Beleza

Zero Grau Feira de Calçados e Acessórios: Em Gramado, ótimos números de negócios e importadores em busca dos produtos nacionais: “O calçado brasileiro ainda tem espaço para crescer”, diz Frederico Pletsch, da Merkator

Entre os dias 20 e 22 de novembro, a Serra Gaúcha recebeu mais de 200 compradores internacionais de 35 países interessados nos produtos brasileiros. Por lá, os importadores chegaram focados em extrair o melhor da feira e ficaram satisfeitos com o que viram. “Queremos comprar calçados em couro", disse o espanhol Luiz Gomes

Publicado em 29/11/2017 | Por Julia Pimentel

Três dias, mais de 200 importadores, 35 países representados e centenas de marcas do setor de calçados e acessórios reunidas em um só lugar. Os números positivos ilustram o sucesso que foi a recente edição da Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios, na semana passada, em Gramado (RS). Promovido pela Merkator, o evento reuniu compradores, produtores, personalidades e jornalistas de todo o Brasil, sem contar com os convidados estrangeiros. Por lá, a movimentação aquecida do setor comprovou a ideia de economia ativa. A feira, que já se tornou referência e data importante no calendário calçadista da América Latina, é um dos principais encontros anuais para os players da área e a oportunidade de conhecer os lançamentos e tendências da temporada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também: Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios de Gramado reúne na passarela as principais apostas do setor para o Outono Inverno 2018 e destaca opções de botas na temporada

Quando o assunto é o Outono-Inverno 2018, estação desta recente edição da Zero Grau, as expectativas são as melhores. O balanço positivo foi um resultado apontado tanto pelos compradores quanto pelos produtores, que registraram bons números de venda no evento de Gramado. “Só vejo pessoas animadas e dispostas ao trabalho. Todos os nossos visitantes estão planejando boas vendas no final do ano e um começo aquecido para a próxima temporada”, analisou Frederico Pletsch, diretor da Merkator Feiras e Eventos, sobre o setor que corresponde a quase 300 mil empregos no país.

Frederico Pletsch, o nome por trás de fazer a roda da economia do setor calçadista girar com a Zero Grau (Foto: Henrique Fonseca)

Frederico Pletsch, o nome por trás de fazer a roda da economia do setor calçadista girar com a Zero Grau (Foto: Henrique Fonseca)

Leia também: Na Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios, em Gramado, Silvero Pereira participa de desfile e debate sobre transgêneros, ageless e millenials

Entre as marcas participantes da Zero Grau, o otimismo também foi contagiante nos dias de evento. De acordo com o diretor da Bibi, Marlin Kohlrausch, esta edição do Outono-Inverno 2018 foi ainda mais especial. “Essa foi uma das melhores Zero Grau, apontando, com um certo otimismo para a retomada da economia”, afirmou o executivo que, entre as razões deste balanço positivo, destacou o número de importadores que visitaram o estande da marca.

Estande da Bibi na Zero Grau (Foto: Henrique Fonseca)

Estande da Bibi na Zero Grau (Foto: Henrique Fonseca)

Leia também: Com expectativa de economia animada no fim do ano, Zero Grau registra crescimento de 7% na procura de lojistas pela feira que é referência no setor de calçados e acessórios

Aliás, este foi um ponto muito interessante desta edição. Antes de os dias de feira em Gramado, a expectativa da Merkator, empresa promotora do evento, era receber pouco mais de 100 compradores internacionais na Serra Gaúcha. No entanto, por lá, mais de 200 importadores de 35 países marcaram presença. “Não imaginávamos que teríamos uma representativa tão forte internacionalmente em tão pouco tempo de feira. Hoje somos procurados por tradicionais clientes do setor calçadista brasileiro, mas também por compradores de locais distantes e pouco conhecidos dos nossos industriais. Estes compradores mostram que o calçado brasileiro ainda tem espaço para crescer e buscar novos mercados”, comentou Frederico Pletsch.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também: Em Gramado para a Zero Grau, Silvero Pereira desfila, debate sobre sexualidade e defende liberdade sem rótulos: “Não tenho necessidade de definições”

E como tem! Por aqui, os estrangeiros buscam qualidade, inovação e, claro, tendências no melhor estilo made in Brasil. Espanhol e representante de uma importadora que atende 500 marcas, Luiz Gomez contou que tinha um foco em sua viagem a Gramado: botas femininas em um target bem definido. “Queremos comprar calçados em couro”, explicou o espanhol que elaborou uma estratégia para os negócios na Zero Grau. “No primeiro dia vemos os produtos, no segundo elegemos as preferências e no terceiro fechamos os negócios”, detalhou Luiz Gomes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também: Zero Grau, em Gramado: preview às vésperas de mais uma edição da feira de calçados. O site HT aponta alguns hits e tendências do setor para o Outono Inverno 2018

Não por acaso, a busca do espanhol entre as marcas brasileiras foi uma das unanimidades na Zero Grau. Por lá, acompanhamos o domínio e a tendência incontestável das botas para o Outono Inverno 2018. Desde o desfile que abriu a edição, o Spot Fashion Pluriverso, aos previews das marcas participantes do evento, os modelos ganharam espaço em formas, tamanhos, cores e materiais dos mais diversos. “Este inverno será rico em botas, que virão prateadas, espelhadas, bordadas, com interferências de cores e texturas diferentes e com muitas tachas e metal”, apostou a consultora de moda Patrícia Pontalti.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também: Com representantes de todos os continentes, Zero Grau, em Gramado, recebe mais de 100 compradores internacionais e é porta para o produto brasileiro na moda mundial

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,