Moda & Beleza

Para a campanha de verão da Shoulder, Aline Weber volta ao Brasil, aponta tendências da estação e conta dos desafios da carreira como atriz: “Ao vivo parece muito mais difícil”

A modelo ainda contou das mudanças que o mercado da moda tem sofrido nos últimos anos. Com 13 anos de carreira e atualmente radicada em Nova York, Aline acredita que o cenário fashion tem ficado mais democrático. "Isso é ótimo, uma conquista importante, pois acho que tem espaço para todos"

Publicado em 07/08/2017 | Por Julia Pimentel

A combinação harmônica da natureza e da arquitetura foi o cenário perfeito para o shooting da campanha do Verão 2018 da Shoulder. Fotografado em Santos em uma construção de João Artacho Jurado, os cliques de Gustavo Zylbersztajn destacam as apostas da grife para a coleção “Fronteiras Líquidas”, que propõe a fusão entre os limites da paisagem urbana e da natureza. Para materializar esta concepção, a Shoulder convocou um dos principais nomes brasileiros no cenário da moda internacional. A top Aline Weber, que hoje em dia mora em Nova York, foi escolhida para a campanha que, obviamente, teve um resultado incrível.

Leia também: Coletes, como eu te quero! Shoulder investe na peça queridinha do inverno na coleção “Experiências Coletivas”

Mais que um trabalho em sua carreira, Aline contou que a dobradinha com a Shoulder teve um gostinho especial em sua vida profissional. A top, que acumula grandes grifes em sua trajetória, como Marc Jacobs, Calvin Klein, Moschino, Burberry, Stella McCartney, Balenciaga e Yves Saint Laurent, teve a oportunidade de resgatar a sua brasilidade neste ensaio. Nascida em Santa Catarina, o shooting para a Shoulder também significou uma viagem a seu país e a descoberta de uma nova cidade: Santos. “Fico super feliz quando fecho trabalhos no Brasil. É muito especial estar aqui e aproveito para matar as saudades. Isso quando não é bate-volta”, brincou.

Leia também: Alerta fashion: Shoulder promove liquidação de inverno com descontos que chegam a 50%. Não perca!

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Se a ambientação geográfica já foi especial para Aline Weber, o time que a Shoulder reuniu para o ensaio foi o complemento do trabalho para a modelo. Além de Gustavo Zylbersztajn nas fotos, a grife ainda convocou Daniel Hernandez para a beleza da campanha e Flávia Pommianosky e Davi Ramos para o styling. “Essa minha experiência com a Shoulder foi incrível. Eu já conhecia uma parte da equipe de trabalhos anteriores, então rolou uma sintonia muito bacana”, contou.

Leia também: Na coleção Inverno 2017 da Shoulder, as texturas assumem o protagonismo e se destacam nos looks da grife. Confira!

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Nesta atmosfera, o ensaio refletiu a harmonia dos bastidores. Na combinação de natureza e cidade, Aline Weber vestiu a proposta da marca que, no Verão 2018, aposta em shapes e cores super femininos de um lado e tecidos mais estruturados do outro. Para a top, que respira as tendências do mundo da moda, é justamente este o ponto mais forte da Shoulder.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

De acordo com Aline Weber e sua experiência fashion, a mistura de dois moods, o natural e o arquitetônico moderno, coloca a coleção da grife no que há de mais atual do cenário da moda. Além disso, a modelo ainda destacou que a marca apostou em uma tendência que promete ser unanimidade no Brasil: “Eu acredito que as estampas ‘xadrez pic-nic’ vão estar em alta por aí”.

Leia também: Personalize-se: Shoulder faz parceria de sucesso e oferece oficina de patches com Lari Duarte na loja do Rio Design Barra, no Rio

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Além de todo o seu conhecimento de moda há 13 anos, Aline Weber também está mergulhada em uma nova atmosfera nos últimos tempos. Com uma carreira consolidada nas passarelas, a top acumula a função de atriz. Em 2010, Aline estreou no filme “Direito de Amar”, de Tom Ford, e agora vive uma fase dedicada aos estudos e em busca de novas oportunidades na atuação. “Eu diria que estou vivendo um momento muito feliz e de investimento nessa nova paixão que é a atuação. Acho que ter participado do filme fez eu enxergar a profissão de outra forma. Ao vivo parece muito mais difícil, mas, ao mesmo tempo, muito interessante e mágico. Eu tenho estudado bastante, acabei Stella Adler e agora quero entrar em outra escola com outra técnica. Quero aprender ao máximo, acredito que cada técnica dá para tirar algo bom e aprender algo novo”, contou.

Leia também: Versão mirim: Shoulder lança coleção de t-shirts para as meninas de dois a oito anos arrasarem!

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Porém, Aline Weber destacou que uma paixão não anula a outra. Neste momento, a modelo e atriz vem dividindo o seu tempo entre as duas carreiras. De acordo com ela, o investimento na atuação surgiu depois de sua primeira experiência, que foi quando este cenário se revelou à brasileira. “Antes do filme com Tom Ford eu nunca tinha pensado nessa carreira, por isso, não tinha tentado nada na área. Agora, estou estudando, me dedicando bastante e tem sido maravilhoso e muito enriquecedor”, disse Aline que destacou que a maturidade acumulada quanto top também a ajudou neste novo desafio. “Quando se é modelo, você inevitavelmente amadurece muito rápido e tem que aprender a tomar decisões desde cedo”, afirmou.

Leia também: Sucesso desde o primeiro dia: Shoulder investe em novo mercado e inaugura a quinta loja no Rio, no Shopping Tijuca

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Se a atuação é um novo desafio na carreira de Aline Weber, a moda já faz parte de sua vida há anos. Com toda a experiência que possui, a brasileira contou que nossas representantes são bem vistas mundo afora. Assim como ela, que tem a carreira marcada por diversos grandes trabalhos em super grifes internacionais, outras modelos nacionais também vêm se destacando pelas passarelas estrangeiras. “Eu acredito que as brasileiras sempre tiveram uma visibilidade muito bacana, estamos bem representadas”, apontou.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

E, ainda bem, este reconhecimento não é de hoje. Há algumas décadas, as brasileiras têm conquistado espaços cada vez maiores entre as tops internacionais. No entanto, o que é super contemporâneo é a presença da tecnologia nos bastidores da moda, como apontou Aline. Segundo a modelo, hoje, com a internet sendo protagonista do cotidiano moderno, a moda não escapou das mudanças. “Atualmente, com as redes sociais, já é possível transmitir o que acontece nos backstages em tempo real, e isso nos permite ter um retorno muito rápido do público”, contou Aline Weber que, além disso, também apontou que hoje em dia, a moda busca personagens para suas campanhas.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Mais do que apenas as modelos tradicionais, as grifes querem conceitos e propostas diferenciadas, tal como foi Kim Kardashian como estrela da Balmain. “Eu acredito que a moda está mais democrática e isso é ótimo, uma conquista importante, pois acho que tem espaço para todos”, analisou.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Nesta democracia fashion, novos corpos e belezas ganham oportunidades no mercado. Como consequência, Aline Weber acredita que não há mais aquela ditadura da magreza, que padronizava os castings em medidas iguais. “Muita coisa mudou e hoje temos mercado para cada tipo de modelo e corpo”, apontou a brasileira que, neste caminho de novidades, também destacou os impactos de movimentos contemporâneos, como o feminista, por exemplo. “O fato é que as marcas estão mudando e apostando na diversidade e na democracia. Eu acredito nisso e torço para ser uma constante no nosso universo. Como disse, há espaço para todas”, completou Aline que comemorou, por exemplo, o sucesso das modelos plus-sizes.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

Com isso, no fluxo da democracia do cenário fashion, as medidas ganham novos números e os corpos chances de mais curvas. Como resultado a médio e longo prazo, acredita-se na diminuição de loucuras que cercam o ambiente da moda. Por causa da exigência por medidas padrão, os bastidores deste mercado sempre foram cercados por técnicas perigosas das modelos, como a anorexia e bulimia. Porém, como apontou Aline Weber, esta não é uma realidade que se restringe aos backstages. “Eu acho que não é uma exclusividade do universo da moda, acho que os casos é que são mais expostos e noticiados. Acredito que o distúrbio alimentar é uma questão de saúde pública e é como deve ser tratado”, disse a modelo que nunca viveu uma situação assim.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

“Eu nunca tive qualquer problema do tipo. Eu escolhi uma carreira que casou com o meu biótipo físico, sou magra. E o que costumo fazer é me exercitar, mas porque eu gosto e é em prol da minha saúde. Também gosto de me alimentar de uma forma mais saudável. Não como carne suína nem bovina há dez anos e virei vegetariana há 2 meses. E, por fim, eu acho que em qualquer caso o que tem que prevalecer é a aceitação do seu corpo”, argumentou.

Campanha do Verão 2018 da Shoulder com Aline Weber (Foto: Gustavo Zylbersztajn)

E assim, Aline Weber continua a sua caminhada de sucesso e super saudável no mercado fashion internacional. Aliás, não mais apenas a fashion. “Pretendo conciliar as duas carreiras, pois acredito que uma não anula a outra, pelo contrário, complementa. Quando os trabalhos forem surgindo, vamos ver a melhor forma de adequar as duas rotinas. Estou em um momento de investimento em mim, estudando muito e me dedicando para conseguir conciliar minhas duas paixões”, contou a modelo Aline Weber que destacou que o Brasil faz parte de seus projetos para o futuro: “Sempre”.

Pesquisas relacionadas