Moda & Beleza

Possessão fashion-forbidden: Madame de Pompadour incorpora o inverno de Sandro Barros!

Cheers! Inebriado pela aura chique-proibida da amante de Luís XV, o estilista lança coleção inspirada na cortesã cujos seios pareciam taças de champanhe!

Publicado em 18/03/2014 | Por Alexandre Schnabl

Madame de Pompadour nunca foi mulher de se esquecer. A cortesã é daquelas que serão lembradas por séculos, mesmo não tendo a melhor posição social. Aliás, da verdadeira esposa do rei Luís XV, Maria Leszczynska, pouco se fala, mas da amante do soberano, hum… Essa, sim, ficou para a história. Figuras das mais emblemáticas do século XVIII, ela veio, viu e venceu. Afinal, ninguém é lembrado à toa, e sua beleza, inteligência e autenticidade não lhe deixavam jamais na mão. Reza a lenda que até as taças de champanhe foram criadas a partir do desenho dos seus seios, e  que os pintores mais famosos da época, tipo François Boucher, disputavam a tapa a oportunidade de pintá-la. Pois é inspirado nesta femme frufru fatalle que o estilista Sandro Barros lança sua coleção de outono-inverno 2014. Puro luxo! E, como não poderia ser diferente, nesta última semana, ele e Renata Queiroz de Moraes receberam amigos para aquele brunch de lançamento da coleção “Jardin D´Hiver” no seu ateliê, no Jardim Paulista, em São Paulo.

E, como o próprio nome sugere, a nova estação traz os jardins de inverno da Madame, que também são inspiração para a decoração da vitrine principal do espaço, recriada a cada nova temporada e, dessa vez, feita em parceria com Celina Dias. Os sempre belos arranjos ficaram a cargo de Aparecida Helena Flores e o bufê levou a assinatura de Luiza Zaidan, com doces de Danielle Andrade, Le Delice e Bem Casados Conceição. Tudo, óbvio, regado a brindes de Moet & Chandon para o mulherio se inspirar na musa da realeza que atravessa os tempos até os dia atuais. Confira fotos na galeria!

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fotos:  Cissa Sannomiya (Divulgação)

Na coleção, o floral surge em clima de decorativismo absoluto e domina grande parte dos vestidos em prints, bordado e renda. O diferencial desta nova fornada de peças para as temporadas anteriores é, agora, uma leva maior de looks fluidos, sem tantas peças estruturadas. Entre as cores, neutros contrastam com amarelões, verdes e aquele vermelhão Valentino – bem passion – com clima de romance proibido, ao estilo da amante do Rei que, de periguete nada tinha, mas era ícone do luxo!

Pesquisas relacionadas