Moda & Beleza

Misticismo egípcio: Trícia Milaneze segue caminho das energias em nova coleção da Lavish e aposta em diferentes cores, elementos e formas

Atenta às tendencias e festas do momento, Trícia Milaneze também conquista novos espaços nesta época do ano. Como nos contou, as joias da Lavish estarão presentes em musas do Carnaval nos ensaios e desfiles das escolas de samba e em convidadas do Baile da Vogue, na semana que vem. "É nessa hora que eu posso exagerar nas peças, tamanhos, brilhos e dimensões"

Publicado em 09/02/2017 | Por Julia Pimentel

O misticismo e as boas energias são os elementos que conduzem a coleção de Alto Verão da Lavish. À venda desde o início do novo ano, a grife de joias de Trícia Milaneze continua o caminho de sucesso trilhado pelo lançamento anterior. Na coleção que veio antes da “Kheper”, de Alto Verão, a Lavish trouxe para suas belíssimas peças de cristais símbolos de proteção e prosperidade, como a mão de Fátima, o trevo de quatro folhas e o olho grego. Desta vez, Trícia Milaneze aposta nas energias e amuletos do Egito. Em entrevista ao HT, a designer de joias explicou os conceitos, as escolhas e as formas para mais uma belíssima coleção de sua grife.

Leia também: Estilo e proteção: a grife Lavish by Trícia Milaneze lança coleção “Amuletos” com símbolos de sorte, fé e prosperidade. Encante-se!

Trícia Milaneze é o nome por trás da Lavish, grife de joias que tem o cristal como principal matéria-prima (Foto: Henrique Fonseca)

Apesar de continuar com a ideia de levar boas energias às clientes com joias que trazem toda a questão do misticismo, Trícia Milaneze traduziu este conceito criativo de forma diferente na coleção Kheper, de Alto Verão. Na prática, a designer trouxe novas formas e elementos para as peças. “O uso das pedras, que desta vez eu optei pela drusa, é remetido à imortalidade. Já os chamados símbolos de sol, que são os adornos em forma de obeliscos, se estruturam em forma de pontas, para, assim, remeter propriamente aos raios solares”, detalhou Trícia que complementou explicando a escolha do nome da coleção. “Kheper significa transformar, inovar e se reinventar”, contou.

Leia também: Surpreendente e engajada, a grife Lavish, de Trícia Milaneze, aposta no inesperado como conceito criativo e faz ação nacional para o Outubro Rosa

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conceito criativo conhecido, Trícia Milaneze nos contou como traduziu suas ideias em cores. Com uma paleta rica, plural e que passeia pelo colorido e pelo tradicional, a designer explicou a razão de cada tom. Segundo Trícia, a cartela de cores da nova coleção da Lavish é uma continuação e uma forma de potencializar o misticismo egípcio em forma de joias. “O preto representa um ar da noite, do mistério e da beleza. O branco, por sua vez, é como um símbolo de pureza, verdade e leveza espiritual. Já o vermelho traz a energia, a vitória e a coragem. O laranja é a conotação do sol, da vida e das mudanças. O amarelo ou ouro, além de significar prosperidade, também é caracterizado pela eternidade e pelo indestrutível. Por outro lado, o prateado remete às transformações. O verde é a fertilidade, saúde e felicidade e, por fim, o turquesa ou verde-água é característico da criatividade e sorte”, apontou a designer.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leia também: União perfeita entre a sofisticação de luxo artesanal e a delicadeza do crochê, as peças da Lavish, de Tricia Milaneze, são garantia de status fashion

Este slideshow necessita de JavaScript.

Desta forma, com uma cartela tão extensa, Trícia Milaneze consegue pensar e criar além do Alto Verão. Apesar de ser uma coleção que é a cara da estação mais quente, a designer também precisa se preocupar em atender seus consumidores dos países nórdicos. A razão? Embora Trícia seja brasileira e a fábrica da Lavish fique em São Paulo, a designer mora nos Estados Unidos e também vende suas belíssimas peças por lá. Por isso, Trícia Milaneze tem a dupla missão de pensar em peças que atendam ao verão tupiniquim e ao inverno norte-americano. “Para conseguir vender para esses dois mercados, eu preciso buscar inspirações no momento em que estamos vivendo e em formas que possam fazer sucesso aqui e lá. Então, na hora de criar, a minha preocupação é que eu consiga fazer joias que tenham as tendências da estação, mas que não sejam muito presas a elas. Por isso, na coleção ‘Kheper’, eu misturei cores quentes, que são típicas do Alto Verão, com alguns tons mais frios, para poderem ser usados no inverno”, explicou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Seja no verão ou no inverno, no Brasil ou nos Estados Unidos, as joias da Lavish estão conquistando cada vez mais fãs pelo mundo. Por aqui, por exemplo, as peças de Trícia Milaneze estão fazendo sucesso em uma nova área. Em tempos de folia, diversas artistas passaram adotar as belíssimas joias da Lavish para adornar suas fantasias de Carnaval. Enquanto algumas musas optam por completarem o look com as joias de cristais, outras potencializam os brilhos com as peças. Sobre a presença da Lavish no Carnaval brasileiro, Trícia Milaneze não escondeu a animação. Para ela, este é o momento em que sua imaginação e mente super criativa podem ir ainda mais além. “Eu adoro fazer joias para o Carnaval. É nessa hora que eu posso exagerar nas peças, tamanhos, brilhos e dimensões. Para a avenida, por exemplo, eu consigo desenvolver peças que são mais conceituais e menos comerciais”, contou Trícia Milaneze que também terá sua arte presente em outro evento do momento. Na semana que vem, as joias da Lavish irão brilhar no tradicional e disputadíssimo Baile da Vogue, em São Paulo. Na festa, que este ano tem a temática Lady Zodiac, Vanessa da Mata é uma das convidadas que já garantiu os cristais de Trícia Milaneze em seu look mais que especial. O que será que vem por aí?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Pesquisas relacionadas