Moda & Beleza

Maquiador das estrelas, Everson Rocha comenta as tendências de beleza para o inverno e dá a dica para economizar: “Pigmentos e produtos funcionais”

O beauty artist contou que gosta de pesquisar os trabalhos de fotógrafos como Mario Testino e outros e garantiu: “O pior erro de make é não se respeitar”

Publicado em 06/05/2016 | Por Karina Kuperman

São quase 40 mil seguidores nas redes sociais e diversas fotos com celebs. Everson Rocha sabe que sua profissão vem com certo glamour, mas nem sempre foi assim. Nascido na Paraíba, mudou-se para o Rio de Janeiro aos 22 anos em busca de um mercado mais sólido e garantiu: “Essa cidade me deu oportunidades, amigos e me trouxe muita felicidade. Amo o Rio com todas as minhas forças”. Desde pequeno, Everson levava jeito para a arte, mas seu primeiro contato com o mercado de beleza foi vendendo maquiagem. “Eu sempre gostei de desenhar e pintar. Na escola, eu já brincava de desenhar rostos, maquiava as minhas amigas e fui me descobrindo nesse universo. Depois, trabalhei por cinco anos vendendo maquiagem e me mudei para o Rio”, lembrou ele, que considera Carol Nakamura sua “madrinha”. “Ela me deu muita força, abriu algumas portas para mim e me indicava para os trabalhos”, contou.

Everson Rocha é maquiador das celebs

Everson Rocha é maquiador das celebs (Foto: Reprodução/Instagram)

Mas foi na Rede Globo que viu seu mercado crescer. “Fiz alguns cursos e depois a oficina da Globo, fiquei um tempo lá. Estava começando mesmo e tive que praticamente aprender a maquiar para a televisão, porque é outro mercado. Tem que ser impecável, fazer tudo pensando no vídeo. É outro tipo de material. Esse foi meu início. Fiquei um tempo na emissora e comecei a fazer editoriais de moda, porque conciliava, mas chegou uma hora que quis buscar fazer meu nome e comecei a fazer capas de revista, editoriais, maquiar para cinema…”, listou ele, que garantiu: “A Globo foi uma grande escola, onde tive aprendizados incríveis. Maquiei no programa do Faustão, no ‘Estrelas’, que eu fazia os convidados que a Angélica entrevistava e comecei a conhecer muita gente”, disse ele. Como queria: já que “me mudei da Paraíba para buscar oportunidades no que eu tinha vontade de fazer, que eram atrizes, televisão e moda”.

Everson Rocha e Letícia Lima

Everson Rocha e Letícia Lima (Foto: Reprodução/Instagram)

E Everson já realizou grandes sonhos: “Foi uma realização trabalhar com a Grazi (Massafera). Ela é maravilhosa. Muito querida e iluminada e tem um rosto maravilhoso, fácil de maquiar, tudo nela realça”, elogiou ele, que garantiu: “Não tenho tipo de pele preferida. A beleza brasileira tem uma mistura interessante”, disse. Com tanta experiência, claro que não poderíamos deixar de perguntar: quais os cinco produtos que não podem faltar em uma produção de inverno, Everson? “Um ótimo primer para segurar bem a make, batons de efeito matte, sombras em tons de berinjela, marrom e foscas, que dão efeito bom para maquiagem de inverno, um lápis de olho cremoso para um olhar dramático e máscara de cílios, que são para qualquer produção”, listou ele, que, se pudesse escolher um só produto para todas as produções, seria um batom. “Porque dá para fazer toda uma make com ele, então não pode faltar. Eu maquiava as minhas amigas assim, pegava um batom e fazia blush, sombra”, contou.

Everson Rocha e Grazi Massafera

Everson Rocha e Grazi Massafera (Foto: Reprodução/Instagram)

Apesar de o batom ser seu “carro-chefe”, entre olhão ou bocão ele ainda prefere ressaltar os olhos: “Difícil essa. Mas o olhão dá poder. Ainda assim, o produto é o batom”, disse, aos risos. Para Everson, a maquiagem da mulher brasileira tem grandes diferenciais: “Elas tem uma pele linda, com viço e brilho, são as mulheres mais bonitas do mundo. A diversidade de etnias fez uma mistura muito boa. Além disso, vivemos em um país tropical, então elas gostam e aceitam isso de brincar com as cores”, explicou ele, emendando que: “Cada uma deve entender suas necessidades. Tem mulher que usa maquiagem para trabalhar, então precisa de um kit básico com base, corretivo, rímel e batom. Só isso já da uma levantada no astral”, listou. Em tempos de crise, qual a dica para ficar bonita sem gastar tanto? “Quase todas as marcas tem uma parte mais acessível. Por exemplo, tem marca que tem make para adolescentes e o preço é bem mais em conta. A dica para se maquiar em época de crise é procurar a segunda marca de grandes grifes ou pigmentos e produtos funcionais”, entregou.

No backstage do São Paulo Fashion Week (Foto: Reprodução/Instagram)

No backstage do São Paulo Fashion Week (Foto: Reprodução/Instagram)

Hoje, a agenda é tão cheia que Everson conta com uma agência para ajudá-lo a administrar tantos clientes famosos. “É bom porque eles organizam meus trabalhos, vêem valores, fica mais formal”, explicou ele, que acredita que a melhor divulgação são as redes sociais: “Sabendo usar, é muito bacana, já fechei trabalhos por conta do Instagram, por exemplo. As pessoas vêem, curtem, seguem e mandam mensagem. Agora tem o e-mail da Mood Glam no meu perfil e tudo vai para lá. As redes sociais são um veículo incrível de divulgação e, atualmente, servem como um canal, quase um portfólio”, analisou.

Everson Rocha e Deborah Secco

Everson Rocha e Deborah Secco (Foto: Reprodução/Instagram)

Com tantas portas se abrindo, será que ele consegue citar algo de pior em trabalhar com beleza? “Não sei, sou tão fez com o que faço que não me prendo nisso. Claro que, em qualquer profissão, a gente se irrita com algo. Mas é normal, faz parte”, garantiu. E o que seria? “Ah, quando eu maquio e a pessoa fica no celular é meio chato. É um momento de criação e acaba que o telefone quebra um pouco isso”, disse. E haja criatividade! “Eu tento sempre pensar e transmitir na make a emoção que eu imagino para a hora da foto. E sempre gosto de ver um vídeo, um filme, pesquisar referências de fotógrafos conceituados como Steven Meisel, Mario Testino, Patrick Demarchelier e Helmut Newton, que fazem isso muito bem. Acho que eles são as melhores referências para tudo”, disse.

Isabeli Fontana e Everson Rocha

Isabeli Fontana e Everson Rocha (Foto: Reprodução/Instagram)

Por último… qual a dica para não errar na make do dia a dia, Everson? “Tomar cuidado para não usar muito pó, não errar a cor da base e não querer marcar tanto as sobrancelhas são as principais. Mas o pior erro de maquiagem é não se respeitar. Sua personalidade, o evento que você vai e o que usa. Às vezes, a maquiagem pode até ser bonita, mas se não tem a ver com o que você é, não carrega. Fica parecendo outra pessoa”, explicou ele, um apaixonado por seu trabalho: “Tenho o poder de deixar uma pessoa mais bela, como não amar?”. E ele é poderoso!

Pesquisas relacionadas