Moda & Beleza

Isabella Fiorentino fala sobre o universo do fast fashion que contribui para uma maior democratização da moda: “Precisamos aliar a modernidade de peças descoladas com bons preços”, afirmou

A modelo e apresentadora é um dos nomes por trás do programa Esquadrão da Moda, responsável por reunir diferentes classe sociais na telinha do SBT. Ela ainda falou sobre a sua nova coleção de roupa com a loja OQVESTIR, que visa levar peças de qualidade com valores mais democráticos, inspirada totalmente no estilo clássico. E mais: o início de sua carreira, o site com seu nome e também a criação de seu terceiro livro, que deve ser lançado no ano que vem

Publicado em 07/05/2018 | Por Ana Clara Xavier

A onda do fast fashion chegou para democratizar ainda mais a moda. As lojas de departamento atualmente oferecem coleções assinadas por grandes personalidades como estilistas, modelos e artistas que provam que não é preciso de muito para estar com um visual descolado. Seguindo esta tendência faz cada vez mais sentido programas como o Esquadrão da Moda, no qual especialistas no assunto dão dicas sagradas de como adaptar o seu estilo à modernidade das passarelas. O reality show vai ao ar no SBT e consegue a proeza de atrair públicos de diferentes classes sociais à frente da telinha. “O fast fashion está muito bacana. Há algum tempo, as roupas eram bem básicas, mas hoje conseguimos ver uma modinha muito legal. Isto para nós é muito importante. A maioria das nossas participantes é das classes B, C e D, então precisamos aliar a modernidade de peças descoladas com bons preços. Isto estava muito difícil há algum tempo e, agora, temos coleções lindas de diversas lojas de departamento”, afirmou Isabella Fiorentino, a apresentadora do Esquadrão ao lado de Arlindo Grund. O formato do programa segue uma receita internacional produzida nos canais de entretenimento como o Discovery Home & Health, porém emprega a brasilidade através da adaptação ao dia-a-dia dos cidadãos, pensando em pessoas que saem de manhã cedo para trabalhar e só voltam à noite. A ideia é unir praticidade com estilo.

Leia também: “Ter um programa de moda na TV aberta é tornar o assunto mais acessível”, diz Arlindo Grund, à frente do “Esquadrão Da Moda”, no SBT

Isabella Fiorentino lança coleção de roupa com a marca OQVESTIR (Foto: Divulgação)

Ao mesmo tempo em que democratiza a moda, estes modelos mais em conta ainda possuem uma grande diferença em relação às peças de grandes grifes. Os shapes podem ser mais acessíveis, porém o material de que é feito acaba não durando tanto. Para contrabalancear isto, no programa a apresentadora contou que tudo é feito na base do equilíbrio.“Dependendo da participante levamos muito em consideração a qualidade da vestimenta. Sendo assim, fazemos um mix entre os modelos mais baratos e de outras marcas superiores”, explicou Isabella.

A modelo apostou em tons terrosos como mostarda, terracota, rosa, pistache e laranja, resultando em uma cartela muito alegre(Foto: Divulgação)

Pensando nestes princípios, Isabella uniu o universo da moda com uma coleção mais democrática em sua nova linha de roupa para a OQVESTIR. O lançamento rolou na quinta-feira passada em um coquetel na casa da própria modelo e apresentadora. “Algumas pessoas admiram muito a forma como me visto, esta estética um pouco mais discreta. Hoje em dia, é complicado encontrar peças elegantes com um bom preço. Acho que consegui fazer isso: aliar um valor democrático com uma qualidade incrível. São roupas de seda pura, crepe, malhas muito boas, tricô e muito mais. A minha ideia é que quem se identifica com o meu estilo pudesse ter acesso a ele”, informou. Já é a terceira parceria da apresentadora com a marca. Todas as peças já estão disponíveis no site. “Esta é a linha mais coesa que fiz em termos de números e coordenação de cores. Tem muitos tons terrosos como mostarda, terracota, rosa, pistache, laranja… É uma cartela de cores bem bonita e alegre. São elementos muito elegantes e despretensiosos para mulher que sai de manhã e só volta de noite”, comentou Isabella.

Isabella apostou em peças versáteis para o dia-a-dia da brasileira, sem perder o lado moderno e estiloso(Foto: Divulgação)

A inspiração para esta coleção nasceu a partir do estilo pessoal da apresentadora e também da expectativa do público e seguidores de optar por esta moda mais clássica. Além disso, as ideias podem ter saído também do próprio Esquadrão da Moda. “É engraçado, porque quando as participantes entram no programa acham que só elas aprendem, mas já tive muitas ideias, muitos insights a partir dos looks que elas usam e nas modificações, como uma amarração diferente ou um vestido que pode ser usado como saia. Muitas vezes se sentem julgadas e pensam que estão fazendo tudo errado, mas sempre as incentivo dizendo: ‘Não, isto que você está fazendo é o máximo, precisa manter’. A troca é muito legal”, informou. Uma das partes favoritas de Isabella Fiorentino no reality show é poder ousar nos looks e produções, sempre testando novas possibilidades, além, obviamente, da alegria em ver as mulheres resgatando a sua auto-estima a partir dos conselhos da própria apresentadora.

No Esquadrão da Moda, Isabella contou que muitas vezes precisa lidar com certos preconceitos das convidadas. “Ouço muito depoimentos das mulheres dizendo que elas não têm tempo para pensar nas roupas por terem outras prioridades. Mas a gente vê que é possível ser uma pessoa engajada, espiritualizada, se arrumar e estar bem consigo”, informou. Esta consciência, a modelo descobriu ainda muito jovem através da observação de sua mãe, Jane Fiorentino. “Ela se preocupava em cuidar da própria imagem e ser uma mulher elegante. Cresci observando esta característica e a sua simplicidade acima de tudo. Sempre foi uma pessoa muito estudiosa, era professora de piano. Tive o exemplo de uma moda sem futilidade. Foi nela que me inspirei para ter um estilo mais elegante e discreto”, relembrou. De acordo com a apresentadora foi a partir desta figura empoderada que resolveu trilhar o caminho da moda.

Apesar de ter começado a carreira neste mundo dos holofotes nas passarelas, houve uma mudança muito clara na trajetória de Isabella. Em 2005, ela começou a apostar na televisão trabalhando em programas como o Tudo a Ver, Super Sábado e, agora, o Esquadrão da Moda. “Recebi um convite do Paulo Henrique Amorim, na época, para o Tudo A Ver. Fizemos o programa ao vivo todos os dias da semana, o que me deu muita experiência. Depois pintou um teste para o Esquadrão e deu super certo”, explicou. No entanto, o que a fez dar um tempo nas passarelas e se dedicar aos estúdios de televisão foi o amor esquecido por esta profissão. “Antes de sonhar em ser modelo, eu queria ser apresentadora de televisão. Meu pai sempre gostou dos instrumentos de gravação e tinha câmeras. Guardo vídeos de quando tinha 8 ou 9 anos quando pegava este material escondido dele, montava a luz e o cenário, e fingia que estava entrevistando Madonna, Michael Jackson e outros grandes artistas do cenário musical. Estudei em São Paulo em uma escola que tem uma grande escadaria. Na hora do recreio, fechava os olhos e imaginava lá em cima, falando para o colégio inteiro. Mal sabia eu que anos depois estaria falando com o Brasil todo. Foi uma transição muito gostosa para mim”, comentou.

Todas as peças já estão disponíveis no site da marca(Foto: Divulgação)

Junto com o Esquadrão da Moda, a mais recente empreitada da atriz no mundo televisivo foi a sua participação no Back Off Brasil. Além de linda, inteligente e antenada, Isabella provou que sabe colocar a mão na massa, literalmente. “Sempre fui uma boa cozinheira. Vim de uma família italiana de seis filhos aonde o dia mais gostoso da semana era o domingo quando todo mundo ia para a cozinha para preparar o almoço, sendo assim este ambiente é de união familiar, para mim. Quando me chamaram para o Back Off confesso que treinei bastante antes de ir, porque estava um pouco enferrujada. Depois que tive as crianças, contratei um cozinheiro para me ajudar e acabei parando um pouco de fazer comida. Foi uma surpresa ter ganhado o programa, porque realmente achei que tinha perdido a prática, mas acho que cozinha é que nem andar de bicicleta: depois que aprende as práticas, você não esquece e ainda vai aperfeiçoando”, contou. Ela foi a campeã deste reality show.

Além da televisão, a modelo começou a escrever em uma coluna para a revista Estilo e agora já está na fase de criação de seu terceiro livro. “Sempre gostei muito de escrever e falar de moda. Este novo trabalho fala sobre encontrar o seu próprio estilo e mixar, já que sempre ouvimos falar de visuais bem definidos. No entanto, será uma mistura de tudo o que a pessoa quiser usar de uma forma inteligente e consciente. Não tem muitas regras”, explicou. O exemplar tem previsão de lançamento para o ano que vem.

Além de apresentadora e modelo, Isabella também é escritora e deve lançar seu próximo exemplar no ano que vem(Foto: Divulgação)

Seguindo no universo da escrita, a modelo mantém atualmente um site que leva o seu nome no qual aborda moda, beleza e gastronomia. “Na verdade, este é o meu canal de comunicação com o público do Esquadrão da Moda. Pelo meu Instagram e Twitter vejo que as pessoas têm muitas perguntas e não consigo ficar no telefone o dia inteiro respondendo. Tem o Isabella Responde, mostro opções de estilo similares aos do programa, porém mais voltadas para o dia-a-dia”, explicou. Entre as opções de leitura, ela contou que a sua parte preferida na página da web é a coluna De Mãe Para Filha assinada por sua principal inspiração: Jane Fiorentino. “Ela fala sobre espiritualidade e educação. É a parte mais linda do site, porque é uma pessoa muito espiritualizada e à frente do seu tempo e, por isso, a admiro muito. É incrível”, garantiu.

Pesquisas relacionadas