Moda & Beleza

Irmã de Juliana Paes, Rosana Paes fala sobre o espaço de beleza que comanda e garante: “O setor foi menos afetado pela crise econômica”

Atualmente, existem cinco unidades do Espaço Juliana Paes entre a ponte aérea Rio-São Paulo. Na unidade de Volta Redonda, onde 700 clientes passam por mês, novidades chegaram

Publicado em 03/03/2016 | Por Lucas Rezende

Com cinco unidades espalhadas entre o Rio e São Paulo, o Espaço Juliana Paes, perímetro de beleza da atriz global, já foi certificado entre os 30 melhores salões de beleza do pais, eleitos por uma revista do segmento, e, na filial de Volta Redonda, no sul fluminense, inaugurou o “Espaço JP Homem”, um novo estilo de barbearia, onde tendência e casualidade se unem como premissa. E não só: junto da novidade, veio uma parceria com Alex Palmeira, um dos nomes mais consagrados da região quando o assunto é noiva, que passará a oferecer um atendimento especial para quem está às vias de subir ao altar. Para saber mais sobre o que anda acontecendo por lá, HT chamou Rosana Paes, irmã de Juliana e presidente da marca, num canto para um dedo de prosa. Ela garante que “o setor de beleza foi menos afetado pela crise econômica” e que os desafios são para “manter a qualidade dos produtos e atendimentos”, que, chegam a 700 clientes por mês – só em Volta Redonda. Desça já.

????????????????????????????????????

Roberta Paes (Foto: Divulgação)

HT: A criação do “Espaço JP Homem” é reflexo, suponho, do hábito dos homens de se fidelizarem mais aos serviços de beleza, do cuidado com o corpo…

RP: Cuidar da pele, do cabelo e do corpo não é mais coisa só de mulher. Os homens também estão se cuidando. Prova disso, é que o Brasil é o terceiro maior mercado de cosméticos masculinos do mundo.

HT: Hoje, no mercado, por o que eles mais procuram?

RP: A procura geralmente (no salão) gira em torno do corte de cabelo, porém, cortes que estão em alta, que são tendência pelo mundo. Também existe procura para barba, tratamentos capilares como redução de volume do fio, e até hidratação.

HT: Como vocês chegaram ao nome do Alex Palmeira para essa parceria?

RP: O EJP em Volta Redonda se tornou referência na cidade em coloração, cortes, e tratamentos estéticos. Em 2015 nosso intuito foi investir no mercado de casamentos, e não dá pra pensar nesse tema em Volta Redonda, sem pensar em Alex Palmeira. Alex é o mais procurado na cidade para o Dia da Noiva. Conhecíamos o Alex Palmeira apenas por nome, e no final do ano, aproveitando a nova gestão da unidade, e também suas novas instalações, resolvemos convidá-lo para atender no Espaço Juliana Paes. Proposta feita, proposta aceita! O casamento é uma data inesquecível na vida de toda mulher. Por isso, o Espaço Juliana Paes oferece um dia inteiro de muito carinho, cuidado e confiança. Afinal, o Dia da Noiva tem que ser tão mágico e perfeito quanto à tão sonhada hora do sim! A cerimônia começa bem antes da igreja e o nosso intuito é oferecer um momento de sonho conduzido por profissionais experientes, que vão garantir o conforto e a confiança que nossas noivas precisam e merecem em seu grande dia.

HT: O que vocês tem de diferente das outras redes de salão para ter ficado entre os 30 melhores salões de beleza do país eleitos por uma revista do segmento?

RP:  O salão nasceu de um clima familiar formado essencialmente por mulheres. O ato de “cuidar do outro” era genuíno, assim como o respeito, amor e amizade, elementos fundamentais que formam a base nossa família, acredito que esse acolhimento e carinho com a cliente é o nosso maior diferencial.

Fachada da unidade de Volta Redonda do Espaço Juliana Paes - Foto: Reprodução

Fachada da unidade de Volta Redonda do Espaço Juliana Paes – Foto: Reprodução

HT: Quantos clientes passam pelo espaço de Volta Redonda por mês, em média?

RP: em torno de 700 clientes ao mês

HT: Como o mercado de beleza foi atingido pela recessão econômica?

RP: O setor de beleza foi menos afetado pela crise econômica, os desafios em manter a qualidade dos produtos e atendimentos são grandes.

HT: E como o Espaço Juliana Paes fez e ainda faz para resistir a esse tempo ruim?

RP: É claro, que, só se fala em crise, crise, e mais crise, e alguns consumidores acabam ficando um pouco mais contidos levando mais tempo para fazer os serviços, em resposta a isto estamos focando mais ainda em treinamento da equipe e atendimento para criar uma experiência realmente memorável a esse cliente para que ele volte ao salão e indique seus amigos. Olhando as pesquisas que foram apresentadas em 2015 o Brasil teve um aumento de 7,5% no faturamento do setor, ou seja, mesmo assim o mercado da beleza continua em alta.

Pesquisas relacionadas