Gente & Comportamento

Teresa Cristina: “Carnaval pode ser um momento para varrer os intolerantes”

Cantora fez bela apresentação no Folia Tropical, ratificando a excelência de sua arte.

Publicado em 03/03/2019 | Por Heloisa Tolipan

 

Teresa Cristina encantou os convidados do Folia Tropical com um repertório de primeira

Uma das mais engajadas e politizadas artistas da nova geração, Teresa Cristina curtiu ontem o desfile das escolas de samba do Grupo A, no lounge do Super Folia, espaço privilegiado do Folia Tropical, na Marquês de Sapucaí. Atenta à Comissão de frente da Renascer de Jacarepaguá, ela se preparava para subir ao palco do camarote, quando novamente teceu críticas ao alcaiade da cidade do Rio de Janeiro: “O prefeito Marcelo Crivella precisa entender que o Carnaval carece e merece apoio, porque dá, sim, dinheiro” aos cofres públicos. Ela também comentou sobre a importância da festa para o resgate de valores éticos e morais.

“Vivemos dias tão difíceis, de tanto ódio, com esse avanço do conservadorismo, que o Carnaval pode ser um momento para varrer as pessoas intolerantes, que propagam raiva e ódio; com uma manifestação popular, de samba, que nasce da dificuldade, vira espetáculo, e une os povos. No Carnaval todos são iguais, se dão a mão e espalham felicidade. A festa  vai passar, mas a mensagem que propaga tem que ficar. Isso tem de permanecer. Não podemos contunuar nesse mar de ataques e festejos do mal alheio”, disse.

Em tempo: Teresa vem cortando o Brasil de Norte a Sul com o espetáculo “Teresa Cristina canta Noel”, sucessor do projeto no qual resgatava a obra primorosa de Cartola.

Pesquisas relacionadas