Gente & Comportamento

SPFW: de Tatá Werneck a Edmilson, ex-Barcelona, para a graça de quem você rezaria em Meca?

Pergunta que não quer calar: inspirados pelo desfile da Cavalera, perguntamos aos famosos que, se fossem muçulmanos e se virassem para Meca, para quem dedicariam uma prece. Confira!

Publicado em 31/10/2013 | Por Alexandre Schnabl

Completamente extasiados pelo desfile-show árabe da Cavalera, na noite de quarta feira, pegamos nossas mãos de Fátima e saímos por aí, sem eira nem beira, rodando a São Paulo Fashion Week atrás de famosos. O objetivo? Muito digno! Descobrir para quem dedicariam uma oração caso fosse muçulmanos e se virassem na direção de Meca – a cidade sagrada dos árabes. As respostas foram surpreendentes, em alguns casos, ou repletas de sábia e evasiva retórica, como convém aos povos do Norte da África, Golfo Pérsico e a galera da moda. Confira, mas não sem antes estender suas mãos para a nobreza divina de Alá!

Tatá Werneck (sepultando de vez qualquer possibilidade de confundir o gosto da atriz com o da periguete que interpreta em Amor à Vida): “Alexandre Herchcovitch, uma paixão eterna”!

 

Talytha Pugliesi (top absoluta e diva magnânima do público gay): “Minha família, sempre”!

Sidney Sampaio (ator e marido apaixonado): “Prefiro beber na fonte do clássico Coco Chanel”. (Nota do editor: resta saber se ele insistiria na marca depois do comportamento do tio Karl na festinha anteontem na Oca, São Paulo)

Carol Nakamura (starlet e assistente de palco do Faustão): “Gosto me sentir sexy e rezaria para Dolce Gabbana”.

Costanza Pascolato (ícone fashion e baluarte do estilo eterno): “Yves-Saint Laurent, clássico, eterno, chique, um mito”!

Paulo Borges (precisa dizer mais?!?): “Costanza Pascolato”. (precisa dizer mais?!?)

Paulo Martinez (editor de moda aficionado por Maria Bethânia): “Rei Kawakubo.” (Bom, nós também amamos a criadora de Comme des Garçons!!!)

Mario Mendes (jornalista que sabe de tudo e de todos): “Clô Orozco, que deixou saudade, uma perda e tanto”!

Rodrigo Russo (produtor técnico tatuadão da Fina Filmes e marido gracinha): “sou um apaixonado e é tudo pela minha esposa, mas pela minha irmã não porque briguei com ela”.

Serginho Mattos (descobridor de modelos e uma espécie de Manda-Chuva que, como no desenho da Hanna-Barbera, comanda uma trupe de gatos): “meu amigo eterno e papa da fotografia, Mario Testino”!

Di Ferrero (músico do NX Zero e gato cheio de dúvidas): “Não sei, preciso pensar, sou tão indeciso nesse assuntos”!

Marta Ciribelli (estilista da Forum, versão tropical de Madonna  e uma espécie de carioca da gema): “Maurício Ianes, o stylist genial do meu desfile”.

Edmilson (ex-jogador do Barcelona, da Seleção Brasileira e milionário): “Vou direto no gol: Gisele, que é a cara da moda brasileira”.

Walério Araújo (designer inspiradíssimo sem papas na lingua): “Heloisa Tolipan, maravilhosa, e Alexander McQueen, um gênio atemporal”. (Nota do editor: agradecemos a rasgação e amamos)

Max Fivelinha (apresentador bafônico e  que curte sítio na serra): “Monique Evans, só para gerar polêmica. Tenho um carinho gigante por ela, que considero uma mulher de fibra”.

Beto Bruno (urso vocalista da banda Cachorro Grande): “David Bowie, um artista completo na música e no cinema, um camaleão lançador de estilos das mais variadas vertentes, inclusive na moda!”

Graça Cabral (business woman): “Paulo Borges”.

Pesquisas relacionadas