Gente & Comportamento

Recém-casada e grávida de seis meses, Sophie Charlotte lança “Reza a lenda” no Rio e fala sobre Daniel de Oliveira: “Temos uma relação muito linda”

No longa, a atriz vive Severina, uma mulher de personalidade forte que lidera um bando de motoqueiros ao lado do amado Ara, papel de Cauã Reymond: “A ação e os efeitos foram questões absolutamente novas para mim”

Publicado em 10/12/2015 | Por Karina Kuperman

sophie2

Recém-casada, Sophie Charlotte lança “Reza a lenda” no Rio de Janeiro (Foto: AgNews)

Sophie Charlotte ainda não teve muito tempo para aproveitar os dias de recém-casada com Daniel de Oliveira, mas o motivo é mais do que válido e atende pelo nome de “Reza a lenda”. No longa, de roteiro e direção assinados por Homero Olivetto, ela vive Severina, uma mulher de personalidade forte que, ao lado do amado Ara (Cauã Reymond) lidera o grupo de motoqueiros Bando de Pai Nosso. Ao longo da trama, porém, a personagem começa a ter de lidar com questões como ciúme e insegurança com a chegada de Laura (Luisa Arraes) e sua aproximação com Ara. “Ninguém é uma coisa só, somos um conjunto de características em situações diferentes. A Severina tem a carcaça, começa forte até fisicamente mas é desafiada, passa ter que lidar com instintos e sentimentos primitivos de insegurança com relação a essa mulher que vem de fora. Isso acontece o tempo todo no filme. Todos os personagens que talvez são de um jeito, nesse recorte de tempo estão desconstruídos”, explicou.

A atriz contou que a processo com o preparador de elenco Francisco Accioly foi essencial para a construção sua Severina. “O Chico me levou ao máximo para o filme, me apresentou o projeto. Ele foi fundamental na preparação e no set. Não é fácil, vamos descobrindo detalhes e mesmo com um filme de ação, como é o caso, tem situações e sentimentos muito humanos. Esse processo foi fundamental”, elogiou ela, que criou uma história anterior para sua personagem. “Nós sempre criamos antecedentes e pensamos objetivos, isso acaba sendo uma técnica e recurso de estudo e é importante mesmo que não se revele no trabalho. Todos os personagens tinham a história anterior. Estavam no nosso imaginário e para a gente isso foi muito claro. O que vale é aquele recorte de tempo, o resto é processo nosso”, disse, emendando que o próprio roteiro já foi muito inspirador. “Quando recebi o roteiro consegui imaginar essa mulher e como eu queria fazer, o que eu queria descobrir e desconstruir em mim. Ela é uma mulher do bando. É a mulher do Ara, mas é uma deles. Foi uma troca muito bonita, muito bacana, durante as filmagens. Teve a questão da ação, dos efeitos, absolutamente novos para mim. Começamos a imaginar como vai ser e só vemos pronto meses depois mesmo”, explicou.

sophie3

Cauã Reymond e Sophie Charlotte vivem o casal Ara e Severina em “Reza a lenda” (Foto: AgNews)

Falando no roteirista e diretor Homero Olivetto, Sophie foi só elogios. “Tivemos uma liberdade e ele tem uma paixão por essa história que contagia. A paixão dele vira nossa causa, por isso fiz tanta questão de estar aqui hoje”, disse, mostrando a barriga de seis meses. Aliás, perto do final do ano, Sophie elegeu a gravidez e o casamento como os acontecimentos mais importantes de 2015. “O mais incrível que aconteceu comigo esse ano foi o neném e o casamento. Esses últimos 15 dias, os preparativos, a festa. Foi tanta coisa legal junta, o pacote completo de felicidade e tranquilidade”, declarou. Sobre o noivo, puro amor: “Temos uma relação muito linda, protegida por camadas de quilômetros de confiança e amor”, afirmou.

Se o ano foi maravilhoso para Sophie, ela consegue citar também momentos tristes. “Essa questão do zika vírus está me preocupando bastante até por estar grávida, então a gente fica esperando providências e mais informações. Não sabemos muito sobre esse vírus. E a falta de segurança no país, claro. Quero que o Brasil volte a um trilho mais seguro e certo. É um ano confuso e essa doença no meio disso me deixou preocupada”, confessou.

sophie1

A atriz comentou sobre a relação com o agora marido Daniel de Oliveira e a gravidez (Foto: AgNews)

Para 2016, ela tem muitos planos. “Eu tenho dois filmes para serem lançados. Espero que seja no ano que vem. Um é com o Domingos Oliveira, chamado ‘Barata Ribeiro, 716 – Cenas de uma Vida Boêmia’, rodei esse ano e está lindo. O outro é o ‘Tamo junto’, do Matheus Souza, que tá previsto até março. Espero que chegue logo”, contou ela. O maior papel que vai desempenhar na vida, porém, já está a caminho. E ela sabe disso. “Não vou me entupir de projetos porque digamos que já tenho um grande projeto para 2016”.

Pesquisas relacionadas