Gente & Comportamento

No coração da Sapucaí, Folia Tropical celebra a diversidade do nosso Brasil

Com dois mil e quinhentos metros quadrados, 500 metros a mais do que em 2018, em três pavimentos, divididos em nove ambientes, o espaço proporciona uma experiência inesquecível em simbiose com a arte e a música. Teresa Cristina, Moacyr Luz, Toni Garrido, Martinho da Vila, Paralamas do Sucesso, Gal Costa serão os astros no palco no intervalo entre as escolas. Vem saber tudo!

Publicado em 02/03/2019 | Por Heloisa Tolipan

Quem conhece minimamente a Marquês de Sapucaí já sabe. E os que não, precisam saber: o setor seis – mais conhecido como o coração do Sambódromo, onde está a faixa do meio de pista – é o melhor para assistir aos desfiles das escolas de samba, “o maior espetáculo da Terra”. E todos os Brasis estarão reunidos e serão celebrados neste Carnaval no mais democrático camarote: o Folia Tropical. O espaço, badalado camarote da passarela do samba carioca, é um dos “quatro” filhos de Agnes e Newton Mendonça, como costuma nos dizer. Os outros três são Mickael, que super pilota o projeto, Tiwana e Ton, que tem até o Folia dos Amigos do Ton.

Este ano, o Folia Tropical exaltará as três etnias _ o branco, o negro e o índio _ , que compõem a mestiçagem do povo brasileiro. Além da diversidade de nossa fauna e flora, sempre destacadas. A alegria estampada no décor assinado pelo arquiteto Rodrigo Dinelli remete a importantes questões que pautam os debates cotidianos, como a democratização racial e a preservação do meio ambiente. O Folia Tropical distribuído em três andares e em 2.500 m² – 500 a mais do que no ano passado -, é o camarote pioneiro do Sambódromo na venda de ingressos com a expertise do atendimento carinhoso dos donos aliada a serviço de primeira, tipo um oásis em plena folia. Assim posso definir. A venda de ingressos ampliou assim o acesso do público a dependências anteriormente restritas a convidados.

O Folia Tropical converteu-se em um case de sucesso no business do Carnaval carioca. O espaço também se notabiliza por brindar os frequentadores com apresentações de artistas do primeiro time da música brasileira. Na edição deste ano, participarão da festa Teresa Cristina, Moacyr Luz, Toni Garrido, Paralamas do Sucesso, Martinho da Vila, Gal Costa e Nelson Sargento. É um camarote de celebração à brasilidade no que essa tem de mais plural, harmônica e agregadora. Por isso mesmo, foram convocados expoentes da MPB dos mais variados gêneros musicais.

De sua relação com Newton Mendonça, Agnes, realmente, teve quatro filhos. Além de Mickael, Tiwana e Ton, o Folia Tropical é, sem dúvidas, mais um fruto da parceria e dedicação (Foto: Divulgação)

“Este ano, a ideia foi trazer algo ainda mais forte e humanizado, que pudesse servir de espelho para reconhecermos e valorizarmos as nossas verdadeiras origens. O Folia Tropical vai representar as faces do Brasil na Sapucaí, com a sua pluralidade de cores, culturas e etnias”, explica Rodrigo Dinelli.

Fachada Folia Tropical 2019 concebida pela arquiteto Rodrigo Dinelli

E o arquiteto que adora colocar a mão na massa e não dar apenas ordens, assim como Agnes que esta semana pôde ser vista em plena obra carregando placas da decoração, comenta: “Parece que foi ontem que vi o camarote nascer. Ao longo dessa jornada, sempre me preocupei em estampar a ‘cara do Brasil’ em suas paredes e passar mensagens importantes com o projeto, trazendo para a sua fachada diversos temas marcantes e brasileiros, como nossos bichos e aves em extinção, a floresta amazônica em alerta ao desmatamento e, até mesmo, a Zona Norte carioca para não deixar morrer a origem do samba O Brasil é considerado um país com uma enorme miscigenação étnica, como os indígenas, portugueses, holandeses, italianos, negros, japoneses, árabes, e etc. Mas não se pode dizer que há uma diferença racial entre os brasileiros, já que a raça humana é uma só. E é por isso que o projeto focará em nossas variadas etnias, que somadas, formam um só povo de muito calor, amor e beleza natural!”

“A ideia é fazer os foliões se sentirem orgulhosos filhos de nossa terra e, juntos, num grito de união, respeito e liberdade, mostrarmos a verdadeira face do Brasil que queremos para todos os nossos Carnavais”, frisa Rodrigo Dinelli

Dinelli nos revela que, na fachada principal, criou volumes desconstruídos para representar esse Brasil colorido e multifacetado que encanta o mundo todo. E como sempre valorizamos a arte original da nossa tão amada pátria, convidamos o artista goiano Hal Wildson para estampar nesses volumes a sua arte de “amor, raízes ancestrais e tramas do afeto”, como ele mesmo define.

De Hal Wildson: “Trabalho três temas centrais nas minha obras. São ele: amor, raízes ancestrais, tramas do afeto”

Nos interiores, ele fez questão de criar surpresas sensoriais com uma decoração totalmente diferente de tudo que vemos em outros camarotes. Além do verde sempre presente, representado pela grande variedade de plantas tropicais, este ano criou tetos e paredes feitos de frutas tropicais artificiais e túneis de flores desidratadas, brincando com cores e aromas diferentes pelos nossos interiores. “A ideia é fazer o foliões se sentirem orgulhosos filhos de nossa terra e, juntos, num grito de união, respeito e liberdade, mostrar a verdadeira face do Brasil que queremos para todos os nossos Carnavais”, frisa.

Já Hal Wildson participou de mostras em Nova York e Los Angeles, além de espalhar suas criações por todo o Brasil. Seu trabalho mais recente foi em parceria com a banda Natiruts, com a criação da capa e arte de Bundles do novo disco “I Love”. Segundo ele, a inspiração de suas criações para a Folia Tropical vem da cultura brasileira, valorizando suas vivências e transformando em poesias visuais aquilo que é mais importante: “pessoas”. Hal mistura a técnica de colagem e ilustração com caneta esferográfica, explorando cores vibrantes, a fauna e a flora do nosso país.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Folia Tropical 2019 canta as três raças de Paulo César Pinheiro; reflete os alagados da Favela da Maré de Herbert Vianna; reverencia a tropicália de Caetano, Gil, Gal, Mutantes, Tom Zé, Duprat; saúda os erês do Cidade Negra; exalta o samba que agoniza, mas não morre, do mangueirense Nelson Sargento. Não à toa, pela representatividade da diversidade como chancela em sua programação vem atraindo, cada vez mais, um público diversificado e um dream team de famosos.

Nas veredas tropicais do Folia todos têm sinal verde para festejar. Os idealizadores do camarote prepararam shows exclusivos para cada noite – entre os intervalos das escolas de samba. No dia 2, para abrir os trabalhos, tem o samba de Teresa Cristina, de Moacyr Luz e o Samba do Trabalhador, e o reggae de Toni Garrido. Nos dias 3 e 4, quando desfilam as escolas do Grupo Especial, haverá uma dobradinha samba-rock com Martinho da Vila e Os Paralamas do Sucesso.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No sábado das Campeãs, o line-up preserva um momento histórico: a tigresa tropicalista Gal Costa sobe ao palco do Folia Tropical em sua primeira apresentação da carreira na Marquês de Sapucaí. Para acompanhar o momento de ouro, o mangueirense Nelson Sargento foi convocado.

Paralelo ao palco, o folião tem uma palavra de ordem: delicinhas. No open bar, Chivas, Absolut, Red Bull, Mumm, Beefeater, Amstel, Aperol, Sagatiba, refrigerantes, sucos e água. No bufê liberado e com a perfeição do Aquim – um dos mais hypados da urbe-maravilha -, coquetel volante, mesa de frios, jantar, sobremesa e café da manhã.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quem for ao Folia contará ainda com Espaço Beleza (com maquiagem e penteados luxo), Espaço Zen (com massagem), customização de abadás, chapelaria, e serviço de concierge. Além, é claro, do serviço de transfer, na ida e na volta para o camarote com saídas da Zona Sul, pelo Clube Monte Líbano, na Lagoa, e da Zona Oeste, no Windsor Oceânico, na Barra.

E vocês pensam que a gente para por aqui?  O terceiro andar do complexo foi batizado Super Folia. Trata-se de uma área restrita apenas para quem adquiriu o passaporte Super Folia. Os “super foliões” desfrutam de um conforto único com um lounge vip e uma vista panorâmica exclusivíssima. Os super foliões tem ainda a opção de poder desfrutar de todas as atrações e áreas disponíveis no Folia Tropical localizadas no primeiro e segundo níveis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E o comprovante de qualidade? Ah, esse fica por conta da lista de estrelas que já escolheram o Folia Tropical para passar o Carnaval: Zeca Pagodinho, Alcione, Malu MaderMaria BethâniaCaetano Veloso, Fernanda Vasconcellos, Juliana Alves, Fernanda Gentil, Deborah Secco e por aí vai. Quer mais?

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como comprar:

https://ingressos.foliatropical.com.br/compras/

Credenciamento no Clube Monte Líbano:

É o local onde será efetuada a troca do voucher pelo kit folião, contendo ingresso oficial que dará acesso ao Sambódromo e, a camisa passaporte que é de uso obrigatório, além da saída de transfer para a Marquês de Sapucaí e customização da camisa.

Até dia 4/3 e dias 8/3 e 9/3 de 2019.

Horários:

Nos dias: 1/3, 2/3, 3/3, 4/3 e 9/3 – aberto de 14h às 23h

Após esses horários, não será autorizada a entrada no CREDENCIAMENTO.

Saída dos Transportes:

Zona Sul – Lagoa (Monte Líbano) : Sábado: 20h / 21h / 22h / 23h / 00h | Domingo, segunda e Campeãs: 19h15 / 20h15 / 21h15 / 22h15 / 23h15

Barra – Barra – Windsor Oceânico (Posto 3) : Sábado: 19h30 / 20h30 / 21h30 / 22h30 / 23h30 | Domingo, segunda e Campeãs: 18h45 / 19h45 / 20h45 / 21h45 / 22h45 / 23h45

Retorno dos Transportes:

A cada término do desfile das escolas de samba.

Customização no Credenciamento:

Nos dias: 1/3, 2/3, 3/3, 4/3 e 9/3 – aberto de 14h às 21h

Ordem dos desfiles

Sábado | DIA 2/3/2019: Grupo de Acesso

1° desfilar – Unidos de Bangu | 2º desfilar – Renascer de Jacarepaguá | 3º desfilar – Estácio de Sá | 4º desfilar – Unidos do Porto da Tijuca | 5º desfilar – Império da Tijuca | 6° desfilar – Acadêmicos do Cubango

Domingo | DIA 3/3/2019: Grupo Especial

1° desfilar – Império Serrano (21h15) | 2º desfilar – Viradouro | 3º desfilar – Grande Rio | 4º desfilar – Salgueiro | 5º desfilar – Beija Flor | 6° desfilar – Imperatriz | 7º desfilar – Unidos da Tijuca

Segunda | DIA 4/3/2019: Grupo Especial

1° desfilar – São Clemente (21h15) | 2º desfilar – Vila Isabel | 3º desfilar – Portela | 4º desfilar – União da Ilha | 5º desfilar – Paraíso do Tuiuti | 6° desfilar – Mangueira | 7ºdesfilar – Mocidade

Sábado das Campeãs | DIA 9/3/2019: Campeãs Especial

6° lugar (21h15) | 5º lugar | 4º lugar | 3º lugar | 2º lugar | Campeã

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,