Gente & Comportamento

Em sua coluna no site HT, o cirurgião plástico dr. Gabriel Basílio fala sobre as intervenções de Remodelamento Estético Funcional aliadas à Cirurgia Ortognática: “Harmonização facial mais completa”

Por conta de sua excelência e anos de estudo e prática da cirurgia ortognática, ele consegue trazer com bastante sucesso técnicas dessas intervenções também para a cirurgia plástica, com o objetivo de remodelamento estético funcional. "Tem aquelas pessoas que não gostam da forma do seu nariz, por exemplo, ou sentem falta de um preenchimento malar, ou que queiram melhorar o aspecto labial. Todas essas facetas da cirurgia plástica associadas às técnicas da cirurgia craniofacial, podem ser valorizadas com essa cirurgia completa, que levam a um resultado muito mais harmonioso e, ao meu ver, mais completo e belo”, sentenciou

Publicado em 10/04/2018 | Por Junior de Paula

O dr. Gabriel Basílio, cirurgião plástico com subespecialização em operações craniofaciais, sabe que sua profissão tem o poder de mudar a vida das pessoas. E, por isso, o capixaba de nascimento e carioca por amor faz questão de trilhar um caminho baseado no lado humano da Medicina. No consultório, na sala de cirurgia ou nas salas de aula da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), onde se especializou e hoje divide seus conhecimentos com os residentes da instituição, dr. Gabriel acredita em uma profissão que, claro, dê atenção à estética, mas sem deixar de lado, também, o trabalho de reconstrução e o lado social da medicina. Por isso, além dos procedimentos em prol do belo, ele também se dedica a cirurgias como as operações de lábio leporino e fenda palatina, algumas de suas paixões na área. “O que vem me animado nesses últimos tempos, desde a parte prática e de meus estudos acadêmicos, é que a unificação do meu aprendizado, que vem da cirurgia plástica e da cirurgia craniofacial, pode oferecer um serviço anti-idade, de rejuvenescimento, de remodelação e de harmonização facial mais completo”, contou o dr. Gabriel, que, na sua coluna dessa semana no site HT, escolheu abordar exatamente a forma como o acúmulo de experiências e excelência na utilização de técnicas diversas do seu trabalho faz com que ele consiga resultados de alto níviel. Um bom exemplo, são as intervenções de Remodelamento Estético Funcional aliadas à Cirurgia Ortognática. 

Leia também: Focado em exaltar o lado humano da cirurgia plástica, dr. Gabriel Basílio é focado em operação craniofacial e acredita na experiência da profissão: “Uma carreira precisa ser construída”

Dr. Gabriel Basílio em foto de Sérgio Baia

Mas o que vem a ser essa técnica Ortognática? “Sendo bem abrangente, é a cirurgia que visa restabelecer um padrão facial normal em pacientes adultos que apresentam alterações no desenvolvimento ósseo facial.  Principalmente àquelas relacionadas aos ossos maxilares e mandibulares, que visam corrigir deformidades da oclusão dentária – a mordida. E que, sem dúvida, favorecem os aspectos estéticos da face”, explica Dr. Gabriel Basílio. Por se tratar de uma intervenção maior e mais significativa, os pacientes que optam pela cirurgia ortognática não são aqueles que precisam de uma mudança discreta em um aspecto do rosto. Eles precisam, muitas vezes, reconstruir parte dos ossos maxilares. “Os pacientes que optam por esse tipo de cirurgia geralmente não se enxergam como uma pessoa bela, pois contam com uma deformidade craniofacial ou dentofacial acentuada. Às vezes o paciente tem o queixo muito grande e a maxila muito pequena, ou o inverso. Para exemplificar, lembremos do rosto do compositor brasileiro Noel Rosa, que tinha o queixo muito pequeno e a maxila muito grande. Temos como compensar essa deformidade com uma cirurgia óssea, tendo como resultado não só a estética, mas a melhora da  oclusão dentária – a mordida – , da acomodação e remodelamento da parte muscular que está inserida nesses ossos, a forma da pessoa falar e de se alimentar. Isso interfere em tudo”, exemplifica o médico.

Leia também: Entre bisturis e consultas, o cirurgião plástico Alessandro Martins se destaca pela sensibilidade com os pacientes e cuidado com a carreira acadêmica: “O nosso ofício é tratar de pessoas como um todo”

Por conta dessa interferência em toda a estrutura do rosto, o tratamento, para ser completo, deve ser alinhado com fonoaudiologia e ortodontia. “A interface com a odontologia é enorme. Vários excelentes cirurgiões dentistas estudam a cirurgia ortognática de maneira muito dedicada e excelente. O preparo anterior à cirurgia com um ortondontista qualificado é crucial para o sucesso da cirurgia e a manutenção do resultado posterior”, enfatizou. Por conta de sua excelência e anos de estudo e prática da cirurgia ortognática, ele consegue trazer com bastante sucesso técnicas dessas intervenções também para a cirurgia plástica, com o objetivo de remodelamento estético funcional. “Tem aquelas pessoas que não gostam da forma do seu nariz, por exemplo, ou sentem falta de um preenchimento malar, ou que queiram melhorar o aspecto labial. Todas essas facetas da cirurgia plástica associadas às técnicas da cirurgia craniofacial, podem ser valorizadas com essa cirurgia completa, que levam a um resultado muito mais harmonioso e, ao meu ver, mais completo e belo”, sentenciou. “Posso trabalhar em conjunto os ossos da maxila e da mandíbula trazendo benefícios estéticos muito favoráveis, inclusive com ganho funcional sobre a oclusão dentária, tornando o rosto mais harmônico e mais funcional e isso tem uma importância muito grande. Adiciono com a cirurgia plástica estética como em uma rinoplastia, e também com a volumetria facial com os preenchimentos de gordura e de ácido hialurônico, para poder dar um efeito de rejuvenescimento e harmonização facial integral ao meu paciente”, enumerou.

Dr. Gabriel Basílio em foto de Sérgio Baia

Um aspecto muito importante quando falamos desse assunto, é a recuperação dos pacientes pós-cirurgia. E, por isso, dr. Gabriel Basílio faz questão de ser bastante específico sobre o que esperar no pós-operatório. “A recuperação depende da quantidade de procedimentos associados. Mas o que tem que se ter em vista é o ganho estético funcional. Pode ser que fique um edema mais duradouro, que poderá durar por volta de até três meses, mas o importante é ser bem preparado para o procedimento e continuar o tratamento com um ortodontista usando um aparelho nos dentes e também ter o acompanhamento de um fonoaudiólogo. Outro dado importante é a alimentação. Ela precisa ser rica em proteína porque irá ajudar na cicatrização, mas desde que seja mais pastosa, pois isso vai facilitar a limpeza dos dentes e as próprias incisões, já que são todas escondidas dentro da boca e por dentro do nariz. Então é uma cirurgia com poucas incisões visíveis e que requer sim, alguns cuidados no pós operatório”, elencou.

Leia também: Na cirurgia plástica, Dr. Alessandro Martins e Dr. Gabriel Basílio apontam crescimento da procura pelos homens, novas tecnologias para a pele negra e perfis dos pacientes de hoje 

Uma outra questão bastante importante é que, por ser uma operação que pode mudar bastante o rosto de um paciente, o pós-operatório também passa por uma recuperação da auto-estima, que, muitas vezes, era ausente no paciente antes do procedimento. “Na verdade é uma cirurgia que muda muito a aparência da pessoa, então o paciente deve estar preparado psicologicamente para isso. As consultas pré-operatórias precisam ser bem detalhadas pelo cirurgião, que explicará cada passo do processo e vai tentar trabalhar as expectativas adequando-as à realidade, o que é muito difícil. Então por vezes pode-se lançar mão de uma equipe multiprofissional qualificada com enfermeiro, psicólogo, fonoaudiólogo e ortodontista por exemplo. Manter o paciente estimulado durante todo tratamento que não se resume ao ato cirúrgico e sim ao preparo ortodôntico pré e pós operatório, a fonoaudiologia e aos cuidados alimentares. Esse detalhamento é importante para buscar o melhor resultado possível”, lembrou. “Todo caso é especial. Essa cirurgia emociona pela sua potencialização de resultados e pela associação de técnicas muito apuradas. A felicidade de cada paciente é nosso objetivo”, finalizou o Dr. Gabriel Basílio. 

Contato: dr. Gabriel Basílio

Telefone: (21) 2286-1692
Facebook:
clique aqui
Instagram: @drgabrielbasilio

Pesquisas relacionadas

, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,