Gente & Comportamento

Dr. Alessandro Martins: como obter um melhor resultado após uma adbominoplastia

Em sua coluna semanal no site HT, o cirurgião plástico fala sobre os cuidados pós-operatórios para um resultado duradouro e bonito

Publicado em 10/07/2018 | Por Junior de Paula

(Foto: Sergio Baia)

Como a dieta pode interferir no resultado da abdominoplastia

A abdominoplastia é a cirurgia que trata a flacidez abdominal – conhecida como “abdome em avental”, associada ao fechamento dessa musculatura, melhorando o contorno corporal, resolvendo a barriga e dando definição de cintura. A abdominoplastia trata a gordura que está abaixo da pele, já a gordura de dentro da barriga, dos órgãos abdominais chamada de gordura visceral não pode ser removida por cirurgia. O que reduz essa gordura é uma dieta balanceada, (deverá ser acompanhada por um médico especializado) e atividade física. Se um (a) paciente com muita gordura visceral fizer uma abdominoplastia ele (a) continuará com o contorno abaulado conhecido como ” estômago alto”. Essa gordura dá volume ao abdome e o resultado não fica harmonioso.
Da mesma forma, se um (a) paciente operar o abdome e continuar se alimentando mal, não fazendo atividade física, irá engordar não só na área operada como a gordura visceral também irá aumentar, comprometendo o resultado da cirurgia.

Leia Mais: Com especialização em reconstrução de mama pós-mastectomia, dr. Alessandro Martins explica possibilidades, aponta pesquisas e afirma: “Nada é mais importante do que você ter a sua paciente feliz” 

A lenda de quem opera o abdome nunca mais terá barriga, é falsa.

Um ponto importante é quanto peso o (a) paciente pode ganhar neste pós operatório. É preciso ter atenção e cuidado! Sendo assim, toda cirurgia não dispensa uma dieta adequada, hábitos de vida saudáveis e atividade física garantindo um resultado bonito e duradouro.

Leia Mais: Em sua coluna sobre cirurgia plástica no site HT, dr. Alessandro Martins fala sobre o contorno corporal: “É importante respeitar o biotipo de cada um e suas diferenças corporais para se obter uma harmonia”

Alimentação no pós operatório

A dieta no pós operatório imediato deve ser rica em proteínas como carne, peixe, frango e ovos que ajudam a síntese de colágeno – proteína que o corpo tem que produzir para construir a cicatriz. Não adianta ingerir colágeno pronto pois esse não é absorvido desta forma. Os comprimidos de colágeno são digeridos como qualquer outra proteína e logo se tornam aminoácidos que irão ser o substrato para síntese de qualquer proteína, podendo ser como colágeno ou qualquer outra produzida pelo corpo. Tomar colágeno ou comer carne ou ovos, funcionam da mesma maneira. Frutas cítricas ricas em vitamina C são importantes na síntese de colágeno e no processo cicatricial. Beber muito líquido e comer folhas são importantes para ajudar no trânsito intestinal. A prisão de ventre é comum no pós operatório.

Leia Mais: Dr. Alessandro Martins tira as dúvidas dos leitores do site HT sobre lipoaspiração: “O mais importante é que você procure um médico que seja membro da sociedade brasileira de cirurgia plástica” 

Se vocês tiverem alguma dúvida, escrevam, pois terei o maior prazer em responder!

Até a próxima!

Contato: dr. Alessandro Martins

Facebook: clique aqui 
Instagram: @dr.alessandromartins

Pesquisas relacionadas