Viagem & Gastronomia

Olá, Peru! O Site HT desembarcou em Cusco para uma expedição deluxe; e a gente conta como foi o primeiro dia!

Nossa primeira parada na terra dos Incas vai servir como aclimatação e preparação para a jornada pela trilha superexclusiva da Lares

Publicado em 11/06/2015 | Por Junior de Paula

E cá estamos! Como contei, o site HT foi convidado pela Lares Adventure para conhecer a trilha alternativa – exclusivamente explorada por eles – que leva os turistas de Cusco a Machu Picchu, proporcionando uma imersão cultural em roteiros de multiatividades no qual você escolhe no dia anterior qual o passeio vai fazer no dia seguinte. Entre mergulhar na cultura da população local, uma caminhada leve ou um trekking mais pesado, a escolha é sua e, no fim do dia, um lodge com quartos deluxe e jacuzzi particular esperam por você para recarregar as energias.

IMG_7261

Bom, mas antes disso tudo é preciso se acostumar à altitude da região (que pode chegar a mais de 4 mil metros de altura) e, por isso, a Lares Adventure preparou para a gente dois dias de aclimatação em Cusco, o coração do império Inca, e cidade que serve de base para muita gente explorar a região – que inclui o Vale Sagrado e Machu Picchu. Saímos de São Paulo na manhã de terça-feira (09/06) com destino a Lima para uma curta conexão até o nosso destino final, em Cusco. A viagem de Lima a Cusco, aliás, vale um lugar na janela do avião para acompanhar as montanhas crescerem e observar como as paisagens mudam em pouco mais de uma hora de voo. O pouso em Cusco é para corações fortes, diga-se de passagem, já que o aeroporto fica numa pequena planície rodeada de morros por todos os lados, fazendo com que a aterrissagem possa ser confundida com um quase mergulho.

São e salvos – mas um pouco sem ar, por conta do oxigênio rarefeito na altitude – desembarcamos direto no hotel El Mercado, um local cheio de charme que faz parte do Mountain Lodges of Peru, grupo do qual a Lares Adventure é um dos braços. O quarto leva a sério a ideia de cama King e a ducha é daquelas que te fazem acordar antes para poder passar mais tempo e não se atrasar para os compromissos. Sem falar nos pequenos cuidados, como chaleira, cafeteira, cesta de frutas e muitas garrafas d’água para se hidratar. Uma das dicas mais importantes que a turma da Lares Adventure deu para a gente minimizar o efeito da altitude é o de tomar muita, mas muita água. É que organismo se desidrata muito mais rápido com o ar rarefeito e a dor de cabeça e o enjoo característicos do Soroche -o mal da altitude – são nada mais, nada menos do que desidratação. Por isso, água vai ser nosso melhor amigo por aqui.

Depois de instalados e um pequeno tour de reconhecimento pelo hotel, era hora de experimentar o restaurante La Taberna, que fica dentro do El Mercado, que entre outras coisas serve um gostoso risoto de quinua – que aqui vira, assim, um Quinotto – e ceviches bem saborosos. Eu, que não sou fã de frutos do mar, acabei me rendendo à culinária peruana já na primeira noite. Depois, uma volta pela Plaza das Armas, epicentro da vida noturna – e diurna – de Cusco, e eu já estava pronto para dormir, já que o dia seguinte tinha uma programação intensa e começava bem cedo. Amanhã tem mais.

Pesquisas relacionadas