Cinema & TV

Sucesso em “Carinha de Anjo”, do SBT, Carlo Porto comenta como é ser estereotipado de galã nos bastidores: “A beleza já se comunica por si só, mesmo antes de eu abrir a boca”

Depois da estreia da novelinha infantil, o ator teve seu perfil no Instagram aumentado de oito mil seguidores para mais de 149 mil. Sobre essa sua relação expressiva com o público mirim da novela, Carlo brincou dizendo que tenta dar atenção a todas as mensagens. "Eu tento, dentro do máximo que posso, acompanhar e retribuir todo o carinho que recebo. Não é fácil porque o número de fãs só aumenta"

Publicado em 01/02/2017 | Por Julia Pimentel

Entre as crianças, a novelinha “Carinha de Anjo” é unanimidade. No ar no SBT, a trama infantil, que estreou no final de novembro de 2016, já superou recordes de audiências e continua surpreendendo a cada capítulo. Junto ao sucesso do folhetim, que é inspirado na versão original mexicana “Carita de Ángel”, atores pouco conhecidos se destacam pela brilhante atuação com a criançada. Um destes exemplos é Carlo Porto, que na trama interpreta Gustavo, empresário e pai de Dulce Maria (Lorena Queiroz). Com a repercussão super positiva da novela, o ator ganhou ainda mais destaque e visibilidade para sua promissora carreira artística.

Empolgado com o sucesso em “Carinha de Anjo”, Carlo destacou o profissionalismo de toda a equipe. Como ressaltou, apesar de ser um trabalho com crianças e para um público infantil, a exigência não diminui. E, para ele, é justamente este o fator que garante e justifica o sucesso da novela. “A emissora entende que este mercado é altamente exigente e que deve ser atendido em todas as suas expectativas. Isso me faz pensar que o sucesso da novela é consequência do excelente nível do trabalho que está sendo realizado por todas as peças que compõem esta grande máquina. Vendo tudo isso acontecer, me sinto ainda mais motivados a dar o meu melhor pra este público que é tão especial, receptivo e aberto”, disse.

Em “Carinha de Anjo”, Carlo Porto interpreta Gustavo (Foto: Beto Fernandes)

Na história escrita por Leonor Correa e dirigida por Ricardo Monotanelli, Carlo Porto interpreta um homem traumatizado pela morte da jovem esposa. Depois do episódio, Gustavo, personagem do ator, resolve viajar para a Europa e deixa a filha, protagonista da trama, em um internato. Sobre a experiência paterna, Carlo contou que o aprendizado na ficção já despertou uma vontade pessoal. Ele, que ainda não é pai, confessou que já pensa em trazer a função de seu personagem para a vida real. Para interpretar Gustavo com maestria, Carlo foi pesquisar a relação de pai e filho dentro e fora do universo artístico. “Fiz uma preparação antes de iniciarmos as gravações. No laboratório, procurei me alimentar das referências que estão na vida, no cinema e na arte de um modo geral. À medida que vou gravando, sinto que vou aprofundando o entendimento sobre esse universo”, explicou Carlo que preferiu não assistir a versão original, do México, para construir seu personagem. “Achei que o nosso público merecia um olhar novo sobre estes personagens e eu tive o suporte de pessoas que me ajudaram a encontrar o caminho”, completou.

Se a novelinha é um sucesso indiscutível na televisão para a criançada, na internet não poderia ser diferente. Em nossa atual sociedade moderna e conectada, em que os pequenos já nascem com os celulares e tablets nas mãos, a repercussão online é uma consequência mais que natural. Prova disso são os números impressionantes de “Carinha de Anjo” nas redes sociais. Em dois dias de novela no ar, o perfil da trama já ultrapassava os 500 mil seguidores. Já a conta de Carlo Porto no Instagram saltou de oito mil seguidores, antes do folhetim, para 149 mil hoje em dia. Em relação a esse boom online que a novela trouxe à vida do ator, ele nos contou que vê as redes sociais como uma extensão de sua atuação na novela. “Nosso público é muito passional e quer tudo o que nós pudermos dar para ele. E as redes sociais criam um elo direto conosco. Então, através delas, os fãs se comunicam e nós podemos ter um retorno imediato sobre tudo. Eu tento, dentro do máximo que posso, acompanhar e retribuir todo o carinho que recebo. Não é fácil porque o número de fãs só aumenta! Mas o importante é que é muito prazeroso”, apontou.

Depois que estreou na novelinha, o perfil do ator pulou de oito mil seguidores para mais de 149 mil (Foto: Beto Fernandes)

E por falar nessa geração multiconectada que acompanhamos hoje em dia, Carlo Porto destacou as principais diferenças dessas crianças para a época de sua infância. O ator, que hoje tem 35 anos, porém, afirmou que as novas tecnologias também trazem riscos e consequências para os futuros adultos. “Na minha época, o caminho para a informação era problemático. Hoje, é instantâneo. As crianças já nascem com diversos níveis de conhecimento e isso as possibilita ter contato com qualquer assunto que esteja acontecendo no mundo agora. Por outro lado, as relações interpessoais, por exemplo, também estão mudando. Já estamos começando a descobrir os aspectos positivos e negativos de tudo isso. Sendo assim, penso que a responsabilidade dos pais de hoje é maior do que em qualquer outro tempo”, analisou.

Apesar de este momento na vida de Carlo Porto ser destinado ao trabalho em “Carinha de Anjo” e para receber todo o carinho do público infantil que o abraçou nesta empreitada, o ator revelou que mantém a paixão pelo teatro viva em sua carreira. Ele que, na televisão já atuou em “Alto Astral” e “Lara com Z”, ambas da Globo, e no teatro fez três peças, sendo a última em 2012, contou que tem planos para o segundo semestre deste ano. “Um grande autor amigo meu, Thiago Ciccarino, está escrevendo um texto para o teatro que pretendemos montar ainda no segundo semestre. Queremos falar de poder e suas relações. Mesmo assim, nesse momento, meu foco de atenção está voltado para a televisão”, adiantou.

Antes do trabalho para o público infantil, Carlo Porto já havia feito uma novela e uma série na Globo (Foto: Beto Fernandes)

O fato é que, seja no teatro, na televisão ou na internet, um fator é unânime a Carlo Porto. Dono de um belo par de olhos verdes e um sorriso encantador, o ator, que antes trabalhava como modelo, confessou que ser o bonitão dos sets não é tarefa fácil. Segundo ele, o estereótipo de galã é uma realidade àqueles que se destacam pela beleza. No entanto, mais que isso, Carlo Porto ressaltou que sua missão é provar a cada trabalho que ele vai além do que um rosto bonito. “A beleza já se comunica por si só, mesmo antes de eu abrir a boca. É preciso um esforço extra pra não deixar que isso seja o principal condutor de uma carreira. É por isso que a pesquisa não pode parar, a busca não termina nunca. O artista precisa sempre se colocar em um lugar onde não esteve antes”, disse Carlo que garantiu que esta situação não o incomoda. “Isso pra mim é um motor e me faz sair daquele lugar óbvio. É preciso dar um passo neste sentido todos os dias, em todas as situações. Desde sempre, uma das funções do artista, é fazer pensar, fazer com que, através da sua arte, haja a reflexão e, a partir dela, se tire conclusões que estão para além das obviedades. O que não é uma tarefa fácil”, acrescentou o ator Carlo Porto.

Pesquisas relacionadas