Cinema & TV

Na apresentação do programa “Destino Certo”, Mel Fronckowiak contou que se considera uma “viajante convicta”: “Eu acho que nenhuma bolsa Chanel acrescenta tanto na nossa vida como uma viagem”

Engajada na causa de Fábio Bibancos e sua Turma do Bem, a atriz e apresentadora participou da 11ª edição do Sorriso do Bem. Por lá, ela ressaltou a importância de um sorriso saudável. "Eu me sinto péssima quando vejo uma criança que não tem condições financeiras de um tratamento e não consegue brincar e nem interagir com as pessoas porque não tem vontade de sorrir e de ser quem ela é"

Publicado em 10/11/2016 | Por Julia Pimentel

Ela é linda, talentosa e plural. Mais que isso: Mel Fronckwiak é engajada e consciente. Parceira e convidada especial de Fábio Bibancos para a 11ª edição do Sorriso do Bem, evento anual que reconhece o trabalho social desenvolvido pelos profissionais voluntários da ONG Turma do Bem, a jornalista, modelo e atriz contou ao HT sobre sua relação com a organização. “Eu conheci a Turma do Bem há quatro anos através de amigos em comum com o Fábio. Meio desavisada e sem ainda saber o que era, eu fui a São Paulo ver de perto. Chegando lá, eu fiquei encantada pelo trabalho grandioso que todos os integrantes fazem. Por isso, eu acho que quando definimos a ONG como uma instituição que ajuda crianças sem condições financeiras a consertar o sorriso é muito raso frente ao que a Turma do Bem faz. Eu acho que o que o Fábio Bibancos e os outros dentistas devolvem a esses jovens e mulheres vítimas de violência é muito mais que uma estética. E quanto mais eu fui me aprofundando e conhecendo as histórias e personagem que compõem a ONG, eu fui me apaixonando. Hoje, eu faço de tudo para estar sempre presente, porque eu gosto de conviver com essas pessoas e escutar as histórias”, disse Mel que também foi porta-voz e divulgadora do trabalho de Fábio Bibancos para o namorado Rodrigo Santoro. “Ele já tinha ouvido falar no projeto, mas eu confesso que tenho uma parcela de responsabilidade nesse engajamento do Rodrigo”, revelou.

Mel Fronckowiak e Rodrigo Santoro - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Mel Fronckowiak e Rodrigo Santoro – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Leia também: Oscar da Odontologia: Fábio Bibancos e colaboradores da ONG Turma do Bem elegem o dentista no mundo que mais mostrou engajamento no desejo de transformação

Leia também: Durante a 11ª edição do Sorriso do Bem, Fábio Bibancos conversa com o HT e comenta a importância do evento e o estado da saúde bucal do Brasil: “Uma desgraça”

Leia também: Sorriso do Bem: Fábio Bibancos e o time da ONG Turma do Bem promovem encontro anual que ensina e premia os profissionais da odontologia

E faz mesmo! Mel, que confessou ter um “coração mole”, contou que gostaria de ajudar uma infinidade de outros projetos que possuem causas louváveis. No entanto, para conseguir se dedicar da forma que quer, a atriz escolheu a Turma do Bem como iniciativa para apoiar de perto. Ela, inclusive, destacou a importância de cada um de nós ajudarmos essas diferentes iniciativas para, juntos, construirmos uma sociedade melhor e mais humana. “Eu acho que no mundo existem diversas causas maravilhosas. Se cada um puder escolher apenas uma para apoiar, que é o que eu faço com a Turma do Bem, vai ser um passo para o futuro. É muito triste saber e ver essa realidade e não fazer nada. Por isso que iniciativas assim me sensibilizam tanto”, argumentou Mel que reforçou a indiferença de algumas pessoas às situações mais difíceis que não fazem parte de seu cotidiano. “Tem gente que nem sabem das dificuldades e condições do outro. Infelizmente. Ao mesmo tempo, que bom que elas não precisam ter esse tipo de preocupação e problema. Mas a gente precisa saber que existem outras pessoas vivendo diferentes situações e condições e que não podemos ignorar. Eu acho que a realidade continua existindo mesmo que a gente às vezes tente ignorar”, analisou.

Mel comentou sobre o seu engajamento no projeto da Turma do Bem e a questão da saúde bucal no país - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Mel comentou sobre o seu engajamento no projeto da Turma do Bem e a questão da saúde bucal no país – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Mas não é de hoje que Mel Fronckowiak tem essa preocupação social com o outro. A atriz, que cresceu com crianças carentes na Instituição fundada por sua avó em Pelotas, cidade natal de Mel, desde pequena tem o desejo de mudança ssoa não sorri porque não tem dentes e nem dinheiro para um tratamento odontológico. Eu acho que o nosso governo não é efetivo nesse sentido, porque não dá a real importância ao assunto. Uma prova disso é que o kit de saúde bucal não vem na cesta básica”, afirmou ela que foi além: “Eu me sinto péssima quando vejo uma criança que não tem condições financeiras de um tratamento e não consegue brincar e nem interagir com as pessoas porque não tem vontade de sorrir e de ser quem ela é. Para onde esse jovem pode ir a partir do momento que ele não se assume e não se mostra para o mundo?”, questionou.

Mel em bate-papo com HT em um dos salões do Palace Hotel - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Mel em bate-papo com HT em um dos salões do Palace Hotel – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Além de seu trabalho de conscientização social, Mel Fronckwiak continua com seus projetos profissionais a todo vapor. A bela atriz, que deslanchou na carreira no papel de Carla Ferrer em “Rebeldes” há nove anos, hoje integra o elenco de “3%”, a primeira série totalmente brasileira produzida pela Netflix que estreia este mês na plataforma. Fora este trabalho, Mel segue com seu programa “Destino Certo” no canal +GloboSat. Por lá, ela, que além de atriz, modelo e apresentadora, também é formada em jornalismo, apresenta as cidades de maneira diferente. “É um programa super interessante, porque mostra lugares não tão óbvios de um viajante. Neste trabalho, a gente divide os episódios por temas, como vinícolas e estradas”, contou.

E este é, de fato, um trabalho que é a cara de Mel Fronckowiak. “Viajante convicta” como ela mesma se intitulou, a atriz acredita na importância das novas experiências para a construção de um conhecimento global. “Eu acho que nenhuma bolsa Chanel acrescenta tanto na nossa vida como uma viagem. É maravilhoso poder estar em vários lugares do mundo e desbravar tantas culturas e culinárias diferentes. No final dessas experiências, a gente deita na cama do hotel e vê como todos nós somos muito parecidos como seres humanos e compartilhamos das mesmas angústias e sentimentos. Eu acho que isso é o mais enriquecedor”, avaliou.

A atriz, modelo e jornalista está à frente de um programa de viagem na TV - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

A atriz, modelo e jornalista está à frente de um programa de viagem na TV – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Com tantos talentos, beleza e simpatia, engana-se quem pensa que a carreira construída por Mel foi fácil ou sem esforço. Curiosa, ela estudou e se dedicou às novas experiências para que pudesse colher do sucesso almejado. “Eu comecei fazendo jornalismo no Sul. Em determinado momento eu recebi um convite para ser modelo em São Paulo e fui muito pela curiosidade de sair do interior e conhecer a cidade grande. Lá, eu trabalhei por quase cinco anos, viajei por alguns países e tive uma carreira muito legal. Só que esse mundo é menor do que a gente imagina. Foi aí que eu comecei a fazer muitos testes para publicidade na televisão e, por isso, passei a estudar teatro. A partir daí, eu participei de processos e fiz participações em novelas até ser convidada para integrar o elenco protagonista de ‘Rebeldes’ na Record”, relembrou.

A atriz lembra o passado como Rebelde e o grande sucesso com o público - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

A atriz lembra o passado como Rebelde e o grande sucesso com o público – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Sobre a novelinha teen, Mel Fronckowiak acredita que o sucesso estrondoso logo na estreia tenha sido em função da popularização mundial da trama antes mesmo de chegar ao Brasil. “Já era uma novela que tinha credibilidade em outros países e fãs pelo mundo. Na Record foi um projeto muito interessante que acarretou em toda uma carreira musical com shows pelo Brasil. Foi um trabalho que me demandou muita dedicação, mas que me proporcionou fãs que me acompanham até hoje Brasil afora”, contou Mel que, em função da paixão pela escrita, documentou as histórias de bastidores na obra “Inclassificável – Memórias da Estrada”. “Em 2013, eu lancei um livro contando do que a gente viveu na estrada de ‘Rebeldes’. Foi um trabalho muito gostoso e que despertou minha vontade de continuar escrevendo”, contou Mel Fronckowiak que não abandonou sua veia jornalística.

Fábio Bibancos, o ator João Vitti e Mel brincando com o dentista Leonardo Ganzarolli, integrante da Turma do Bem - Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

Fábio Bibancos, o ator João Vitti e Mel brincando com o dentista Leonardo Ganzarolli, integrante da Turma do Bem – Foto: Poços de Caldas (MG): Henrique Fonseca

 

Pesquisas relacionadas