Cinema & TV

“O Rastro”: Leandra Leal estrela filme de terror que conta a história da saúde pública do Rio de Janeiro

Além de Leandra Leal, o filme também conta com as presenças de Rafael Cardoso, Felipe Camargo, Claudia Abreu

Publicado em 22/03/2016 | Por Leonardo Rocha

Leandra Leal está cada vez mais perto de se tornar a próxima artista brasileira a desembarcar em Hollywood. Isso mesmo! Talento é o que não falta para a jovem atriz, que começou a carreira em 1990, na novela “Pantanal”, da extinta Rede Manchete e, hoje, colhe os frutos do sucesso internacional do longa “O Lobo Atrás da Porta”. Vencedora do troféu de melhor atriz do Prêmio Ibero-americano de Cinema Fenix, Leandra enfrenta um novo desafio este ano: emplacar o filme de terror “O Rastro” (The Trace We Leave Behind) - uma parceria com a MGM, Imagem Filmes e a Lupa Filmes, que pretende contar de forma ainda mais assustadora a crise no sistema de saúde do Rio de Janeiro. (Se é que isso é possível). Fabien Westerhoff e Bia Caldas serão os produtores executivos do longa, que também promete quebrar o preconceito do público brasileiros com as produções de terror nacionais.

Crise no sistema de saúde do Rio de Janeiro ganha filme de terror

Crise no sistema de saúde do Rio de Janeiro ganha filme de terror

Esta é uma rara coprodução entre o Brasil e Estados Unidos em filmes de gênero. A colaboração entre as produtoras tem a intenção de conquistar o sucesso de bilheteria no Brasil, mas também exportar para outros países, especialmente os Estados Unidos.

Segundo André Pereira e Malu Miranda, produtores da Lupa Filmes, o objetivo da equipe é criar uma história tradicional de casa assombrada. “É preciso fazer algo que está enraizado na cultura do nosso país, foi quando pensamos em um hospital, nas inúmeras instituições de saúde que estão fechando no Rio, e na política por trás disso.”

“O Rastro”, que será dirigido por J.C. Feyer, começou a ser filmado nesta semana e conta com a participação da atriz Cláudia Abreu e dos atores Rafael Cardoso e Felipe Camargo. Na história, João é um médico que trabalha à noite em um hospital público do Rio, que está prestes a ser fechado devido à crise econômica brasileira. Ele é encarregado de coordenar a transferência de pacientes, mas com o desaparecimento de um deles, ele é gradualmente arrastado para um mundo obscuro na tentativa de localizá-lo.

Pesquisas relacionadas