Cinema & TV

Festa da próxima novela ‘’O Tempo Não Para’’ agita o Museu do Amanhã

Com direção de Mário Teixeira, a próxima novela das 19h, cuja estreia está marcada para o dia 31 de julho, irá acompanhar as aventuras de uma família do século XIX que é congelada e desperta mais de 100 anos depois na moderna São Paulo.

Publicado em 17/07/2018 | Por Thaissa Barzellai

Conhecido pela tecnologia e visão futurística exibida em suas exposições, o Museu do Amanhã, localizado no Centro do Rio, viajou pelo tempo e retrocedeu mais de 100 anos durante a festa de lançamento da nova novela das 19h, ‘’O Tempo Não Para’’, realizada nesta segunda-feira, 16. Entre exposições sensoriais e interativas que exploravam as grandes mudanças que a humanidade tem vivido ao longo dos anos e corredores iluminados com cores azuladas, o elenco que estava em peso recebeu amigos e convidados, entre eles Nego do Borel, para embarcarem no navio da família Sabino Machado, protagonistas da trama, e nas aventuras que se desenrolam a partir dessa viagem. Entre os atores presentes, estavam Edson Celulari, Juliana Paiva, Cléo Pires, Cris Vianna, Nicolas Prattes, e muito mais! 

Com direção de Mário Teixeira, a história conta a trajetória dessa família do século XIX que, ao sofrer um naufrágio do navio Albatroz, fica congelada e desperta 132 anos depois, já nos dias atuais, em São Paulo, de modo que precisam aprender a lidar com os choques culturais. E na noite passada foi impossível não mergulhar nessa aventura. Logo de cara, os convidados tiveram a oportunidade de interagir com imagens dos personagens congelados exibidas na mostra ‘’Congelados do Tempo’’ e viver por meio de uma experiência sonora a viagem da família mais famosa do século passado desde o naufrágio até a chegada no mundo moderno na mostra ‘’Sons do Tempo’’. Além disso, foram exibidos os figurinos antigos e contemporâneos da trama. Nessa exibição, o traje mais comentado foi o da Marocas, interpretada por Juliana Paiva, que fez questão de explicar sobre o seu figurino e tirar fotos no iceberg que gerava o efeito de congelamento exposto logo na entrada.

Juliana Paiva posa para os fotógrafos durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: Cesar Alves)

Acompanhada dos pais, Gilmar dos Santos e Maria Cristina, Juliana era uma das estrelas mais esperadas da noite, afinal seu papel é essencial para a trama e já está dando o que falar. Determinada e destemida, Marocas é filha de Dom Sabino (Edson Celulari) e foi criada como homem para assumir a herança da família. ‘’Ao mesmo tempo que ela tem aula de etiquetas, ela também vai a luta. É uma personagem cheia de vertentes, humanitária demais. A gente vai falar sobre a abolição da escravidão e ela é abolicionista em um tempo onde a mulher não tinha palavra. Ela acredita muito no romantismo, que não é simplesmente você ficar suspirando por alguém, mas lutar por algo que você acredita e de repente até morrer por essa causa’’, conta a atriz. Embora os tempos fossem outros e o feminino fosse apenas um devaneio, a jovem, sem saber, carrega em si traços do que hoje é chamado de feminista e, sem dúvidas, não ficaria calada. ‘’Ela seria uma dessas ativistas. Se a gente colocasse a Marocas nos dias de hoje, ela iria para as ruas lutar pelo o que ela acredita’’, diz.

Juliana Paiva posa para os fotógrafos durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: Cesar Alves)

O romantismo não está só nos ideais. Uma das primeiras a despertar em 2018 nas águas paulistas, a jovem, que vai ficar deslumbrada pela descoberta desse novo universo, não vai perder tempo para fisgar um peixão e muito menos para criar confusões no mundo moderno. Resgatada pelo surfista e empresário Samuca (Nicolas Prattes), Marocas vai despertar uma paixão no rapaz. ‘’A primeira paixão seria mais do olhar dele para ela, porque ela está muito perdida para conseguir visualizar alguma coisa, mas vamos ver como eles vão se moldar um no outro porque ele vai ter que cortejar, pedir autorização dos pais. É um outro romance’’, diz. O que ela não sabe, no entanto, é que Samuca não é solteiro e vai precisar lidar com Betina (Cléo Pires), que vai fazer de tudo para manter a distância entre os dois.

Elogiada pelo público pelos últimos trabalhos como coadjuvante nas novelas ‘’A Força do Querer’’ (2017) e ‘’Totalmente Demais’’ (2015), Juliana Paiva encara agora a responsabilidade de protagonista. No entanto, determinada como a personagem, a jovem compartilha a experiência com todos da equipe e se mostra pronta para qualquer desafio. ‘’No dia a dia de gravação, cada vez que eu visto o figurino dela, eu penso que é isso o que eu queria e é uma realização. Eu acho que na vida tem que ser assim: quando você realmente acredita em alguma coisa, você corre atrás – claro, sem passar por cima de ninguém -, e se o que você quer é o seu sonho, as coisas realmente acontecem’’, declara a atriz que se apaixonou pela personagem à primeira vista.

Paparicado pela mãe Giselle Prattes, Nicolas Prattes posa para os fotógrafos durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: AgNews)

Assim como Juliana Paiva, Nicolas Prattes roubou todos os holofotes para si durante o lançamento ao chegar acompanhado da mãe, Giselle Prattes, também atriz. Aos 21 anos, o jovem é uma das grandes apostas da novela e ficou encarregado de ser a metade de um dos casais mais esperados e inusitados da trama: Marocas e Samuca. Logo no primeiro episódio, o surfista irá resgatar a jovem do século XIX no meio das ondas e será aniquilado por um sentimento que nem ele é capaz de compreender. ‘’Foi um fascínio, não foi amor. Ele não se importa que vai morrer, ele só pensa em salvar aquela mulher para ela não morrer afogada. Ele é um cara muito centrado e no comando de tudo. Marocas é a primeira mulher que faz ele faltar uma reunião da empresa dele, por exemplo, e ele fica questionando o que está acontecendo até falar ‘’Eu estou apaixonada por ela’’, formando esse sentimento que só aflora’’, conta Nicolas.

Não é só na novela que o casal tem tudo para dar certo. Desde o início das gravações, saíram rumores de que Nicolas e Juliana estariam em um relacionamento, criando um alvoroço ainda maior em torno da dupla. Ciente disso, Prattes foi preparado para responder qualquer tipo de perguntas e sem perder a simpatia foi bem direto, assim como a sua parceira de cena: só há um casal, e ele é Marocas e Samuca. No entanto, embora tenha negado, o ator admite a química com a atriz e entende toda a repercussão em volta deles. ‘’No primeiro encontro que tivemos, a gente imaginou que isso iria acontecer. Os dois solteiros, fazendo casal, em um momento da carreira muito bacana, fazendo um trabalho importantíssimo. Se quando a novela for pro ar a galera continuar achando isso, vai ser maravilhoso porque significa que acha que tem química e eu digo que tem química, eu não posso negar’’, brinca.

Nicolas Prattes posa para os fotógrafos durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: AgNews)

Assim como a vida real, nem tudo são flores e o casal, caso decida ficar juntos, vai ter que enfrentar a fúria passional e ciúmes da namorada do surfista, Betina. De acordo com Nicolas, embora Cléo Pires seja a epifania da sexualidade brasileira, dar o famoso pé na bunda dela nas telinhas foi mais fácil do que ele imaginava. ‘’Cléo é uma pessoa que atrai, é muito gostoso estar trabalhando com ela, mas na novela é algo muito do início. Por exemplo, não tem cena dos dois como casal porque há cenas antes e depois de Marocas. Antes, sou eu surfando, então quando chega a Betina aquele raio já atingiu o Samuca e é difícil olhar para a pessoa com aquele olhar que você olhava antes., então é uma coisa que para mim não foi difícil’’, afirma.

Garota Versace! Cléo posa com look dourado durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: AgNews)

Se para Prattes o jeito passional de Betina não atrai mais o jovem Samuca, para Cléo a relação já não é a mesma. Segundo a atriz, que foi uma das últimas a chegar à festa vestida de Versace da cabeça aos pés, a personalidade cheia de atitude e modernex, como gosta de defini-la, foi um dos atrativos da personagem. Como artista, sente-se atraída por papéis capazes de representar todo o seu girl power. ‘’Eu gosto de acreditar que as pessoas pensam na gente e querem nos desafiar e não só dar papéis que tenham a ver conosco. Eu adoro fazer essas mulheres que são muito fortes, mas também não tem tudo resolvido na vida, não são perfeitas e saem do trilho’’, conta a atriz que não quis dar muitos spoilers sobre os loucuras que a personagem irá aprontar durante a trama.

As polêmicas amorosas não são as únicas facetas de Samuca. Ao lado de Betina, o surfista comanda a empresa SamVita, referência em sustentabilidade mundial, e vai trazer à tona a discussão ambiental que vem crescendo no decorrer dos anos. Embora seja em escala menor, Nicolas compartilha da visão sustentável do personagem e tenta, na medida do possível, transformar o mundo com pequenas ações no seu dia a dia. ‘’É aquela coisa básica, cada um faz a sua parte, tem seu lixo no carro, não abrir a janela e jogar a latinha, então eu sou sim um cara que tem esse espírito. Eu e 3 amigos fomos para a praia, e pegamos um saco de lixo para recolher os plásticos pequenos que são jogados durante a maratona do Rio. A gente não recolheu nem 1000, mas se cada um fizer a sua parte, a gente muda bastante e o mundo vai ser bem melhor’’, conta.

Além dos relacionamentos, o que também promete chamar a atenção é Dom Sabino, personagem de Edson Celulari. Pai de Marocas e casado com Agustina (Rosi Campos), o senhor de escravos é um homem conservador e adepto dos valores, o que irá contrastar com o comportamento do mundo atual. ‘’Ele é um furacão, toda a experiência que ele vai ter não é uma experiência simples. Ele é um homem muito justo, que acredita muito na palavra do outro, e os valores são outros. Ele vê uma moça brigando no ringue com um rapaz e ele acha que o moço está desrespeitando a moça, só que na verdade é um treino de boxe e ele interfere e desafia para o cara enfrentar alguém do sexo e do tamanho dele porque ele acha um absurdo, por exemplo’’, conta Celulari que estava acompanhado da esposa, Karin Roepke.

Embora seja um homem do passado, Dom Sabino vai se destacar não só pela linguagem antiquada, como o uso do termo ‘’boa chalaça’’, como também pelo seu pensamento progressista e pela forma com a qual tratava seus escravos, muito marcada pelo afeto e respeito, principalmente com o escravo Menelau, personagem de David Júnior que é resgatado pelo senhor. ‘’É muito legal quando o Menelau descobre que não é mais escravo e o Dom fala que ele é um homem livre, ele aceita essa mudança porque ele sempre respeitou. Ele tinha os escravos, mas ele nunca permitiu bater neles. Tem até um flashback que conta a maneira como o Menelau chegou à família do Sabino e ele era um personagem muito assustado e tem uma hora que o sabino diz ‘’Meu sangue tem a mesma cor do seu’’, é uma cena muito bonita que mostra a dimensão de humanismo que tem esse personagem. É uma relação de confiança e muito bacana entre os dois’’, diz.

Ao lado da esposa, Karin Roepker, Edson Celulari posa durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: AgNews)

Na pele de Dom Sabino, Edson Celulari retorna para as telinhas novamente como protagonista, assumindo a correria e a responsabilidade de liderar toda essa aventura. No entanto, o ator não poderia estar mais feliz com o desafio e afirma ‘’O ritmo é puxado, mas é gostoso’’. Além dos parceiros de cena, quem divide com o ator a correria do dia a dia é Karen. Orgulhosa, a atriz, que confessou que tem aprendido umas palavras novas ao bater texto com o marido, sente-se inspirada pelo comprometimento de Celulari para com o personagem. ‘’Eu vejo o tamanho desse personagem, cada monólogo que ele tem enorme, os textos dificílimos. Não é brincadeira e de um dia para o outro ele tem que decorar isso, tem que ter muita disciplina. Eu acho que o que move e eu vejo cada dia na vida dele é a vocação de estar todos os dias estudando e se aprimorando, vendo o melhor jeito de falar, é muito rico’’, conta.

Maria Eduarda de Carvalho e Kiko Mascarenhas dão show de simpatia durante festa de lançamento realizada no Museu do Amanhã nesta segunda-feira, 16. (Foto: AgNews)

Com outros grandes nomes no elenco, como Solange Couto, Kiko Mascarenhas e Maria Eduarda de Carvalho, ‘’O Tempo Não Para’’ promete por meio das aventuras da família Sabino Machado e de tantos outros personagens trazer reflexões sobre o mundo moderno, principalmente sobre a tecnologia e o lugar do negro da sociedade, relacionando o passado com a atual conjuntura sociopolítica brasileira a partir de um olhar fantástico e cômico. Na visão de Mário Teixeira, é essencial que os grandes veículos midiáticos assumam a responsabilidade social e contribuam para a crescente conscientização da população. ‘’As pessoas estão muito mais conscientes. A morte da Marielle, por exemplo, despertou uma comoção nacional e internacional. As pessoas estão mais conscientizadas do que está acontecendo, e é um ano de eleições, então é um ano que temos que ficar bastante atentos e tentar reparar uma série de injustiças que nós vivemos ao longo dos tempos. Como comunicador, eu acho que nós temos  uma função social que ela não deve ser esquecida’’, declara. Substituta de ‘’Deus Salve o Rei’’, esta grande aventura humana e congelada chega às casas de todo o Brasil no dia 31 de julho. Anota no calendário e já separa o casaco!

Pesquisas relacionadas