Cinema & TV

Fernanda Vasconcellos solta o verbo: “Não dá para entender que o ser humano ainda não aprendeu que respeitar quem quer que seja é o básico”

Sobre a preparação do Rio de Janeiro para receber as Olimpíadas a menos de um mês, a atriz disse que acredita no sucesso do evento: "Eu espero, de coração, que tudo dê certo e que as pessoas saiam daqui felizes"

Publicado em 09/07/2016 | Por Julia Pimentel

Em “Haja Coração”, novela das 19h da Rede Globo, ela interpreta a Bruna, uma mulher instigante, apaixonada e capaz de fazer tudo pelo amor, mas, ao HT, a linda Fernanda Vasconcellosque já tinha adiantado um pouco sobre sua personagem durante o Rio Moda Rio – bateu um papo super aberto e sem segredos. Sobre a experiência de viver a advogada no folhetim, a atriz nos contou que está sendo um prazer desvendar a personalidade e o caráter da moça que faz par romântico com Giovanni (Jayme Matarazzo).

“A Bruna está sendo uma grata surpresa. Eu sabia que era uma personagem que eu podia esperar de tudo, já que não conhecemos o passado e as pretensões dela. E eu estou descobrindo junto do público quem é essa mulher. Então, está sendo super divertido poder criar nesse universo tão livre que me foi dado. É a primeira vez que eu experimento isso e está sendo enriquecedor e diferente de tudo o que eu já fiz. Sempre trabalhei com personagens que não se tinham dúvidas do caráter dele. E a Bruna traz um mistério em não saber do que ela é capaz, se ela é do bem ou do mal. É uma experiência nova que está sendo parecida com uma corda bamba que não se sabe para onde ela vai”, contou a atriz que se considera tão determinada e focada quanto a sua personagem. Porém, apesar das semelhanças, Fernanda destacou uma diferença importante: “A minha determinação vai até o limite do outro. Não passaria por cima de nada e nem de ninguém para conseguir o que eu quero”.

Jayme Matarazzo e Fernanda Vasconcellos em "Haja Coração" (Foto: Reprodução)

Jayme Matarazzo e Fernanda Vasconcellos em “Haja Coração” (Foto: Reprodução)

Embora a trama das 19h seja de ficção, não é difícil encontrar algumas Brunas por aí. E a atriz concordou e confessou ao HT que, de vez em quando, tropeça com pessoas que ela tem dúvidas do caráter ao primeiro encontro. “Eu acho que todo mundo veste suas máscaras. A gente nunca sabe o que passa na cabeça do outro. Às vezes, até nós mesmos temos reações impulsivas que a gente não esperava ter. Imagina em relação ao outro?”, disse.

Paulista de nascimento e carioca de coração, a atriz que mora no Rio de Janeiro contou que está otimista para os Jogos Olímpicos na cidade. O evento, que vai trazer mais de 200 nacionalidades diferentes para a urbe maravilhosa, começa daqui a menos de um mês, no dia 5 de agosto. “Eu espero, de coração, que tudo dê certo e que as pessoas saiam daqui felizes. Eu estou com o coração cheio de otimismo para que seja bonito, bem-feito e para que fique algum legado para o povo. Não quero que, depois que acabarem as Olimpíadas e a cidade voltar ao normal, se esgote tudo. Eu desejo que o povo brasileiro e os cariocas consigam ficar com alguma herança boa disso tudo”, declarou.

A atriz contou ao HT que está otimista para as Olimpíadas do Rio (Foto: Reprodução)

A atriz contou ao HT que está otimista para as Olimpíadas do Rio (Foto: Reprodução)

Porém, como moradora da cidade olímpica e testemunha de todos os transtornos causados para a preparação do evento, Fernanda acha que, no fim, tudo vai dar certo. Para ela, apesar de toda a crise política e econômica que estamos passando, os governantes e responsáveis pela realização das Olimpíadas darão conta do recado. “Eu acredito que eles vão fazer o melhor que podem. Eles não vão querer apresentar algo feio, né? No fim, vão fazer de tudo para que os Jogos saiam perfeitos”, opinou a atriz que, mais uma vez, reiterou a importância de deixar um legado para os cariocas que acompanharam a preparação e vão receber os convidados. “Mas, eu gostaria que isso ficasse para a gente e que não fosse algo que quando acabasse voltasse a ser esse caos que é o Rio de Janeiro nesse momento pré-olímpico”, concluiu.

Só que essa não é a única preocupação de Fernanda Vasconcellos nesse momento. Assustada com os recentes casos de desrespeito e agressão, seja física ou moral, às mulheres, gays e negros, a atriz se posicionou e disse que é um “absurdo” que tenhamos que conviver com notícias desse tipo nos dias de hoje. “É muito louco porque a gente lê e escuta falar dos casos e não acredita que, em 2016, a gente ainda precise lutar por direitos e respeito. Não dá para entender que o ser humano ainda não aprendeu que respeitar quem quer que seja é o básico, independente de gênero, raça ou orientação sexual. É assustador”, declarou.

"Não dá para entender que o ser humano ainda não aprendeu que respeitar quem quer que seja é o básico, independente de gênero, raça ou escolha sexual" (Foto: Marcello Sá Baretto/AgNews)

“Não dá para entender que o ser humano ainda não aprendeu que respeitar quem quer que seja é o básico, independente de gênero, raça ou escolha sexual” (Foto: Marcello Sá Baretto/AgNews)

E, assim como tudo na vida, a internet e as redes sociais dividem a posição de aliadas e vilãs nessas situações. Fernanda nos contou que ficou sabendo que, a cada três notícias que são veiculadas nas redes, duas são mentirosas ou estão distorcidas. Mas, ainda assim, a atriz acredita que a web pode ser uma arma poderosa para expor e debater esses casos, como o relato da atriz Luiza Brunet que, recentemente, levantou discussões entre os internautas. “Eu acho que a internet ajuda a deixar esses casos mais à tona e pulverizados. Porém, tudo tem os dois lados da moeda. Eu acho que, realmente, ajuda na repercussão, mas também divulga muita notícia que não é real”, pontuou.

Pesquisas relacionadas