Cinema & TV

Estreante na telinha, Valentina Herszage grava por até cinco horas cenas com canguru fictício em “Pega Pega”: “O resultado fica mágico”

Na trama das 19h, a atriz interpreta uma adolescente com personalidade forte e relação complicada com o pai, vivido por Mateus Solano. Apesar da rebeldia de Bebeth, Valentina acredita que a personagem vai cativar o público. "Ela é uma jovem que tem transtorno psicoafetivo e, por isso, age dessa forma"

Publicado em 19/06/2017 | Por Julia Pimentel

Estreante na telinha, Valentina Herszage já é destaque na nova novela das 19h da Globo, “Pega Pega”. Na trama, a atriz interpreta a complexa Bebeth, filha de Eric Ribeiro (Mateus Solano). Com uma personalidade forte, a personagem vai na contramão da vida luxuosa do pai e sofre com a solidão depois da morte da mãe. Para Valentina, Bebeth é o reflexo da adolescente mais rebelde dos dias de hoje. Porém, mais que geniosa, a atriz destacou que a personagem sofre de transtorno psicoafetivo.

De acordo com Valentina Herszage, para a construção de sua primeira personagem na televisão, ela conversou com a mãe, que é psicanalista, sobre as atitudes da menina. Neste laboratório caseiro, Bebeth foi diagnosticada com o transtorno e, a partir daí, a atriz criou a personalidade da adolescente. “Além da preparação e dos estudos que eu faço para a personagem na Globo, eu também converso muito com a minha mãe, que é psicanalista, sobre a personalidade desta menina. Ela é uma jovem que tem transtorno psicoafetivo e, por isso, age dessa forma. Porém, a Bebeth também é uma personagem muito divertida e, ao mesmo tempo, apaixonante”, apresentou.

Em “Pega Pega”, Valentina Herszage interpreta a filha de Eric Ribeiro (Mateus Solano) (Foto: Divulgação/Globo)

Com esta personalidade, Valentina Herszage acredita que sua primeira personagem na telinha irá despertar muita identificação do público jovem. Com apenas quatro anos a mais que a idade de Bebeth, a atriz, que hoje está com 19 anos, contou que voltou a sua antiga escola para resgatar o comportamento das meninas desta fase. “Não são realidades muito distantes para eu lembrar para a novela. Afinal, eu vivi isso tudo há pouco tempo. Mas, no ano passado, eu voltei a minha antiga escola e passei uma semana na turma das garotas de 15 anos para ver como elas se comportavam hoje em dia”, disse a atriz que, diferente dos jovens de hoje, sua personagem não terá uma relação tão próxima e vital com o celular e as redes sociais. “A Bebeth não é tão ligada a dinheiro e, por isso, não tem uma relação forte com o celular. Mas, quando precisa, ela procura o perfil do menino que se apaixona no Facebook, busca o nome da companhia de teatro no Google etc. A internet não é algo ignorado pela personagem”, apontou.

Se para a atriz a questão da idade não será um desafio, Valentina nos confessou que o fator dificultador está em outro ponto: a melhor amiga de Bebeth. Com problemas para conviver com o pai e outras pessoas, a jovem adota um canguru imaginário como companheira. Para as cenas com o animal fictício, Valentina Herszage contou que chega a gravar cinco vezes para o resultado apresentado na telinha. “Na primeira, usamos uma boneca desanimada para eu ter a referência espacial e depois com dois manipuladores dando movimento. A terceira passagem, que é a que vale para mim, é quando eu contraceno com o nada. Na quarta, também não tenho boneco, mas faço com o fundo azul para a computação gráfica. Por fim, na quinta vez, usamos um robô”, explicou a atriz que já trabalha este tipo de interpretação antes mesmo de entrar no set. “Eu já sei as dimensões desse canguru e o espaço que ela ocupa na cena, mais ou menos. Porém, a cada gravação, precisa-se ter muita técnica e concentração porque é um exercício de paciência”, completou.

Nas cenas com o canguru, Valentina contou que demora até cinco horas para gravar alguns segundos (Foto: Divulgação/Globo)

E o trabalho árduo não se restringe à interpretação de Valentina em “Pega Pega”. Além da atriz, a equipe da novela também está inovando ao explorar uma nova proposta, como ela nos contou. “Está sendo um desafio para mim e para toda a direção da novela. Esta é a primeira vez que a Globo está usando a técnica da computação gráfica. Então, estamos todos aprendendo juntos. Muitas vezes, ficamos até cinco horas para gravar uma cena de alguns segundos”, revelou a atriz que, no fim disso tudo, reconhece o resultado do trabalho. “Fica lindo e mágico”, comentou.

No entanto, apesar da trama das 19h ser o primeiro trabalho de Valentina Herszage na telinha, engana-se quem pensa que a atriz é estreante na carreira. Aos 19 anos, a jovem coleciona trabalhos no teatro e diversos prêmios, até fora do Brasil, por causa do filme “Mate-me Por Favor”, que estreou em 2015. “Eu sempre quis atuar. Comecei no teatro com quatro anos e, aos 15, fiz o filme e ganhei prêmio em Veneza, no Rio e em Recife. Mas são propostas diferentes de interpretação. Eu sempre quis passear por todos os campos para descobrir o que eu gostava mais”, contou Valentina que precisou adaptar sua atuação aos diferentes meios de comunicação. “Eu acho que quando você vai do teatro para o cinema e televisão é mais fácil diminuir a expressão para chegar a uma naturalidade maior do que ao contrário. Então, eu ter começado nos palcos foi uma base muito importante para mim. Quando eu fiz o filme, a minha interpretação já ficou menos marcada e mais realista, e acho que isso me ajudou para a novela. Mesmo assim, a televisão tem um ritmo muito maior e rápido. Geralmente, hoje em dia, eu gravo 30 cenas por dia, enquanto no cinema, eram duas ou três”, lembrou.

Antes da novela das 19h, Valentina já tinha passado pelo teatro e pelo cinema (Foto: Divulgação/Globo)

Com fôlego de menina e dedicação de adulta, Valentina Herszage vem respondendo às expectativas de promessa da nova geração. Animada e totalmente dedicada ao trabalho na telinha, a atriz não escondeu a euforia com a interação dos fãs. “Eu não faço ideia de como vai ser. Estou aberta e curiosa”, disse a atriz que revelou os planos para o futuro. “Agora eu estou bem focada na novela. Neste momento, eu não estou conseguindo me desdobrar em outros projetos. O único trabalho que eu provavelmente farei enquanto durante ‘Pega Pega’ é a peça de teatro ‘Jovem Estudante Procura’. Nós não vamos entrar em cartaz de novo, mas estamos planejando de fazer apresentações pontuais”, contou sobre o espetáculo que também tem Amanda de Godói e Francisco Vitti no elenco.

Pesquisas relacionadas