Cinema & TV

“Estou tendo a oportunidade de me desafiar artisticamente”, diz Hugo Bonemer sobre o “Show dos Famosos”

O ator, que está participando da terceira temporada do quadro, revelou detalhes sobre os bastidores do programa e conversou a respeito da sua carreira e trabalhos paralelos

Publicado em 07/05/2019 | Por Iron Ferreira

Exibido aos domingos e apresentado por Fausto Silva, o “Show dos Famosos” está em sua terceira temporada e se tornou um sucesso de público e crítica. Personalidades das mais diversas vertentes do universo artístico brasileiro incorporam ícones nacionais e internacionais em um espetáculo visual e sonoro. Cláudia Raia, Miguel Falabella e Boninho são os jurados que avaliam, semanalmente, o desempenho dos candidatos. Entre os participantes, o ator Hugo Bonemer vem se destacando e mostrando toda a sua versatilidade. Sobre a experiência de participar do projeto, ele comenta: “É só emoção e felicidade. Nunca imaginei estar em um time desses. É uma alegria imensa. Estou tendo a oportunidade de me desafiar artisticamente e entender o meu lugar na arte. O programa me ajudou a tocar em assuntos sérios, como a minha sexualidade e as diversas formas de preconceito, de maneira leve e eficaz. Dessa forma, eu consigo estabelecer uma linha de diálogo mais clara com os telespectadores. Os desafios são os mesmos da minha profissão. A diferença é que no teatro musical, meu principal meio de trabalho, disponibilizamos de mais tempo para ensaiar. Aqui é mais exigente, precisamos correr contra o tempo”.

Segundo o ator, participar do “Show dos Famosos” está sendo uma experiência construtiva (Foto: Sergio Santoian)

Desde o início dessa temporada, ele já homenageou o cantor sertanejo Luan Santana e a diva pop norte americana Britney Spears. “A escolha de quem irei interpretar é feita em parceria com a produção. A gente tenta entrar em um consenso. Além de pedirem uma lista com mais de 30 nomes que eu gostaria de fazer, eles me sugerem muita coisa. Ao escolher a Britney eu levei em consideração o fato de ela ainda não ter aparecido no programa e o seu legado na música adolescente dos anos 2000. É uma artista muito talentosa que passou por muita coisa. Ela tem muita garra e uma energia contagiante. Uma verdadeira fonte de inspiração para muitas pessoas”, revelou.

Ele busca desmitificar a sua imagem artística e interpretar papéis fora da sua zona de conforto (Foto: Sergio Santoian)

Hugo ainda fez um balanço sobre a sua participação na atração e o impacto dessa vivência em sua carreira: “O mercado sempre me chamou para fazer papéis de personagens brancos e com cara de metido, o típico playboy. É dessa forma que ele me enxerga. Mesmo que o grande público não me conheça, eu gostaria de fazer papéis diferentes de mim. A equipe e eu ficamos mais estimulados com esses desafios, pois acabamos aprendendo. Quero sair da minha zona de conforto, mesmo que isso implique em notas mais baixas por parte dos jurados”.

Além do programa, ele construiu uma sólida carreira tanto no teatro musical quanto na televisão. Porém, é no palco em que ele encontra a verdadeira satisfação: “É o lugar que melhor me recebeu. Tenho muita gratidão pelo que me foi ensinado durante toda a minha trajetória. Sinto um prazer imenso pelo que eu faço. Me divirto demais nos ensaios, fico totalmente à vontade. Já faz parte da minha rotina”.

Hugo nutre uma profunda paixão pelo teatro musical. “É o lugar que melhor me recebeu” (Foto: Sergio Santoian)

De novembro de 2017 a fevereiro de 2018, o ator protagonizou o espetáculo “Ayrton Senna, O Musical”, interpretando uma das figuras mais emblemáticas do esporte brasileiro. “Viver o Ayrton foi uma emoção gigantesca. Ele é um herói nacional. Eu não precisei convencer as pessoas a gostarem do personagem, elas já o amavam. Eu brinco que ele virou o meu anjo da guarda. Depois dessa peça, tudo deu certo na minha vida profissional”, declarou.

O artista ainda comentou sobre o seu papel na série “A Vida Secreta dos Casais”, exibia pela HBO e escrita por Bruna Lombardi. Na trama, ele dará vida ao Erick, o seu primeiro vilão: “Ele é um cara manipulador e vai para lugares sérios de abuso físico e sexual. Foi um trabalho que me fez muito mal. Fui parar em uma região muito sombria para encontrar o personagem. Entrar em contato com o Erick, durante as gravações da primeira temporada, foi pesado. Já na segunda temporada, ele se apaixona e encontra a sua redenção através do amor”.

No teatro, o ator viveu Ayrton Senna. Hoje, ele o considera seu anjo da guarda (Foto: Sergio Santoian)

Pesquisas relacionadas