Cinema & TV

Dira Paes retorna à televisão na próxima novela das sete, “Verão 90”, e comenta parceria com o diretor Jorge Fernando

A atriz falou detalhes da sua personagem Janaína Guerreiro de "Verão 90", novela que estreia no fim do ano no horário das 19h

Publicado em 05/10/2018 | Por Vanessa Cutrim

Longe das telenovelas desde Velho Chico (2016), a atriz Dira Paes volta com tudo no fim desse ano. Ela está nas preparações de “Verão 90“, nova novela das sete que vai abordar a década de 80 e 90. As gravações já começaram e Dira vive Janaína Guerreiro, uma viúva e mãe de dois filhos que vivem em conflitos, interpretado pelos atores Jesuíta Barbosa e Rafael Vitti. “É uma mãe que muitas mulheres vão se identificar, porque a gente sabe que o Brasil é feito de mães guerreiras. Ela vai estar se redescobrindo junto com os filhos, na busca de si mesma”, conta. A atriz ainda falou um pouco sobre a história da obra para o site: “A trama é impressionantemente boa, lendo os capítulos, você não quer parar de ler. Vamos ter a primeira novela do Jesuíta Barbosa, vamos ter o Rafael Vitti fazendo um papel bem maduro. Eles são João e Jerônimo e os personagens são bem complexos. E também vamos estar homenageando os anos 90, então para quem viveu essa época, vai dar uma nostalgia”.

Dira Paes será mãe dos atores Jesuíta Barbosa e Rafael Vitti em”Verão 90″. Na foto, também presente os atores João Bravo e Diogo Caruso, que interpretam os personagens 10 anos antes (Foto: Instagram)

Quem faz a direção da obra é Jorge Fernando e será a primeira novela que ele realiza depois do AVC que sofreu em janeiro de 2017. Dira exaltou a disposição e criatividade do diretor em cena. “Jorginho está firme, forte, criativo, feliz, incentivando. Ele dirige de uma maneira cirúrgica, porque consegue com uma palavra fazer você ter um entendimento de tudo”, comenta a atriz que sente que a confiança que o amigo tem nela é fundamental para a fluidez da produção. “Eu ganhei um presente com a novela, eu estou muito feliz do Jorginho, um diretor de 36 novelas, falar para mim: “Eu quero você!”. Isso já dá uma segurança de querer fazer um trabalho incrível”, expõe.

Dira Paes na 17ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro (Foto: Anderson Borde/AgNews)

Conhecida também pelos diversificados papéis no cinema, como no seu último filme Redemoinho de José Luiz Villamarim, em que interpreta uma mulher que foi abusada pelo vizinho, Dira ressalta a importância de contar essas histórias, de viver fazendo cinema no país e das especificidades desta arte. “Nós somos guerreiros e fortes. O cinema brasileiro tem uma tradição de décadas, é um cinema centenário que sempre promoveu grandes realizações para a cultura. Nossos filmes nos representam cada vez melhor mundo à fora e apesar de todas as demandas que nós temos como cinéfilos, como viabilizar produções em todo o país, e pensar que temos que ter a diversidade dos temas, como diversidade de estados e linguagens, precisamos ter orgulho desse cinema. Ele tem uma particularidade, é do tamanho do Brasil”, enfatiza. A atriz estreia em breve os filmes Veneza, com direção de Miguel Falabela, e Pureza, com direção de Renato Barbieri. 

Pesquisas relacionadas