Cinema & TV

Como diretora, Benedita Casé estreia hoje à noite o programa “Fora da Caixa” e traz o empreendedorismo para uma linguagem mais leve e inspiradora

Idealizado por ela e o marido, João Pedro Januário, a atração tem como principal objetivo falar do empreendedorismo moderno de um jeito fácil. Com uma linguagem compreensível a todos, Benedita contou que gráficos, números e históricos de gestão não são o foco da atração

Publicado em 11/04/2017 | Por Julia Pimentel

“A tendência é o jovem querer, cada vez mais, ser empreendedor”. Antenada na aposta do milênio, Benedita Casé estreia hoje o programa “Fora da Caixa”, no canal Mais GloboSat, às 21h. Em sua primeira experiência como diretora, no projeto que também tem o marido, João Pedro Januário, na direção e o padrasto, Estevão Ciavatta, como produtor pela Pindorama Filmes, Benedita desmistifica o empreendedorismo. Com uma linguagem leve e pensada para os jovens, o “Fora da Caixa” apresenta exemplos de empresários que levaram seu lifestyle para um produto e são sucesso no mercado nacional. Para contar essas histórias, Luiz Quinderé, do Brownie do Luiz, assume a apresentação do programa que vai muito além de apenas contar histórias. Ansiosos para a estreia de logo mais, fomos conversar com Benedita Casé para ficar por dentro de tudo o que vai rolar. Vem com a gente.

Em dez episódios que estreiam hoje, 11, no canal Mais Globosat, às 21h, Benedita Casé faz sua estreia como diretora no programa “Fora da Caixa”. Idealizado por ela e o marido a atração tem como principal objetivo falar do empreendedorismo moderno de um jeito fácil. Com uma linguagem compreensível a todos, Benedita contou que gráficos, números e históricos de gestão não são o foco da atração. “A gente quer contar de forma mais descolada a história desses empreendedores. Em comum, além de serem jovens, esses nossos personagens criaram empresas que são consequências de suas próprias vidas. Então, mais do que um produto de sucesso, eles incorporaram um lifestyle a uma ideia”, explicou Benedita que ainda atribui mais uma característica dessa massa empreendedora. “Eles são jovens que não abrem mão da felicidade. Eles realmente fazem o que gostam e não abrem mão da felicidade”, completou.

No entanto, além da missão de desconstruir os fantasmas do empreendedorismo para que a temática ganhasse uma forma interessante para um programa de televisão, Benedita Casé ainda aprendeu a ser diretora na atração. Filha de Regina Casé, a jovem de 27 anos sempre teve o entretenimento como extensão de suas experiências. Porém, profissionalmente, Benedita decidiu seguir outro caminho e se formou em Design. Mas não teve jeito. O mosquitinho da televisão picou a nova diretora e a apresentou a diversas posições e profissões na telinha. “Durante muito tempo, eu trabalhei no Esquenta! com a minha mãe. Lá, eu comecei como pesquisadora musical dando umas sugestões e depois fiquei fixa. Com o passar das temporadas, fui testando novas experiências nos bastidores do programa até que eu me vi inserida nesse meio. Eu confesso que antes eu não pensava muito em trabalhar com isso. Mas não tem como evitar, a televisão está presente no meu dia 24 horas. Quando eu e João tivemos a ideia desse programa, eu mesma quis botar a mão na massa e contar essas histórias”, lembrou.

Juntos, eles estruturaram o programa, escolheram os personagens, definiram a linguagem e, agora, contam os minutos para a estreia de hoje à noite. Entre as histórias, o “Fora da Caixa” vai trazer casos da gastronomia, fotografia e internet de um jeito novo e nada convencional. Quando Benedita Casé decidiu falar de empreendedorismo para os jovens, ela contou que precisava ser de um jeito leve e interessante. Em um caminho sem muitas mudanças e desafios durante a produção dos episódios, a diretora adiantou que tem música, praia e muitas ideias boas. “Eu acho que quando a gente começa a contar esses casos de empreendedorismo a partir da vida pessoal desse personagem, já mudamos totalmente a linguagem do programa. O ‘Fora da Caixa’ não fica dentro da empresa. A gente quer mostrar o que esse empreendedor gosta de fazer, de comer e o que o levou a criar determinado produto. E, com essas histórias, a gente descobriu que o jovem empreendedor de hoje prefere uma vida com mais sentido a uma cheia de grana. É claro que o dinheiro é importante. Mas, para eles, não é essencial. Então, as entrevistas que o Luiz faz têm movimento, e não mostramos duas pessoas sentadas em uma cadeira falando sem parar. Ele descobre esses relatos surfando, tocando na banda do personagem, caminhando pela cidade…”, adiantou.

João Pedro Januário, Luiz Quinderé e Benedita Casé (Foto: Divulgação)

Mas, embora trate do assunto como histórias de sucesso de quem decidiu investir em uma ideia, Benedita Casé ressaltou que as dificuldades também estão presentes no programa. Em uma país que passa por momentos de crise e tem a burocracia como principal inimiga, a diretora contou do cuidado de abordar essa questão na atração. “A gente não queria que a vida de empreendedor tivesse uma interpretação de que é oba-oba e que eles fazem o que gostam e são seus próprios chefes. É muito difícil empreender no Brasil e eles contam desses desafios que enfrentaram. Nas entrevistas, a burocracia do país aparecia quase que como um mantra, todos repetiram a mesma reclamação. E nós trazemos histórias de quem tinha grana por trás e conseguia investir mais na ideia e também de um empreendedor da favela que não podia errar. Para esse jovem, se a sua ideia não vingasse, era o fim. Ou seja, com o programa queremos mostrar também que há diferentes níveis de dificuldades para os empreendedores brasileiros e que apenas a boa ideia não é suficiente”, disse Benedita.

E, em tempos de crise na economia nacional, as dificuldades aumentam ainda mais. No entanto, Benedita Casé acredita que além de desmotivar, a situação atual do Brasil também estimula a mente de jovens que querem apostar novas fichas no mercado nacional. Para ela, tempestades como essa são o tempero para dias de sol no futuro. “Nesse momento que as pessoas estão sem dinheiro, elas começam a pensar em novas fontes de renda. E isso acaba virando um propósito que gera energia para novas criações. Fora que muitos desses jovens empreendedores estão engajados em uma questão social muito importante para os dias de hoje. Assim, eles passam a criar novos sentidos para a vida para depois se preocuparem com o retorno financeiro”, analisou Benedita que acredita que o empresário de hoje não é como aquela figura tradicional do passado. “Atualmente, não há mais essa diferença de pessoa física para jurídica. O jovem quer levar a sua vida para dentro da empresa e vice-versa. Aliás, são justamente as experiências pessoais dessas pessoas que acabam gerando esses produtos”, pontuou.

O fato é que, apesar de respirar o universo do empreendedorismo dia e noite nos últimos tempos, Benedita Casé não se vê como um exemplo futuro. Embora criativa e responsável pela estrutura e processo do “Fora da Caixa”, a diretora destacou a inabilidade na hora da negociação. “Eu adoro esse assunto e acho muito interessante. Mas eu mesma não me vejo com empreendedora, não sou muito boa para os negócios. Eu e João já criamos uma festa no passado que funcionou como uma experiência empreendedora, mas não foi além. A minha participação nessa temática é para elaborar programas como o ‘Fora da Caixa’. De certa forma, eu e toda a equipe empreendemos juntos para que o programa nascesse, ganhasse forma e pudesse estrear hoje”, disse.

Na verdade, Benedita Casé vê uma nova posição em breve que não é de empreendedora. Grávida de seis meses, a diretora irá descobrir a mais nobre das profissões: mamãe. Sobre esse momento e as preocupações para o futuro, ainda mais depois de mergulhar no universo econômico do Brasil, Benedita garantiu que prefere não se desesperar. Na verdade, entre tantos assuntos um tanto quanto fofos que fazem parte da rotina atual da diretora, o maior pensamento é o positivo. “A gente está vivendo um momento muito difícil no país e isso é obvio. Mas, além das dificuldades de hoje, o Brasil já passou por tantos outros desafios e crises que eu prefiro pensar em tudo isso com otimismo. Eu acho sempre que somos capazes de dar a volta por cima e melhorar qualquer situação. Aos poucos, a gente vai se virando, descobrindo novas experiências, fazendo projetos legais e tocando a vida. Mesmo com esse cenário desanimador, temos que pensar positivo”, disse. Muitas alegrias, querida!

Benedita Casé está gravida de seis meses do marido e companheiro na direção do “Fora da Caixa”, João Pedro Januário (Foto: Reprodução)

Pesquisas relacionadas