Cinema & TV

Ator de ‘Empire’ passa de vítima a suspeito no caso de ataque racista e homofóbico

Jusssie Smollett tem cinco de suas nove cenas limadas do penúltimo capítulo da quinta temporada da série

Publicado em 19/02/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Jeff Lessa

Há três semanas que o ator e cantor Jussie Smollett, astro da série de TV “Empire”, produzida pela Fox, apresentou queixa de ter sido vítima de um ataque de ódio. Na época, até o presidente conservador Donald Trump classificou a ação como “horrível”. De lá para cá, porém, testemunhas anônimas vêm derrubando a história contada pelo belo Smollett, alimentando o boato de que o ataque teria sido orquestrado por ele próprio. A repercussão gerada nos Estados Unidos é gigantesca e acirrou ainda mais os debates entre esquerda e direita no país. A história revolveu questões como racismo e homofobia e extrapolou as colunas de fofocas.

Jussie Smollett garante que não mentiu sobre ataque

Negro e gay, o ator de 36 anos interpreta, no drama “Empire”, o herdeiro de uma grande e milionária gravadora onde disputa acirradamente o poder com o pai, a mãe e o irmão mais novo. Ele teria sido atacado na entrada de seu hotel em Chicago por dois homens usando máscaras e chapéus com a inscrição MAGA (Make America Great Again, slogan da campanha eleitoral de Donald Trump que significa Faça a América Grande De Novo, em tradução livre). De acordo com Smollett, os dois o teriam xingado de “nigger” e “faggot”, palavras que se referem à cor e à homossexualidade com altíssimo teor ofensivo, a ponto de não serem reproduzidas em jornais e revistas e serem substituídas por “bips” em áudios.

Na última quarta-feira (13), a polícia prendeu os irmãos nigerianos Olabinjo e Abimbola Osundairo, que já teriam trabalhado com Smollett: um como figurante em “Empire”, enquanto o outro como personal trainer do ator. Na sexta, porém, os suspeitos foram liberados pela polícia. O fato de os rapazes não serem brancos, como denunciou Smollett, fez a polícia desconfiar do relato do ator. Desde segunda-feira (18), ele se muniu de advogados e, na terça-feira (19), deixou de ser tratado pela polícia como vítima e passou a ser encarado como suspeito.

Abimbola Osundairo e Olabinjo Osundairo, os irmãos nigerianos acusados de atacar Smollett

As últimas notícias do drama pessoal do rapaz dão conta de que cinco de suas nove cenas no penúltimo episódio da quinta temporada do seriado foram cortadas. As cenas que sobraram não dão mais a ele o protagonismo que teria antes do corte. Smollett também teria um grande número musical que não será mais exibido.

Jussie Smollett nega todas as acusações e sustenta que o ataque foi real. Até quando? “Empire” volta a ser exibida nos Estados Unidos em 13 de março, na Fox.

Smollett canta em Chicago

 

Pesquisas relacionadas