Cinema & TV

Antonia Frering volta à TV e fala sobre projeto literário em homenagem aos netos: “Duas bênçãos que me fazem rir”

A atriz vive Fatima, mulher de um político corrupto, na série "Baile de Máscaras", da TV Cultura, e lançou esta semana dois livros infantis: 'Maricota Pipoca' e 'Os Amigos da Floresta'

Publicado em 18/09/2019 | Por Heloisa Tolipan

*Por Karina Kuperman

A série “Baile de Máscaras”, da TV Cultura, ganhou um reforço especial. Trata-se de Antonia Frering, convidada do diretor Flávio Tambellini para viver Fátima, mulher do senador corrupto Carlos Calhada (Roberto Pirillo), que ostenta seus “cinquenta anos de vida pública” e é um dos cabeças do Partido Nacional Republicano, no poder desde a redemocratização. “Achei uma série bem diferente. Ela aborda muito a política e a escolha dos diretores de usar pouca luz e fazer algo meio fala sussurrada foi muito acertada. Eu gostei muito”, analisa ela, referindo-se ao trabalho dos diretores, Flávio e Belisário Franca.

Antonia Frering vive Fátima em “Baile de Máscaras” (Foto: Elisa Mendes)

Retratar os bastidores do marketing político em um momento tão polarizado e inflamado no Brasil não deve ser tarefa fácil. E Antonia ressalta: “Falar de política é sempre complicado em qualquer lugar, mas a série levanta a questão da política desacreditada, do vale tudo para estar à frente”, diz ela, que, depois de “Salve Jorge”, em 2013, e do papel na minissérie “Se eu fosse você”, ficou feliz em voltar à TV.

(Foto: Elisa Mendes)

Alguns outros projetos além da televisão, porém, tem tomado o tempo de Antonia. Um exemplo é seu canal no Youtube, que aborda variedades semanalmente e comemora quase dois anos. “O retorno do público é sempre muito bom, graças a Deus eu tenho pessoas que gostam, que curtem, que comentam. Eu faço questão de responder todo mundo. Essa troca no Youtube é o que eu mais gosto”, elogia.

(Foto: Elisa Mendes)

Avó dos gêmeos Antônio e Emanuel, de dois anos e meio, Antonia reservou a agenda para lançar dois livros infantis: ‘Maricota Pipoca’ e ‘Os Amigos da Floresta’. A inspiração surgiu de histórias que criava para seus três filhos: Guilherme, Maria eLorenzo. “Escrevi essas histórias para os meus filhos quando eles eram crianças. E eu resolvi lançar agora, porque eu conto para os meus netos e eles adoram. É uma homenagem aos meus filhos, netos e a todas as crianças”, pontua.

(Foto: Elisa Mendes)

“Eu adoro ser avó, porque são duas alegrias, duas bênçãos que me fazem rir, me fazem exercitar minha criatividade, meu lado físico, ver quanto amor a gente tem sempre pra dar mais. Esses são livrinhos escritos com muito amor, sem pretensão. E eu acho que essa é a melhor vitória do mundo, quando você tem muito amor pra dar”, diz. A renda obtida com as vendas é inteiramente revertida para o Instituto Desiderata, da qual Antonia é cofundadora.

Pesquisas relacionadas