Cinema & TV

“A sociedade precisa debater sobre o amor e entender que a pluralidade social é algo lindo”, diz o ator Pedro Alves

Vivendo o protagonista Guga em “Malhação: Toda Forma de Amar”, ele conversou com o HT sobre a sexualidade do personagem, a estreia na televisão e o seu futuro promissor

Publicado em 22/04/2019 | Por Iron Ferreira

Iniciando a sua carreira na Globo com o pé direito, Pedro Alves está no elenco principal da vigésima sétima temporada da séria juvenil mais duradoura da televisão brasileira, intitulada “Malhação: Toda Forma de Amar”, que estreou no último dia 16. Dando vida ao protagonista Guga, que irá enfrentar problemas envolvendo a sua sexualidade ao longo da trama, ele, que é assumidamente homossexual, falou sobre a sua semelhança com o personagem: “O Guga é um menino que enxerga o mundo mais ou menos como eu vejo. Não está satisfeito em ter privilégios. Ele quer que todos sejam iguais. É consciente, questionador, ponderado. Ele não vive só na sua bolha social e tudo isso se encaixa muito em mim. E de certa forma, a questão sexual também. Mas acho que ele vai enfrentar preconceito da própria família, o que nunca vivi dentro do meu núcleo familiar”.

O ator também relatou como foi a preparação para o papel: “O processo de construção do personagem foi demorado. A emissora disponibilizou de muito tempo de preparação para todo o elenco e nesse processo eu fui experimentando, errando e sendo conduzido ao que a direção tinha em mente. Mas acho que esse processo continua até o último capítulo”.

Pedro Alves no lançamento de “Malhação: Toda Forma de Amar” (Foto: Divulgação/TV Globo)

Como o roteiro é pensado e voltado para o público juvenil, abordar temas dessa relevância pode ajudar muitos adolescentes que passam pelo mesmo questionamento. “Acho que a construção da história leva o publico a ter amor por ele, independente da questão sexual. É um filho, um amigo, um homem apaixonante! Com certeza vários pais e mães gostariam de ter um filho como ele, isso vai ajudar o telespectador a ter compaixão e identificar o seu próprio preconceito. E pode ajudar a comunidade LGBT a se ver, se sentir representada, acolhida. Se enxergar na tela ajuda quem está sofrendo preconceito. Acredito que os jovens que passam pelo mesmo drama irão se sentir menos sozinhos. Os pais que forem tocados, talvez aprendam a amar seus filhos de maneira incondicional. Também falaremos sobre milícia, assassinato de jovens negros, adoção, mães solteiras e outros temas que talvez nunca tenham sido abordados por uma Malhação”.

O ator acredita que a novela pode ajudar muitos jovens que enfrentam problemas com a sexualidade (Foto: Lukas Alencar)

Diante dos inúmeros casos de violência e intolerância que infelizmente são registrados no país, Pedro reafirma sua postura de esperança. Segundo o ator, mesmo que lentamente, as coisas estão mudando para uma perspectiva mais positiva: “Eu enxergo isso da melhor forma possível! Me emociono toda vez que leio a sinopse e vejo que o assunto está chegando ao grande público. Mostrar essa realidade é chamar a atenção da sociedade para o debate sobre o amor. É conscientizar a sociedade sobre o respeito. É entender que a pluralidade social é algo lindo e deve ser preservado”.

Assumidamente gay, Pedro incentiva que a sociedade debata sobre o assunto e estimule  mais respeito (Foto: Lukas Alencar)

No ar desde 1995, “Malhação” é um sucesso incontestável da Globo. Além de ter vencido o prêmio Emmy Internacional Kids, o Oscar da televisão, na categoria de Melhor Série de 2018, pela temporada “Viva a Diferença”, a novela revelou inúmeros talentos e astros que atualmente são reconhecidos nacionalmente. “É um privilégio fazer parte de uma marca de sucesso! Tenho certeza de que “Toda forma de amar” vai marcar quem assistir. Essa temporada é inovadora, madura e socialmente necessária. É uma honra!”. A respeito das oportunidades que essa experiência pode trazer, ele acrescentou: “Eu acho que o que vai me abrir portas é a minha arte, o respeito que eu tenho por ela e o meu comportamento profissional. Ser ator é ter disciplina. Se eu continuar ou não, vai depender da minha conduta como ser humano e da minha atuação como artista”.

A nova temporada irá abordar temas inéditos e de extrema importância (Foto: Lukas Alencar)

A nova edição do folhetim traz nomes consagrados do público, como Henri Castelli, Joaquim Lopes e, após 15 anos longe da emissora, Paloma Duarte. “São pessoas muito acolhedoras. Me impressionei com o tratamento que eles tiveram conosco, os novatos. Outra atriz e ator que eu tenho tido orgulho de contracenar são Karine Telles e Roberto Bontempo, que interpretam os pais do meu personagem. Nunca imaginei fazer a minha estreia ao lado de atores tão bons e incríveis, pessoalmente e profissionalmente”.

“É uma honra!”, afirma Pedro sobre a sua participação em Malhação (Foto: Lukas Alencar)

Quando perguntado sobre as experiências e ensinamentos que o papel irá lhe proporcionar, Pedro afirmou: “A doçura e o amor que ele tem pela vida e a energia do personagem contagia o meu cotidiano. Mas acho que vou aprender muito mais para frente, quando ele vivenciar o preconceito por parte das pessoas que ele ama. Nunca passei por isso, acho que vai me fazer sentir na pele a realidade de muitos brasileiros e isso me emociona muito. Choro só de pensar”.

Segundo o artista, a experiência de interpretar o Guga tem sido maravilhosa (Foto: Lukas Alencar)

Pesquisas relacionadas